Pesquisa conclui que Facebook desperta inveja nas pessoas

25 jan 2013 | por em artigos às 17:23

 Pesquisa conclui que Facebook desperta inveja nas pessoas

Inveja, o pecado inconfessável. Definição do escritor e jornalista Zuenir Ventura. Segundo Zuenir, a inveja também é o pecado mais democrático que existe, todo mundo tem, mas ninguém admite, pois sente vergonha. Claro que existem graus de inveja, existe pessoas muito invejosas, assim como pequenos e esporádicos surtos de inveja. Mas é certo que ninguém está imune a ela.

Com as facilidades que o Facebook nos propícia para bisbilhotar a vida alheia, ver fotos de felicidade e sucesso de amigos e conhecidos, esses lapsos de inveja se tornaram mais frequentes. É o que concluiu o estudo intitulado de “Envy on Facebook: A Hidden Threat to Users’ Life Satisfaction?” (algo como ‘Inveja no Facebook: uma ameaça oculta à autoestima do usuário‘), elaborado por quatro pesquisadores da Universidade Humboldt e da Universidade Técnica de Darmstadm, ambas na Alemanha.

Segundo o estudo 1/3 dos entrevistados afirmaram se sentirem inferiores após acessarem o perfil de antigos colegas ou de outros amigos. “Fotos de viagem em férias”, seguido de “vida social ativa” e “votos de parabéns” durante o aniversário são os principais motivos de ressentimento. Demonstrações de sucesso, talento e prosperidade também seriam fatores de inveja, aponta a pesquisa.

“Apesar de cultivarem laços de amizade, as atualizações pessoais dos usuários também criam uma plataforma de comparação social sem precedentes”, afirma o estudo. “Ficamos surpresos ao perceber quantas pessoas têm uma experiência negativa ao acessar a rede social. Elas se sentem sozinhas, frustradas ou raivosas”, afirmou a pesquisadora Hanna Krasnova. O estudo entrevistou 600 pessoas de diferentes nacionalidades.

E você, já percebeu o quanto costuma ficar chateado e com dor de cotovelo ao ver fotos de amigos e conhecidos tiradas em lugares legais ou até mesmo numa simples balada?

9 Comentários