Calvin e Haroldo

Arte Antes do Comércio

Pixar

Porque uma história deve ser contada

brands2

Os nomes de 100 marcas famosas

3M – Referência os três emes da abreviatura formada pelo nome completo da empresa, Minnesota Mining and Manufacturing Co.

Adidas – Do acrônimo formado pelo apelido e sobrenome do fundador da empresa, Adolf (adi) Dassler.

Água de Cheiro – Sinônimo de água-de-colônia, um líquido feito à base de álcool e essências, base da perfumaria. Referência à área de atuação da empresa.

All Star – Da expressão Converse All Star Basketball Boots, espécie de slogan do modelo do tênis.

Apple – 1. Steve Jobs, um dos fundadores da marca, seria fã dos Beatles e da gravadora que lançou a banda, a Apple Records. 2. Steve Jobs havia estado por um longo período numa comunidade hippie. Lá, vivendo no meio rural, tinha passado os dias colhendo maçãs. 3. Steve Jobs teria escolhido a maçã por essa fruta estar associada às grandes descobertas físicas feitas por Sir Isaac Newton. 4. A escolha teria fundamento no texto bíblico, que associa a maçã ao conhecimento. Desse modo, ao mordê-la ainda no Éden, a humanidade trocara o paraíso pela oportunidade de fazer ciência e, conseqüentemente, computadores. Por esse motivo o segundo logo da empresa seria uma maçã mordida.

Arcor – Acrônimo resultante da união das duas primeiras letras de Arroyito e das três primeiras letras de Córdoba, respectivamente a cidade e a província argentinas nas quais a empresa foi fundada em 1951.

Asics – Acrônimo da expressão Anima Sana In Corpore Sano.

Aspirina – Acrônimo formado pelas palavras acetilsalicílico, uma das substâncisas do remédio, spiraea, parte do nome científico da planta na qual se encontrou a substância base para sintetizar o medicamento, e o sufixo ina, acrescentado à época no fim das palavras que se referiam a um medicamento.

vivo

Vivo – Viver é a Melhor Conex… Ih deu ruim, acabou a franquia!

A popularidade da Vivo na internet não anda muito boa, encabeçando a mudança da internet fixa que em breve passará a ter um limite por franquia, como no celular, a Vivo já chegou a declarar “Quem quiser assistir Netflix e Youtube terá que pagar caro”. Mas existe uma solução, basta fazer uma propaganda bonitinha com uma musiquinha emocionante que ta tudo certo não é mesmo?

Acontece que não! E a internet já reagiu com algumas ótimas versões da nova propaganda da Vivo, como esta abaixo, que mostra uma algo mais real no cenário de que a Vivo vem buscando:

Essa também é muito boa:

Se souber de mais alguma legal, mande pra gente. E vamos continuar lutando contra este retrocesso absurdo.

Dica do Carlos Wichoski da Escola do Humor.

civilwar

Entenda a Guerra Civil dos quadrinhos em 4 minutos

Estamos cada vez mais perto de assistir Capitão América: Guerra Civil, que estréia no dia 28 deste mês, mas você conhece a saga original dos quadrinhos? A Guerra Civil aconteceu em todas as revistas Marvel entre os anos 2006/2007, então mesmo para os leitores mais assíduos não seria estranho perder um pedaço ou outro da história na época.

Pensando nisso, um fã chamado Noah Sterling criou este video explicando a saga da maneira mais resumida possível pra que você possa se preparar pra estréia do filme nas telonas. E nós, com a ajuda do mvpetri, traduzimos ele pra vocês. confiram:

Curiosamente enquanto editava este post, recebi uma dica do canal Cangaia Nerd também sobre a saga Civil War dos quadrinhos.

O vídeo deles é maior, quase 18 minutos, então se você quiser uma explicação mais detalhada pode conferir abaixo.

death-painting

Você tem medo de viver?

death-painting

“Dois homens se perderam no grande deserto da China. Sofrendo a miséria da sede logo apelaram à misericórdia divina. Mahagiri ouviu seus lamentos e durante a noite lhes presenteou com duas garrafas de barro cheias d’água.

Ao acordarem os homens ficaram surpresos com o achado. Beberam tudo de uma só vez tamanha a sede que sentiam. A água era fresca e limpa como nas nascentes das montanhas. Um deles agradeceu aos céus, mas o outro reclamou:

– Do que adianta? A água já acabou, não escaparemos da morte!

Foi então que perceberam que as garrafas não ficavam vazias. Por mais que eles bebessem, a água voltava a encher o recipiente. Felizes por receberem aquele milagre os dois fizeram o caminho de volta para casa. Ao reencontrarem sua aldeia natal ficaram tão felizes que resolveram se refrescar no rio. Um deles mergulhou e percebeu que a água estava amarga e intragável.

Mahagiri então apareceu para explicar-lhes que o milagre da garrafa de barro também era uma maldição:

– Só a água dessas garrafas poderá matar sua sede daqui para frente. De agora em diante a vida de vocês é frágil como um vasilhame de barro.

Um dos homens imediatamente enrolou a própria garrafa em panos e decidiu nunca mais sair de casa com medo de quebrá-la. O outro homem também sentiu temor, mas como era corajoso viu a situação de outro modo. Aproveitou o fato de ter um suprimento de água infinito para tornar-se mercador.

Partiu de sua aldeia e viveu por muitos anos fazendo comércio pelo mundo em diversas rotas mercantis. Conheceu os lugares mais incríveis que se possa imaginar. É verdade que em diversas ocasiões quase quebrou sua preciosa garrafa, mas nunca se acovardou.

Um dia quando já se encontrava velho resolveu voltar à aldeia natal. Lá encontrou o amigo vivendo em uma cabana da qual raramente saia. Tinha uma expressão de cansaço e era simples notar a dureza que fora sua vida.

De qualquer forma os dois sentaram-se para comer e celebrar o reencontro quando ouviram ao mesmo tempo o barulho do barro se rompendo. As duas garrafas estavam inexplicavelmente trincadas e vazias.

Eles esperaram cientes de seus destinos. O covarde temia tanto a morte que em apenas algumas horas sua boca já estava seca como o deserto. Definhou tão rápido que morreu ao anoitecer.

O mercador ainda velou o corpo por algumas horas antes de adormecer. Acordou na manhã seguinte com o barulho da voz estrondosa de Mahagiri:

– A morte chega para todos os homens. A única diferença é que alguns deixam esse mundo ainda sedentos pela vida.

O mercador então percebeu que apesar de todo o tempo sem beber água ainda não sentia sede. Mahagiri lhe estendeu a mão e ele simplesmente dormiu como se estivesse indo descansar depois de um dia bem aproveitado”.

Não desperdice a vida com medo de quebrar sua garrafa. Aproveitei seu curto tempo para viver intensamente. Um dia todos partiremos desse mundo, mas só alguns partirão satisfeitos.

Pedro Schmaus

564511746_1280

‘Ma’agalim’ – Uma animação singela para uma linda canção

O clipe da música ‘Ma’agalim’ de Jane Bordeaux’s, nos transporta para o micro universo de um antigo dispositivo operado por moedas. Numa paisagem em movimento perpétuo vemos o repetitivo dia-a-dia de seus moradores desse loop temporal e uma garotinha em especial que parece estar na expectativa de alguma mudança.

É impossível não se perder nas texturas e detalhes da animação dirigida por Uri Lotan reconhecido por seu trabalho na Pixar e Disney.

E a bela música do trio country Jane Bordeaux’s deixa a experiência mais única e imersiva. Confira: