O Melhor Vampiro do Cinema Atual

7 out 2009 | por em Cinefilia S/A às 12:29

 O Melhor Vampiro do Cinema Atual

Olá, Cinéfilos!

Meu nome é Adriano Martins, e antes de tudo, gostaria de agradecer ao Sedentário & Hiperativo, em especial ao Duquian, por ter me convidado para escrever sobre Cinema aqui no blog. O Cinefilia S/A será uma Coluna? Um Drops? Sabe lá! O que se sabe é que este será o lugar do Cinema por aqui. Com Críticas, Trailers, Indicações, Notícias e outras coisas interessantes!

Espero que vocês gostem, preparem a pipoca e boa sessão!

 O Melhor Vampiro do Cinema Atual

O Melhor Vampiro do Cinema Atual

 O Melhor Vampiro do Cinema Atual
FICHA TÉCNICA
Título: Deixa ela entrar
Título Original: Låt Den Rätte Komma In/ Let The Right One In
Diretor: Tomas Alfredson
Elenco: Kåre Hedebrant, Lina Leandersson, Per Ragnar, Henrik Dahl, Karin Bergquist, Peter Carlberg, Ika Nord.
Produção: Carl Molinder, John Nordling
Roteiro: John Ajvide Lindqvist
Fotografia: Hoyte Van Hoytema
Duração: 114 min.
Ano: 2008
País: Suécia
Gênero: Terror

Há muito procurava ver um filme sobre vampiros que realmente me convencesse que o tema já não estava 100% batido, e olha que demorou! O longa-metragem “Deixa ela entrar”, produção sueca dirigida por Tomas Alfredson, funciona como uma espécie de luz no fim do túnel e enche de esperança os cinéfilos amantes do gênero.
É de se estranhar ou ao menos desconfiar de um filme que conta a história de um garoto de 12 anos, que se apaixona por Eli, uma menina vampira que por sinal é sua vizinha – Confesso que pensei: “Sessão da Tarde!”, mas não, eu estava completamente enganado.

O longa que já faturou diversos prêmios é baseado no livro homônimo de John Ajvide Lindqvist e narra a história de Oskar (Kåre Hedebrant), um frágil e solitário menino que vive apanhando dos colegas de escola, até conhecer Eli (Lina Leandersson), uma garota vampira que divide a mesma solidão que ele, formando um estranho e belo laço de afeto entre os dois.

 O Melhor Vampiro do Cinema Atual

Ambientado nos anos 80, a cara fria da periferia de Estocolmo ajudou muito a compor o marcante e simples visual do filme. Além da certeira fórmula Neve + Sangue, o longa enche a tela de estilos, do cabelo loiro do garoto Oskar ao pé descalço da vampirinha Eli na neve, tudo é pensado, e muito bem! O roteiro é bem dosado e se desenvolve tranquilamente, porém não faz o tipo que duvida da inteligência do espectador, pelo contrário, em algumas vezes nos convida a refletir, como em uma cena em que o “pai” de Eli tira a vida de um homem, deixando-o de cabeça para baixo para, poder retirar o sangue de seu pescoço, com a intenção de que sua filha se alimente. Vemos uma crueldade ser substituída pelo cuidado paterno, colocando o próprio espectador em jogo: Você faria isso pela sua “filha”? – Essa é uma das diversas perguntas que respondemos durante os 114 minutos do filme – E taí o truque desta produção, aceitamos as mais impensadas situações com naturalidade e ainda por cima, torcemos pelo vampiro que geralmente é o vilão da história.

Ah, antes que me esqueça: se você pretende passar medo e roer todas as suas unhas, escolha algo como “O Iluminado” do mestre Kubrick, por exemplo, pois o longa em questão não tem essa finalidade. “Deixa ela entrar” teve o cuidado de evitar os clichês que costumam vir no kit Terror/Suspense, pra lá de conhecidos por todos nós. Talvez esteja aí, na dosagem certa do roteiro, o ponto mais alto do filme. Nada é excessivo, sendo que, justamente o excesso é o pior problema dos filmes do gênero.
Explorando a simplicidade e humanizando a figura do Vampiro, apesar de todos os seus trejeitos sombrios, vemos ótimos personagens, interpretados por jovens e promissores atores mostrando como é fácil transformar um tema batido em uma boa produção, quando se tem um raro elemento chamado: Originalidade.

Obs: Vai rolar um remake Tio Sam do longa (novidade, né?), que começará a ser gravado em Novembro no Novo México. O estranho disso, é que o filme ganhou um novo e curioso título na versão USA, e se chamará: “Fish Head” (Cabeça de Peixe), vai entender!

Trailer (Legendado)

.
 O Melhor Vampiro do Cinema Atual

Kill Bill 3?

 O Melhor Vampiro do Cinema Atual
Os fãs já podem se animar, ou desanimar, sei lá! Numa entrevista a um Talk Show italiano, Tarantino confirma rumores de que pretende rodar “Kill Bill – Volume 3”. A idéia é lançar o longa em 2014, data em que o primeiro filme comemora 10 anos. Pelo o que parece a história vai girar em torno da Noiva e sua, agora crescida, filha B.B.
Confesso que fiquei curioso. Será que a filha da Vernita Green (Vivica A. Fox), vai querer vingar a morte da mãe? Fica a dica Tarantino!

Cinebiografia dos Ramones pode rolar em breve

 O Melhor Vampiro do Cinema Atual
Segundo o que alguns veículos especializados divulgaram, a Fox Seachlight (vertente Cult/Alternativa da 20th Century Fox) se interessou pela produção cinematográfica da história dos Ramones, que até então estava sendo realizada de maneira independente. O roteiro do filme que irá narrar à trajetória da maior banda de Punk Rock de todos os tempos será baseado no livro I Slept With Joey Ramone. Acho que agora vai! Hey Ho, Lets Go!

 O Melhor Vampiro do Cinema Atual

Fãs reclamam do rosto do novo Freddy Krueger versão 2010

 O Melhor Vampiro do Cinema Atual
É, a magia dos efeitos quase artesanais e da maquiagem tosca dos anos 80, deixaram marcas nos fãs saudosistas, e na cara dos vilões também.
Muito está se falando sobre o visual (parecido com computação gráfica) do novo Freddy Krueger, que dessa vez é interpretado por Jackie Earle Haley (Watchmen). A reclamação surgiu após a divulgação do primeiro trailer do longa, que conta com a direção de Samuel Bayer, e será lançado em 16 de abril de 2010.

Bom, sou fã da série e já previa que este remake receberia críticas pela caracterização do personagem principal. A figura de Freddy interpretada por Robert Englund (o cara que gravou todas as versões), talvez seja a mais marcante entre todos os vilões de filmes de terror, e substituí-lo não deve ser tarefa fácil.

Vi o trailer e digo que gostei, mas desde já antecipo, pela nostalgia que me acompanha: Fico com a versão anos 80!

Trailer (Legendado)

.
 O Melhor Vampiro do Cinema Atual

No bônus de hoje, separei para vocês uma divertida animação que mostra por que alguns cachorros não gostam de ração. Veja:

The Dog and the Butcher

Um filme de Jonathan Holt
.

Além do S&H, Adriano Martins escreve para o Cinemando.

76 Comentários


Veja mais: