Tatiele Polyana, ex-BBB14, foi o programa do Faustão, no último domingo, e acabou falando pelos cotovelos. A bela loira provavelmente nem falou por mal, porém como é desprovida de inteligência acabou cometendo a gafe por escolher mal as palavras. Faustão não gostou e defendeu as subordinadas, dando-lhe um fora ao ironizar a capacidade de Tatiele Polyana em dançar e falar o bom português.

0 Comentários

Daniele, uma cantora eletrizante

31 mar 2014 | por em humor às 11:23

Daniele está ensaiando para cantar no casamento da Colega e promete que será uma apresentação eletrizando. Segundo ela sua performance irá chocar a todos os presentes. Vendo este vídeo está claro que não podermos duvidar da Daniele.

Participação especial do baterista, com sua ritmada percussão ao fundo.

0 Comentários

“Hallo Leute! Acontece um evento na Índia um evento induísta chamado Holi. Também conhecido como o Festival das Cores e Festival do Amor, as pessoas saem às ruas jogando tinta umas nas outras no pico da primavera.
Como tudo que chama atenção gera dinheiro, um grupo comercial trouxe a ideia do festival para um evento de música eletrônica realizado em vários países pelo mundo.
No vídeo de hoje mostro pra vocês como foi o evento em Colônia, na Alemanha. Bom divertimento!”

0 Comentários

No Plantão do Vilela de hoje, a cirurgia que não deu muito certo de Anitta, as encoxadas no metrô, um vídeo sobre o desaparecimento do avião da Malásia e como fica seu cabelo na Coréia do Sul!

0 Comentários

0 Comentários

Quem é Rafa, Leandro?

29 mar 2014 | por em Fail às 14:34

“Quem lava é passa pra você FDP?! Eu acordo 4h da manhã te ajudar. Você não é casado não?!” Nada como um barraco no ônibus para reacender a paixão de um casal.

Já dizia o sábio: “Casamento, a maneira mais cara de se ter uma empregada doméstica de graça.”

Via: Calango do Cerrado

0 Comentários

Você já fez sexo a três?

28 mar 2014 | por em Internet às 18:51

O comediante e apresentador Jimmy Kimmel vai as ruas de Hollywood para perguntar se as pessoas já fizeram sexo a três. Veja como essas pessoas reagiram e o que responderam.

0 Comentários

Lupita Amondi Nyong’o nasceu no México, apesar de ser filha de pais quenianos, e este ano foi a grande revelação da indústria cinematográfica hollywoodiana ao ser indicada e ganhar o Oscar de melhor atriz coadjuvante pelo filme ’12 Anos de Escravidão’. Levou ainda outros prêmios como SAG, Independent Spirit Award, Prémio Critics Choice, Urso de Prata e mais algumas estatuetas pelo mesmo trabalho. Detalhe, ’12 Anos de Escravidão’ é apenas o primeiro longa em que trabalhou. Antes só havia feito um trabalho no curta ‘East River’.

Bastante fora dos padrões de beleza atuais, Lupita fez um belo e emocionante discurso sobre racismo e aceitação, ao ser homenageada com o Prêmio de Melhor Desempenho Revelação no “ESSENCE: Black Women in Hollywood”.

0 Comentários

Pra quem não sabe o Ator Zach Galifianakis (Se Beber Não Case) também tem seu próprio talk show, onde recebe varias celebridades para os bate-papos mais estranhos já vistos. Em sua última edição ele recebeu o presidente Barack Obama, o que resultou num bate papo hilário. Confira.

Tradução por MvPetri

0 Comentários

Links interessantes

28 mar 2014 | por em Listas às 12:49

 Links interessantes

Os 10 Mandamentos Do FPS.
MC Mayara tá grávida mas ainda sabe rebolar.
Mike Tyson no Street Fighter.
Internet is for porn.
MEU MARIDO TEM CONVERSAS ÍNTIMAS COM AS AMIGAS.
MITO: PÊNIS GRANDE, MULHERES MAGRAS E SEXO DIÁRIO.
Você vai ficar impressionado com essa garotinha.
A bravura de um garoto diante de uma agulha.
Dilma fazendo um bom negócio.
Quantos likes essa gata merece?
Peladona de Congonhas queima sutiã e ‘protesta’ por falta de emprego.
A atriz pornô mais freca do mundo.
As Tartarugas Ninja estão de volta! /// Confira o primeiro trailer do novo filme.
Só a minha mãe me acha bonito.
Esse quadro eu quero!
Chinês para leigos.
DyE – Fantasy
Chamar de burras é até elogio!
Dr. Emmett Brown acertou em cheio.
Café quente no copo de plástico!
O monstro do ódio gratuito.
TCHANRAN!!!!!!!!
Orquestra toca música de desenhos animados.
Duvido você cortar cebola como este indiano.
Ana Maria Vrogui #10 – Como fazer Yakult de 1 litro – Ao vivo na TV
Liberdade não tem preço.
Você pode até dançar bem…

