estacionafaci

Solução simples, barata e genial para os estacionamentos

Já se tornou um problema corriqueiro nas grandes cidades encontrar vagas em estacionamentos de shopping centers. Muitas vezes a vaga existe, mas como o estacionamento é muito grande você precisa caça-las literalmente.

Uma grande petroquímica da Coreia do Sul parece ter encontrado uma solução simples, barata e genial para este problema.

  • Mario

    Economia de combustível, mas um grande desperdício de hélio.

    Hélio é o segundo elemento mais abundante no universo conhecido (depois de hidrogênio), mas raro na Terra.

    Alguns estudos realizados dizem que podemos ter uma completa escassez de hélio antes do petróleo. As reservas de hélio podem acabar em torno de 2018.

    Fonte: http://newsfeed.time.com/2012/08/23/theres-a-helium-shortage-on-and-its-affecting-more-than-just-balloons/?xid=newsletter-weekly#the-government

    • Nossa eu realmente não sabia disso. =/ Agora não faz mais sentido isso aí. Tudo é relativo, o que parecia uma ótima idéia agora não é mais, rs.

    • Realmente qualquer conhecimento nunca é demais, mas obviamente aqui no brasil esses balões não iriam durar nem a inauguração o que ia ter de nego estourando ou cortando a corda ou seja lá o que for pra levar o balão, aqui pra cada ideia genial tem 3 jeitos de destruila

    • João Batista

      Eles são uma compania de petróleo não estão preocupados com esse tipo de coisa. O negócio era conseguir uma solução rápida para vender o peixe. Soluções para esse problema de estacionamento não são difíceis, sistemas de transmissão de energia para levantar algum indicador de vaga vazia com o peso do carro seriam relativamente baratos, só que demandam tempo, diferente desses balões que é só chegar e pregar.

    • Marco Zarpellon

      A observação é bastante válida, mas na matéria citada a previsão de escassez pra 2018 provavelmente refere-se ao reservatório americano em Amarillo, no Texas. Algumas fontes projetam 25 anos, outras o fim do século como momento da escassez.

    • Diso Satierf Snitram

      foda-se o helio!!

  • Alisson G. Callado

    A ideia é muito boa mesmo. Mas por um momento achei que a empresa iria trair a classe e incentivar o uso de bicicletas ou transporte público hehehe.

  • Eduardo Faradezo

    aqui em ribeirão preto no shopping Iguatemi tem um sistema de luzes quando a vaga esta ocupada ela fica vermelha, quando esta disponível fica verde, bem simples, vagas para idosos e deficientes sao azuis e laranja…

  • Rubens Figueiro

    No shopping Bourbon Wallig em Porto Alegre, em um estacionamento fechado, eles colocaram sensores em cima das vagas, existe uma luz (led provavelmente) vermelha quando a vaga está ocupada e verde quando está livre. Antes de vc entrar no estacionamento, tem uma placa que indica o número de vagas disponíveis. Para estacionamentos fechados é uma solução ótima, para abertos seria difícil implementar esse tipo de coisa, mas nada impossível de fazer, poderiam colocar um sensor no chão, na vaga e um led na parte da frente da vaga, antes de entrar em um corredor, vc veria qual vaga está disponível. Essas coisas gastam pouquíssima luz, a maioria dos estacionamentos são cobrados, não teria problemas.

  • ManuelManel

    O projeto pode ser alterado sem utilizar balões, ai também salva o hélio gasto … já existem estacionamentos em garagens de shopping no subsolo utilizando mostrador com Led acima do carro próximo do teto … em estacionamentos abertos só não digo minha idéia por que algum FDP que não vai conseguir estourar balão vai roubar e criar patente … então eu faço antes de dizer … XD

  • Dcoutii .

    No Brasil vão roubar esses balões.

  • Felipe Galvao

    A cada carro que parasse numa vaga dessa aqui no Brasil um Balão seria roubado com orgulho!

  • Christopher Carvalho

    Shopping Conjunto Nacional de Brasília tem sensores em cima de cada vaga de seu estacionamento interno. Quando o carro sai automaticamente acende uma luz verde que pode ser vista de longe, dando a perceber a vaga. A ideia do balão é boa porém me parece mais publicitária do que apenas uma busca de soluções.