Âncora da CBS responde ao vivo telespectador que a chamara de gorda

Um telespectador indignado mandou um e-mail reclamando do estilo de vida e da opção estética “escolhida” pela repórter do canal americano CBS e ela mandou sua resposta ao vivo.

Tradução por: mvpetri.

Sacerdote da Santa Igreja do Culto ao Nintendinho, Ryu se declara um rapaz casto e introvertido, no fundo desculpas para seus constantes fracassos com as mulheres. Adora surfar, mas não sabe nadar e sonha em conhecer uma praia. Ex-modelo, ex-feirante, ex-atriz, ex-torcedor do Mixto, Evel na verdade é um extraordinário colecionador da série telecurso 2º grau, sabe de cor e salteado todas as lições de química e marcenaria contemporânea. Amante da boa cozinha, não dispensa um churrasco de gato no boteco da Zuleide. Adora aventura e sempre que pode arrisca-se no truco indoor, desde que o ambiente seja refrigerado. "Onde há flor não há envido!"

  • Breno

    Nossa, que exagero! O cara da carta não fez um ataque gratuito e nem cometeu bullying. Apesar da apresentadora dizer que tem pele grossa, acho que ela tem é complexo por não saber suportar uma crítica educada. Em momento nenhum ela insultou a moça, só disse que ela devia emagrecer (obesidade é considerada doença pela OMS). O grande número de apoios que ela recebeu não é de se surpreender, visto que grande parte dos americanos estão obesos também. Agora colocar cor de pele e outras formas de discriminação foi golpe baixo dela. Porque não existe nada errado em ser negro (e mesmo se tivesse, não tem como mudar de cor), mas pra ela emagrecer, só precisava fechar a boca.

    • Eduardo

      O problema é que na carta está dizendo isso de uma forma de que ela estaria dando um mal exemplo as pessoas sendo gorda, que ela deveria ter um corpo escultural e saudável como manda os gigantes da moda.

      • Felipe

        O email não falou em momento algum em corpo escultural, apenas falou que ela como uma apresentadora se emagrecesse seria um exemplo pra outras pessoas e eu concordo.

        Quando tinha o quadro no fantastico Medida certa umonte de pessoas começou a se exercitar por causa disso.

        Crianças tem que aprender a conviver com diferenças sim
        Mas tambem tem que ter uma alimentação saudavel e praticar esportes.

        Então salvo alguns casos rasos de doenças, criança tem obrigação de ser magra. Não magra estilo modelo, mas apenas magra

        • kleber

          e vc não tem a obrigação de ser inteligente. mas tem a de não ser preconceituoso.

    • Ricardo

      Emagrecer não é só fechar a boca, pois como você mesmo disse, obesidade é considerada doença. O e-mail que ela recebeu foi ofensivo sim, pois ela foi julgada pela aparência. Ela é âncora da CBS e não uma nutricionista ou educadora física, logo o fato dela ser obesa não tem nada a ver com incentivo a não cuidar do corpo. Isso é preconceito. O que você faria se seu filho

      • Breno

        Por ser uma pessoa pública ela deve tomar algum cuidado. Ao fazer esse discurso, ela inconscientemente está dizendo que está ok ser gordo. A criança ao invés de tentar emagrecer, vai dizer que ela tem que aceitar o próprio corpo (e é verdade, mas não em casos extremos). O problema em super proteger os filhos é que você acaba fazendo o contrário. Proteger demais só cria crianças gordas e inseguras. Algumas mães desesperadas na Inglaterra estão inclusive tirando os filhos da escola e pagando professores particulares. No final, isso acaba sendo mais prejudicial do que benéfico.

    • Victor

      Crítica educada? Por favor. Atacar alguém de forma “sutil” ainda é atacar, todo mundo sabe o que ele quis dizer com a ‘crítica educada’.

      • alcides

        Victor você é mistificador: usou a palavra crítica e em seguida tomou por sinônimo a palavra ataque….

        • Roberta

          Ok, nem você “alcides” deve conhecer o significado dessas palavras… Crítica é apreciação desfavorável, ou um simplesmente uma discussão para elucidar determinados fatos, bom, agora quanto a palavra ataque pode ser desde o ato agressivo de partir pra cima e bater, xingar pra valer, desde pequenos gestos que causem desconforto, ou mesmo os insultos, agressões sutis. E duvido muito que o Victor tenha tomado como significado as palavras, apesar de muitas vezes serem muito parecidas as condutas. Realmente, para uma crítica educada o cara não teve nada… Agora, convenhamos, existem pessoas obesas que não conseguem perder o peso que tem, não conseguem ser “magrinhas” por questões patológicas que as levam a serem pesadas! A sociedade de modo geral vem com ideias pré-concebidas em razão de sua educação e de determinados exemplos, que em seus primeiros anos de vida demonstraram nitidamente que o preconceito é bom, porque sou o padrão de normalidade e quem não… Ah, eu posso tratá-lo mal! É, são as doenças humanas incuráveis, as doenças sociais.