 Links interessantes

Os melhores links da semana no Ocioso
Chica Chiketh lança clipe versão da música Lepo Lepo junto a Credymara Rouge
Quando você pensa que não podia piorar
É difícil dizer se estes são os melhores ou os piores cosplays do mundo
Esse cara pediu demissão de seu emprego de uma forma bem inusitada
Manual para entender as mulheres

0 Comentários

Segundo a mulher, que registrou tudo pelo seu celular, o cara da camionete ficou forçando passagem em cima dela num dia chuvoso e com pista molhada, por cerca de 3 minutos. Depois emparelhou o carro e começou a mostrar o dedo do meio, num gesto rude e desrespeitoso.

Mas para logo em seguida tomou o merecido castigo.

UPDATE:
Muitos nos cometários estão falando que a mulher estava a apenas 60km/h numa pita rápida, porém vale lembrar que nos EUA os carros marcam a velocidade em milhas e não em quilômetros, e 62 milhas equivale a 100 quilômetros por hora. Era um dia chuvoso com pista molhada.

0 Comentários

Ela tem apenas 13 anos e já ganhou o apelido de “The Terror”, ao ver o vídeo fica fácil entender porquê. Taylor Guerra tem apenas 13 anos e prática Brazilian Jiu-Jitsu desde os 8. O pai (faixa marron) e o irmão (faixa verde) também praticam a modalidade e ajudam no treinamento, mas seu professor é o faixa preta e campeão brasileiro Rodrigo “Comprido” Medeiros. Note que Taylor carrega a bandeira do Brasil em seu kimono.

Taylor já tem 109 vitórias, sendo que 92 foram por submissão. Seu objetivo é ser campeã do mundo e ter sua própria academia.

0 Comentários

Muito cuidado com a coleira do seu cachorro ao descer com ele pelo elevador. Se não pode levar um baite susto como essa mulher e até ficar traumatizada pelo resto da vida.

0 Comentários

 Viajar para fora e voltar falando mal do Brasil

O brasileiro médio admira sobrenomes. Não estou falando dos tipos comuns como Oliveira, Carvalho, Santos ou qualquer um da Península Ibérica. Refiro-me a sobrenomes de pronúncia complicada, provenientes da Itália, Alemanha ou Japão, coisas como Brauer, Morin, Petrucelli, Leiko, Massini ou Kimura.

Não sei onde surgiu esse entusiasmo, mas de fato o pessoal acha lindo. Ter um desses parece coisa de gente fina e educada. Há orgulho e um senso de diferenciação, como se os donos desses sobrenomes fossem portadores de uma nobreza que os meros Silva jamais possuirão. É como se tivesse uma “ascendência de primeiro mundo”, algo que os torna distintos do resto da massa miscigenada.

Eu tenho um colega assim, o Thomas Eichelberger. Ele é brasileiro, mas descende de alemães. Sempre que pode reclama do Brasil. Acha o país subdesenvolvido e maldiz o dia em que sua família deixou a Europa. É doido por um passaporte alemão. Não sabe porque ainda mora aqui, só fala em se mudar.

Certo dia estava caçoando de um senhor que falara “pobrema” em uma entrevista na TV. O sobrenome do homem era Silva e Thomas logo fez piada, dizendo que só podia ser “um Silva mesmo”. Nisso seu avô escutou a conversa e soltou o seguinte:

Thomas meu filho, entenda uma coisa. Nossa família deixou a Europa porque era paupérrima. Chegamos aqui no Brasil para ganhar a vida na roça, mal éramos alfabetizados. Para cá não veio gente bem-sucedida ou da realeza. Você já viu algum rei cruzar um oceano para vir criar galinhas ou plantar alface? Não seja bobo. Eichelberger pode parecer um sobrenome especial aqui, mas na Alemanha somos Silva como esse homem na TV.

Milhões sofrem do mesmo mal de Thomas e não importa se os seus sobrenomes são considerados diferentes ou não. São pessoas que sempre colocam o Brasil em uma posição de inferioridade se comparado com o resto do mundo, mesmo que isso não seja verdade. Gente tomada por um problema que Nelson Rodrigues chamou de complexo de vira-lata.

Continue lendo…

0 Comentários

Seguindo com sua série de vídeos inspirados em datas comemorativas nosso amigo Diogo Portugal fala agora sobre esse dia alegre que é o 25 de março, o Dia do Orgulho Gay.

E você, qual seu momento Gay do dia-a-dia? No meu caso é o truco mesmo e olha que o meu preferido é o espanhol, que tem até flor.

0 Comentários