Fenômeno de Luz em Palotina, Paraná

“De acordo com o jornal O Paraná, raios de luz anômalos apareceram no céu da cidade de Palotina, PR, na segunda-feira à noite (17) . Tiago Testa, um morador da comunidade de Esquina Progresso registrou o evento em foto e o material teria até chamado a atenção do SIMEPAR para realização de análise mais aprofundada.” [via Minha Maestria]

Apesar da excitação e do vídeo ter sido subido ao Youtube no dia 20, um dia antes de um tal de Fim de Mundo, o fenômeno é natural e nem tanto anômalo.

É nada menos que a luz do Sol, vista em condições especiais, ocultada ou revelada por obstáculos a grande distância como grandes e espessas nuvens ao horizonte. Os raios destacam-se especialmente  ao nascer e pôr-do-sol. Daí porque são conhecidos como raios crepusculares.

No caso especial do vídeo de Palotina, são raios anti-crepusculares, porque parecem vir da direção oposta ao Sol. Novamente, há explicação: olhe para um teto acima de sua cabeça, paredes paralelas parecem apontar em um triângulo para um ponto (o ponto de fuga da perspectiva). Se estivessem a quilômetros de distância e você não conseguisse estimar assim sua distância, talvez pensasse que as paredes são mesmo tortas.

Em Palotina há alguns diz, os raios de luz seguiam praticamente paralelos muito acima das cabeças de Tiago Testa e outros moradores, continuando mesmo além do horizonte. A perspectiva fez com que parecessem vir da direção oposta ao Sol. Abaixo, um outro exemplo registrado há alguns meses no Arizona, EUA, onde o cinegrafista faz em inglês praticamente os mesmos comentários que o brasileiro:

outros registros sensacionais, mas o fenômeno em Palotina bem parece ter sido particularmente intenso e raro. Raios anticrepusculares costumam ser muito mais tênues.

  • Bilu

    “É Deus mamãe”!

    • Ana Santos

      kkkkkk boa!!

  • Manu j.

    Ta confusa essa história, em alguns sites dizem algumas testemunhas que viram a luz do lado oposto do sol. Ou seja, o sol estava de um lado mas a luz vinha de outro…

  • flasHQ

    Ainda assim, muito dramático o ponto extremo, onde a ilusão de ótica dá a impressão de fonte das luzes porque parece uma concentração de luz, onde deveria ser mais fraca, pelo menos no exemplo do Arizona, o ponto onde a ilusão daria ideia de foco, não é mais intenso que quais quer outro ponto do fenômeno de luz.

    • Juliano Mark

      leitor MDM por aqui…. o mundo ainda pode acabar!

  • M16 Ultraman

    Parabéns. Vi este vídeo no youtube, e e mais um monte de sites e não tinha achado uma explicação para isso. Pelo menos para mim que sou leigo.no assunto e nunca tinha visto nada parecido. Otima explicação

  • Paulo

    isso é um fenomeno natural chamado Anticrepuscular

Especiais

Japão em 2 minutos

Parceiros

Ocioso Sweetlicious Papricast naointendo ahnegao naosalvo Jogos online

Newsletter

Não perca nenhum post do Sedentário & Hiperativo!

Mensagens semanais e pontuais.