    • Ghini

      vc deve c mais um bombado q acha q todo mundo deve ser do jeito q vc qué, cara eu não faço nenhum exercicio fisico, só ando d carro, tenho uma barriga enorme e não to nem ai se a oms ow vc acha q sou doente, alias o doente é vc q cuida mais da vida dos outros q da sua

      • Breno

        Calma, não dá pra vc concluir nada disso sobre mim com o meu comentário. Também tenho a minha barriga meio avantajada. E eu não cuido da vida de ninguém, só estou sendo justo. Ela exagerou e ele não deveria ter sido tão malhado. As vezes falar a verdade ofende, mas não foi um ataque.

    • Julio

      Concordo totalmente contigo.
      Muito infeliz a resposta dela.
      Não soube aceitar a crítica e partiu para a ofensa gratuita.
      Certas pessoas tem dificuldades em aceitar a verdade.

    • Rômulo

      Meu amigo Breno, realmente você não entendeu NADA…

    • deborah miranda alvares

      É preconceito sim, como vc disse é uma doença e as pessoas lutam contra ela todo dia. E fazendo com que um gordo se sinta pior não vai mudar em nada.Não é tão simples ..fechar a boca… graças a Deus não sofremos dessa doença… e existem pessoas que estão acima do peso com saude melhor que muitos magrinhos por ai..mais isso não vem ao caso… é preconceito sim… e ofende,..e magoa..e pode levar uma criança um adolescente a depressão ,,,então pense…[email protected]

    • kleber

      breno,você não é apenas burro. é preconceituso também. um abraço. só que não.

    • Lucia Helena

      Oi Breno, sou gorda e gosto disso. Sou extremamente saudável, não sofro de nenhuma patologia clínica. Danço, ando de bicicleta, nado, ando, corro, sou uma mulher ativa e amo ser gorda. Acima de tudo sou cidadã, respeito o próximo e posso sim ser considerada um bom exemplo, embora gorda !!! O email foi sim um ataque e a reposta foi a altura. Não consigo entender porque as pessoas insistem em associar o peso com preguiça !!! Sou uma linda mulher gorda e ativa em todos os sentidos da minha vida .

    • Diefani

      E desculpe, mas você é um babaca, você acha que uma pessoa obesa se olha no espelho e ama o que vê? Depois chega um idiota que não sabe nada sobre ela e fala tudo aquilo como se a conhecesse há milenios? E se ela comer demais não só por gula, mas por depressão, angustia e stress? Você deveria pensar mais, obesidade é doença sim, mas bullying é crime. Ele o não a chamou de gorda e outras coisas pq sabia q isso poderia complicar pra ele com um enorme processo.

    • Vera Val

      Caro Breno, em que país você vive? em que mundo? Mulheres gordas (não porque querem) são discriminadas, nào encontram roupa do numero que precisam (a nao ser que sejam roupas de gente velha), dentre outros mil problemas. Muitas vezes o problema da obesidade não é fácil vencer, como não é fácil deixar de tomar cerveja, como não é fácil parar de fumar, e como não é fácil deixar qualquer vício. Muitas vezes o problemá é fisiológico e nào emocional. Se você der uma volta pelos Estados Unidos, verá que há uma grande parte de obesos, mas não é a maioria. Além disso, neste país em que vivemos, o Brasil, não é fácil ser deficiente, não é fácil ser negro (tanto quanto não é nos Estados Unidos). O missivista foi cruel na maneira de falar e praticamente disse a ela que ela estava dando mal exemplo. Mal exemplo pra que? porque? Ela tem uma compleição física diferente e pode ser que não consiga emagrecer após 3 partos e com a vida corrida de trabalho que ela leva. Pode ser que não tenha uma empregada (como nós temos a facilidade de ter no Brasil) para ajuda-la enquanto faz exercícios numa academia. Para emagrecer não é só fechar a boca meu filho – mulheres na menopausa podem ficar sem comer por uma semana e podem até engordar após isso, voce sabia? Vá estudar meu filho – você precisa ler mais e procurar se informar melhor. Ela tem razão as redes sociais são excelentes mas estão virando uma arma na mão de pessoas intolerantes com o diferente e com o próximo. Você está precisando assistir mais Regina Casé e menos MTV.

      • Breno

        Olá, vivo no Brasil, planeta Terra. Mulheres gordas são discriminadas por não encontrar número pra roupa? Nada disso, isso é ilógico. Meu pé é tamanho 45, é muito dificil achar tenis para o meu pé, mas não por isso fico alegando discriminação, só acho que não compensam fabricar para o meu tamanho. Do mesmo jeito, não existem lojas para gordos porque eles são minoria uai. Aliás, eram, porque já existe um monte de loja de gordo pipocando em várias cidades. Você listou aí um monte de casos em que a pessoa tem problema pra emagrecer falando que é fisiológico. Pode até existir uma minoria assim, mas o fato é que a maioria é gorda porque come demais sim. Os americanos nao se contentam em comer uma coxa de frango. Eles comem em baldes (literalmente). Recentemente, os americanos aprovaram uma lei afirmando que pizza é fruta! Sim, é verdade, pois precisavam vender nas cantinas das escolas. Mas nada disso tem a menor importância. Eu não disse que eu sou a favor de discriminar os obesos. Apesar de todos os xingamentos que eu recebi, eu sou contra. Tudo que eu disse é que o internauta não fez nada de errado. E quem ler a carta sem usar a emoção deveria chegar na mesma conclusão.

      • Alcides

        Vera não é “mal exemplo” mas sim mau exemplo. Tenho uma filha obesa e ela sofre muito com isso e eu sei o quanto é difícil sair dessa condição. Acho que o missivista não teve intenção de ofensa ou discriminação, sinceramente. Parece que a carta foi particular e talvez ele tenha alguém com doença semelhante que se mire na apresentadora para desistir. Não se trata de adequar-se a modelos mas sim de dar um exemplo, já que optou entrar na casa das pessoas diariamente, através de um meio de comunicação poderoso. Não sei não: acho que o caso merece ao menos uma reflexão bem serena.

    • Francisco AMX

      Breno, não misture as coisas! sua aparência física não deve ser exemplo de nada! já ouviu falar em metabolismo? já pensou que nem todas as pessoas tem a mesma química e por isso sua capacidade de lidar, psicologicamente, com suas vidas, são diferentes…. para uns é fácil “fechar a boca”, para outros é como se tivesse que matar um leão por dia… não sou obeso nem gordo, mesmo assim não ousaria cobrar “atitude” de uma pessoa nesta situação! e não esqueça das doenças e da genética… pense nisso! isso não é tão BBB e tão simples quanto vc pensa meu caro!

    • ANA

      Voce deve ser daqueles que riem quando alguem chama outros de baleia, quatro olhos en tao vc se torna um cumplice dos que que cometem bullyng, vc deve rir quando os outros sao humilhados, ela sofreu bullyng sim, porque ninguem tem nada a ver se ela é gorda, ela ;e uma mulher trabalhadora,mãe e merece respeito.

    • gustavo

      também não é errado ser gordo. as pessoas escolhem o que querem ser, e ofertas de emprego não podem ser seletivas por cor, biotipo e etc. as notícias não são transmitidas do mesmo jeito? do que adianta ser gorda ou magra?

  • Glauber

    Desculpa de gordo, to sofrendo bullyng, mas vou continuar gordo..kkkkkkk comedia.

    • Pedro Goneto

      Desculpa de filho da puta, ri e não dá bola pro sentimento dos outros, e continua filho da puta.

      • Renata S

        Verdade Pedro, é filho da puta mesmo e sempre será, sempre haverá este tipo de ser humano asqueroso, tipo esse “greuber” aí (escrevi seu nome errado mesmo seu bosta, e daí).

        • Rafael

          Uiuiui, ela escreveu o nome do cara errado, que ameaçador…. O que se passa pelo cabeça de uma pessoa que acha que vai conseguir algo escrevendo o nome de outro errado…

  • Abraham

    Infelizmente ela se mostra pessoalmente indignada o que demonstra insegurança a respeito da forma como se ver. Deveria ter procurado se posicionar de um ponto de vista um pouco mais distante do de como ela se vê. Faz parte da vida ser ‘zoado’ na escola, é até em parte aceitável quando se faz a pessoa se aceitar da forma que ela é, infelizmente, esse tom moralizante não é comovente e, novamente, só a faz mostrar que ela ainda não se aceita tão bem.

    • Rômulo

      Colega… você realmente não entendeu o que foi dito por ela… a propósito, interpretação e compreensão textual também faz parte na escola (não se sinta ofendido ou serei obrigado a achar que você demonstra insegurança a respeito dessa sua lacuna interpretativa).

      • deborah miranda

        Boa…kkkk

      • Alessandra

        Boa kkk

      • Ka

        Adorei seu comentário Rômulo. Sensato!

      • Keli

        vamos ver se ele responde agora, se é que entendeu….

      • Alcides

        Rômulo (nome de fraticida) vejo que te elevas à altura de um Ícaro tonto e, até por isso conseguiste uma claquezinha de asnas. A maioria é burra, é a explicação singela. Zombas muito de Breno e foi esse que derrotou a tua Roma. E escreves: “compreesão textual também faz parte na escola” (sic) Parte de que? Não sabes escrever e tornar claras tuas idéias. Não há compreender um texto tão estulto quanto o teu. E que relinchem de prazer ignorante tuas risonhas seguidoras… Breno era Bretão, tu romano e eu grego. Que curioso, não te parece?

        • alessandra

          Texto escrito de forma belíssima, só faltou conteúdo. Falou, falou, falou, citou mitologia grega e romana e nao deu um agumento que preste.

  • Silvério Reis

    São idiotas como este que fazem do planete um lugar insuportável pra se viver…mas temos que ser brilhante e corajosos como foi a ancora do jornal e dizer um basta a estes estúpidos preconceituosos. Parabéns a CBS pelo apoio e parabéns a apresentadora que não deixou por menos com educação mostrou a este idiota e muitos outros que a educação e o respeito a diversidade deve ser a base de um sociedade que quer ser feliz.

  • juan

    JIN

  • daniel

    Porra, essa vinheta no fim tava muito mais alta que o video, tomei um susto pq tava de headphone

    • Poutz não percebi na edição… Configurei o player pra terminar antes da vinheta agora. Valeu pelo aviso e mals pelo susto. 😛

      • daniel

        haha de boa, postei pra ajudar

  • Gordo Mas nao faço Gordisse

    Logico.. se não fere ela em nada (como ela disse) pq fazer um protesto de quase 5 min falando sobre isso.. Gordos.. sempre fazendo Gordisse

  • Rodrigo Vieira

    Que comentários lamentáveis, o fato não é se ela se aceita ou não, mas sim da irrelevância do e-mail escrito pelo espectador, se ela esta bem ou não fisicamente só cabe a ela dizer, como ela mesmo disse ela sabe da sua condição. Infelizmente ainda existe gente que é tola o suficiente para achar isso importante.

    • Júnior

      O fato é ela expor a vida pessoal dela depois de igualmente expor um e-mail que foi enviado somente a ela. Se obesidade se cura, ótimo, se ela usa depressão e outros artifícios pra sustentar a obesidade dela, é outro negócio. Tenho uma amiga que sempre foi gorda, um dia caiu a ficha e ela começou a ralar (muito) para emagrecer, hoje ela não é “saradona”, mas tem um belo corpo e tudo com a força de vontade. Então eu falo um grande foda-se para pessoas que querem aparecer, a âncora (eu ia fazer uma piada mas deixa pra lá) se fez de vítima enquanto poderia resolver o assunto diretamente por e-mail. Não tenho NADA contra gente obesa / gorda, mas isso não é uma condição saudável. Vi outro post de uma “gorda” dizendo que era saudável porque não tinha doença, e eu respondo a ela: Você não tem doença mas daqui a alguns anos os seus ossos vão reclamar.

      Sem mais, ignorância tem limite.

      • DeerHunter

        “mas tem um belo corpo”…. Júnior, ela é sua “amiga”? vc é gay? não se ofenda! não é “bulling”… sou caça “talentos”, farejo bibas de longe!

  • Jac

    Jac

  • Leonardo

    Tá foda continuar lendo essa enxurrada de tosqueira que o pessoal vomita na Internet, nesse ponto o sentimento de indignaçāo dela é compreensível. Duvido que na falta da Internet 1% desse tipo de e-mail seria enviado na forma de uma carta ou de um telefonema. A internet tá se tornando um FEBEAPA, principalmente as redes anti-sociais, de modo que estou quase caindo fora, vou ler um Livorno, FUI.

    • Rafael

      Oh meu cacete, alguem aqui conhece Sergio Porto, pqp, achei que o mundo estava perdido só vejo gente lendo Arnaldo Jabor, mas ainda resta esperança, hahahaha

  • Jac

    O problema não é se ela está acima do peso, gorda ou obesa, o problema é as pessoas acharem que têm o direito de opinar sobre isso. Claro que, como se trata de uma pessoa que se expõe publicamente por meio da televisão, as pessoas se consideram no direito de escolher a forma física de quem está lá. O que ela disse é importante porque ninguém tem o direito de, por exemplo, parar pessoas na rua, no ambiente de trabalho ou em casa e dizer “vem cá, você já pensou na dieta tal, ou na cirurgia tal?”, não se trata de ser incômodo ou ofensivo, mas de ser óbvio, pedante e intrometido. Pensemos então em dizer para as pessoas calvas “meu amigo, você já pensou em usar uma prótese capilar?” é provável que a pessoa responda: “Nossa, e isso existe? Eu NUNCA havia pensado nisso, muito obrigada, você salvou a minha vida! Ufa! Como eu vivi até hoje sem essa informação revolucionária?!”. Quem tiver TODOS os problemas absolutamente resolvidos e estiver vivendo em perfeita harmonia com o que é considerado felicidade está autorizado a propor a uma pessoa com deficiência: “E aí, já pensou em, sei lá, pôr uma perna mecânica?”. A lógica é a mesma: eu posso falar do problema alheio à vontade, mas quando o problema é meu, sou intocável.

    • Francisco AMX

      Jac, perfeito!

  • Nisca

    Infelizmente os obesos se assemelham aos viciados, nunca admitem e se pegam em argumentos sentimentais para camuflarem seu desleixo e preguiça

    • deborah miranda

      desleixo e preguiça… vai estudar mais…

  • Lucas

    Pelo que vi a indignação maior dela não foi com o que foi dito sobre ela, pq ela mesmo disse que consegue lidar com coisas do tipo, mas sim com o ato do bullying. Nem todos que sofrem bullying tem condições de levar isso na brincadeira e não se sentir ofendido. Em algumas pessoas isso tem efeito devastador e por isso deve ser evitado. ela poderia ter ignorado isso e não ter falado nada sobre o assunto, mas quis levar isso em publico para conscientizar quem escreveu a carta e a quem estivesse assistindo. Uma atitude louvável da parte dela.

  • O problema de certas pessoas é que elas se preocupam demais com a estética quando os verdadeiros problemas desse mundo são a falta de caráter e honestidade.

    • Iranilda

      Concordo com você EveIRyu…falou pouco mas, disse o necessário.

  • gangrena

    mas como toda boa gordinha, reclamou, deu desculpa e vai continuar sendo gordinha!! kkkkk…

  • Talvez a intenção do homem era boa e só ele sabe. Porém no mundo que vivemos existem pessoas magras, gordas, altas, negras, brancas, amarelas. Etc. E as gordas, como as negras não tem culpa de terem nascido desta maneira. Da maneira que a sociedade não vai muito com a cara. A sociedade que é hipócrita deixando claro. Portanto algumas são gordas porque realmente não sabe controlar o prato de comida, mas outra parte é gorda porque nasceu para ser gorda. É o tipo físico dela. E essa apresentadora cai na parte que faz parte das que são gordas de nascência. Como ela mesma disse: você acha que eu não sei que eu sou gorda?! Esse fato é uma boa lição para refletir que devemos pensar antes de falar.

    • João Pessoa

      Peraí, ninguém NASCE gordo, isso aí é consequência de uma série de fatores que vão desde alimentação até o biotipo ou genética da pessoa.

      • Keli

        Pois é meu amigo, vc certamente ñ deve ser gordo, portanto seu comentário ñ tem nenhuma relevância, na minha opinião.Sou gorda, nasci gorda, sempre fui assim, minha compleição física é assim, se gosto de ser gorda, não! Já fiz dietas e tudo o mais, mas sempre volto a engordar, se como muito, não, o que é uma surpresa para muitos, e tem pessoas que até me falam pq eu ñ para de comer, e qdo me conhecem melhor se surpreendem pois percebem que a minha condição física não está associada a excessos, mas sim a minha genética. Você, talvez, deva imaginar que eu tenho doenças relacionadas a obesidade, não tenho e nunca tive, bem eu não te conheço e vc ñ me conhece, talvez vc ñ saiba de muitas coisas relacionadas a obesidade e a condição física, mas se ,talvez, vc se aprofundar acabe mudando de opinião, quem sabe…

  • Claudia cristina

    O que realmente incomodou o remetente do e-mail foi sim, o fato de ele ter que ver na midia ( tão repletas de modelo estético sarado, sobretudo, o feminino),uma obesa.
    Incomoda ver o que os olhos não gostam de olhar.
    Ele disse que ela é uma má influência para as pessoas, sobretudo, PARA AS MENINAS, ou seja, ficou evidente a cobrança social da beleza e do “se cuidar” meramente estético imposto as mulheres para ter que agradar aos olhos de que as veêm.

  • Paulo

    Gorda, vai emagrecer.

  • otto

    Não vi nada de errado no email, honestamente, vitima de bullying..ahh..desculpa de gorda pra continuar sendo gorda…sei que existem casos de doença, mas existe o comodismo sim…os EUA enfrentam uma epidemia de obesidade, isso é fato!

  • LEonardo Monteiro

    Cara, nao vi agressao alguma. Sou gordo e posso dizer … que palhaçada!

    • Arthur

      Leonardo, o problema é o “agressor” acreditar que ela não possa trabalhar na TV por ser gorda, pois estaria fora de um “padrão” de existência que valorize a saúde física e o antissedentarismo. O problema, também, é aceitar que uma pessoa com saúde seja essencialmente magra. Agora, imagine isso em uma cultura como a americana, sem os confortos psicológicos que possamos ter. Imagine em um ambiente como a TV, que exige indiretamente que seus agentes sejam bonitos (não necessariamente magros, como mesmo muitos de lá pensam). Imagine um site como o Facebook, que você espera nada mais do que apoio de pessoas que você considera como amigas. O caso dela é bem diferente.

  • carlos

    Torna-se obeso não é uma escolha. Permanecer obeso, por anos, quando se tem informação e condições financeiras, é uma escolha.

  • Rudy

    O email realmente foi bem escrito e sem palavras baixas. Mas ele disse com todas as letras que ela é uma pessoa inferior pela opção de não ser magra. Até onde eu sei obesos não assaltam pessoas nas ruas pra manter seu vicio em comida, então quem escreveu que é a mesma coisa que viciado fez uma comparação bem infeliz. Enquanto a obesidade for uma opção dela e que afete apenas a ela, não pode ser colocada de forma pejorativa. Muito menos julgá-la um ser humano inferior como fez a pessoa do email. Eu ficaria MUITO mais entusiasmado se esse tipo de mensagem fosse direcionado ao álcool, esse sim um mal que a sociedade tolera e até reverencia. Mas alcoolizado sim causa danos a terceiros direta e indiretamente, além de a si próprio.

  • rubaio

    a bichinha ta gorda sim.. é feio sim… o email do cara foi bem tranquilo.. nao atacou ela nao. o fato não é deixar a criança sofrer bulyng,, mas é nao deixa-la engordar.. eu duvido que ela nao queria emagrecer. q hipocrisia

  • Kaka

    Realmente brasileiro acha que nada é ofensa e nada é preconceito, bullying… por isso n vamos p frente com esse pensamento retrogrado.

  • Vinícius

    totalmente desnecessária essa resposta. em momento nenhum o cara que escreveu a carta cometeu qualquer tipo de bullying. ele é americano, e sabe que lá obesidade é um problema sério (sim, gente. um problema de saúde sério que mata milhares de pessoas por ano) e só ta dizendo que ela como formadora de opinião poderia dar um bom exemplo. eu não concordo com o e-mail, acho que o problema de obesidade vai além de exemplos de televisão. se ela não quer emagrecer, ótimo, deixa ela. mas o e-mail não foi agressivo. é como se ela fumasse e alguém mandasse um e-mai pra ela dizendo que deveria parar pra dar bom exemplo pros espectadores. é exatamente a mesma coisa.

    • Helio

      Resumiu tudo que eu pensei.

    • Francisco AMX

      Fumar é a mesma coisa? tá bom… um fumante, quando nasce, recebe uma carga genética que o obriga a fumar…é isso? pois é isso que acontece com muitos obesos e gordos! genética e doença/disturbio alimentar. tem gordo e gordo… tu sabe pq ela é assim, quais os problemas ela tem, qual a dificuldade ela tem? que tem o direito, a pretexto de cobrar por um “bom exemplo”? ela é fisioterapeuta por acaso?

  • @critica_nobre

    revidou com mta, mta categoria, estilo e o mais importante: com educação e uma mensagem importante p/, principalmente as crianças q sofrem todo tipo de bullying! parabéns mesmo.

  • Rodrigo

    Obesidade é uma doença – a qual a própria pessoa escolhe pra si mesmo- e sim figuras públicas são exemplos para a massa. Ela ser obesa ou não é escolha dela e ela faz o que quiser da vida própria vida, pensando nas consequências ou não, mas (o que se entendi do vídeo) é que foi uma mensagem particular à âncora, logo esse “showzinho” foi completamente desnecessário. Ter o corpo escultural estilo modelo é uma coisa, mas ser saudável é outra completamente diferente. Achei completamente desnecessário esse “desabafo” em rede, mas cada um pensa do jeito que quiser. O importante é respeitar a opinião alheia … e essa é a minha.

  • CJ

    O grande lance é que atualmente as pessoas acham que tudo é bullyng e que podem meter o bedelho na vida alheia. Um viado apanha, é crime homofóbico, etc. Acho que os problemas do mundo são dois: pessoas politicamente corretas e máquina de lavar.

  • Geovane

    Olha como são as coisas, não concordo em ser gordo, pronto, não é preconceito não, é conceito formado, vivo isso a anos, já emagreci muitos quilos, e obesidade é doença.
    Porém, como um e-mail pessoal, direcionado, pode ser bully? não foi exposto, quem divulgou foram eles mesmos, não vi nenhuma palavra denegrindo, foi uma critica direcionada e sigilosa, um conselho, se eu vejo alguém que fuma, falo que aquilo seria um mal exemplo pra crianças, do mesmo jeito.
    Ela se doeu porque o cara pegou na ferida dela, e ela ta ai agora se fazendo de coitada, na boa…

  • maira

    Alguèm sabe o nome da repòrter?

  • Rafael

    Achei interessante as duas partes, o rapaz pelo email informativo, estimulando a apresentadora a emagrecer, e a apresentadora para aproveitar para falar sobre bullying…. Seria uma otima ideia ela começar a tentar emagrecer agora, e continuar a tratar sobre o assunto no programa, mostrar a todos que os problemas podem ser superados, por mais difíceis que sejam…

  • Rafael

    Meu Deus, que eu saiba isso não é bullying…agora não se pode mais falar a verdade que tudo vira bullying. O rapaz não disse nada além da verdade, e com certa educação ainda.

  • Marco

    Obesidade é o resultado de evolução na civilização, sem precisar andar, lutar pra sobreviver, nem mesmo levantar a bunda do sofá pra trocar o canal da televisão, a evolução nem sempre é positiva, nós tornamos qualquer atividade mais pratica, mais rapida, sem esforço. É muito mais fácil uma pessoa engordar do que emagrecer, daqui a pouco tempo mais de 90% da população vai ser obesa, os outros 10% são o resto da população que passa fome. Dizer que não se ofende com uma critica, que por sinal não é ofensiva, mas resolve fazer um “aue” chorando que sofreu bulling e entrando em outros assuntos sem relação nenhuma com o problema(o desabafo), é triste ver as pessoas engordando cada vez mais e reclamando daqueles que se preucupam com isso, até em relação a saúde da pessoa, claro que MUITOS ofendem, insultam, mas isso não é motivo pra ficarmos indignados por algo tão estupido, não é atoa que grande parte das mortes é devido a problemas cardiacos. As pessoas engordam cada vez mais e com mais dificuldades de acessibilidade, criamos e inovamos nas praticidades das tarefas, com muito aparatos tecnologicos para pessoas como a maioria de nós que tem preguiça até de andar até padaria comprar pão. Depois reclama “isso não cabe em mim”;”isso não me aguenta” entre outras limitações fisicas

  • Roberto Benatti

    AMERICANOS… AI AI….

  • Benatti

    Por isso que eu tenho preguiça de americano…

  • RTV

    interessante que ela diz que as crianças aprendem com exemplos. A mesma dinâmica usada a favor dela pode ser usada contra. Se as crianças aprendem a xingar as outras dentro de casa ouvindo seus pais xingarem a apresentadora de gorda, elas também seguem o exemplo dos seus pais e ficam obesas – durante anos, tem havido uma epidemia de obesidade nos EUA e as crianças estão necessitando de reeducação alimentar dentro de casa.

    Não considero bullying o que o espectador fez, mas é um pouco perverso, porque as crianças aprendem mais com o exemplo dos seus pais do que com o exemplo de um telespectador que talvez nem assistam. Também não acho que ela reduziu a apresentadora a um número numa balança. A obesidade é muito mais do que um número. Risco aumentado de doenças cardiovasculares e câncer, cansaço físico, diabetes e outras coisas não são números numa balança. São REAIS.

    As pessoas podem ser o que quiser, desde que não prejudique os direitos do outro. Se ela faz a escolha de ser gorda, então ignore emails como aquele e fique na sua.

    A propósito,quem escreve isso é um gordo, obeso mesmo. Mas eu sei que preciso emagrecer.

    • Jacque

      Colega…tive q vir te responder…não acho q ela tenha escrito essa resposta pra justificar a sua “gordisse” ou pra “diminuir o espectador bobo q chamou ela de gorda” mas se é pra falar em obesidade temos q lembrar q a quantidade de suicídios entre jovens cresceu tanto qnt a taxa de obesidade…não é saudável, claro q ñ é…mas aí eu vou e te falo: cara, vc tá gordo…vc é um mau exemplo pra sociedade!!!” isso vai te ajudar e te influenciar a emagrecer??? Agora imagina isso na mente de uma criança ou de um adolescente, com sua confusão de hormônios…axo q maioria aqui se fixou demais no bullying ou não bullying e esqueceu de pensar q talvez essa crítica dela seja muito mais abrangente…ela apenas usou algo q aconteceu com ela pra tentar mobilizar as pessoas contra isso…de conscientizar mesmo…
      Li tanto absurdo nesses comentários q olha, certas pessoas me dão medo..ñ tô dizendo q foi o seu caso..seu comentário foi até bem inofensivo e acho q justamente por isso resolvi responder pra vc…
      Sim, as crianças aprendem com o exemplo dos pais, provavelmente esse espectador tem filhos, imagina como são né…o valentão q xinga o amiguinho na escola “daê gordinho”…vc disse q é obeso, já deve ter passado por isso…me admira vc apoiar isso…enfim…
      Como é fácil pra gente que “se encaixa nos “padrões”” sentar atrás do computador e vomitar asneiras… (muitas aspas pq assim como vc disse ser obeso, eu sou magra mas tô longe dos “padrões” tb…sou baixinha, na escola era a dentuça, dente de cavalo..nossa, hj sou uma pessoa mto melhor por isso, aquilo me ajudou…ãham ¬¬)
      Axo q falta as pessoas se colocar no lugar das outras…NINGUÉM É PERFEITO!!!
      Aquele q é magro mas é narigudo, aquele q é alto mas excessivamente magro, o branco, tão branco q parece doente…TODOS estamos sujeitos a bullys…pq quem pratica bullying ñ ataca só o gordinho…e ñ temos mesmo q levar isso na brincadeira ou aceitar como normal…é por isso q esse tipo de atitude se perpetua e as pessoas ñ evoluem! Aos invés da gente criticar a atitude totalmente cruel e desnecessária do colega aí, nós, as vítimas, tentamos justificar…meo Deos..em q mundo vivemos!

  • Kah

    Criticar a resposta dela é fácil quero ver se fosse “vocês” no lugar dela o que falariam!?! por que o jeito que brasileiro é barraqueiro, iriam querer processar, falar merda na televisão.. e isso sim levaria a um mal/não exemplo as pessoas e crianças. Quer criticar se coloque no lugar.

  • Paulo

    Discordo de vc Breno, pois nem todos somos iguais, uns tem facilidade em emagrecer, outros nem necessitam emagrecer, pois não engordam, então pense bem antes de julgar algo que não tem um padrão estabelecido, conheço pessoas que comem bastante(muito mesmo) e não engorda, outras que comem pouco, faz regime, academia e não emagrece o suficiente…

  • Diego

    Resumindo: Sou gorda, mas sou mais rica que você

  • Diego

    Agora tudo é bully? Aff, não se pode mais chamar um gordo de gordo. Então continua gorda sua âncora nojenta. Só está propícia a ter um ataque do coração mais fácil.

    • ANA

      Nojentos são as pessoas como vc, que faz este mundo um lugar onde ninguem respeita ninguem, vai cuidar da sua vida se não te deram educação, vai buscar ser uma pessoa melhor.

  • Douglas

    É um problema de saúde pública! Nos EUA existe uma guerra contra a obesidade, não é questão de preconceito, a questão é que NÃO É SAUDÁVEL estar fora dos limites de peso. Desculpas vão existir aos montes, já li comentários por aqui, aparentemente de gordinhos, que dizem praticar vááários esportes. Quem estão querendo enganar? Só enganam a eles mesmos. Esse excesso de proteção aos obesos, vítimas de bullyng (tudo é bullyng hoje em dia) está gerando um conformismo nos obesos, em vez de estimulá-los a emagrecer, melhorar sua qualidade de vida. Existe uma teoria da conspiração, de que a indústria da moda dita os padrões, e que é o bonito é ser magro. Não é bem assim, como já disse, é saúde. Mas aí vão me dizer: “Sou gordinho, meus exames estão todos bons e etc..” Tudo bem, seus exames podem estar bons hoje, mas seu corpo vai se desgastar muito mais rápido com o tempo, sua estrutura óssea e articulações estão sobrecarregadas, ninguém sabe por quanto tempo você vai estar vivendo bem. Vão me dizer também: “Nem todo mundo tem facilidade para emagrecer, existem problemas de saúde, metabolismos diferentes e etc.. é fácil falar”. Tudo bem, é pra isso que existe a medicina, endocrinologia, nutricionistas, educadores físicos. É uma questão ter vontade. Vão me dizer: “Foda-se você, eu sou feliz assim”. Tudo bem, você é feliz assim, mas está perdendo uma grande oportunidade de ser muito mais feliz sem excessos de gordura no corpo. Não se acomode!

  • Mariana

    Eu acho que a coisa mais inteligente que ela falou, e que todos, obesos, anorexos, completamente saudáveis e whatever deviam manter em mente é “eu sou muito mais que um número na balança”, acho que independente de se falar educadamente ou de ser rude, ninguém deve se achar no direito de criticar alguém pelo peso, como ela disse ele não é amigo dela, não é da família, nem se quer assiste o programa, então quem é ele para estar opinando?