músicas

Lindsey Stirling é uma garota prodígio. Violinista, dançarina, cantora e compositora começou a ganhar fama depois de participar, em 2010, do America’s Got Talent. Suas apresentações costumam ser empolgantes por misturar música, dança, teatro e muitos elementos da cultura pop, como zumbis, games, filmes e séries.

Seu último vídeo, ‘Roundtable Rival’, é uma super produção que ficou realmente foda. No filme, com temática steampunk, Lindsey trava um embate cheio de virtuosismo musical contra um guitarrista ladrão de banco.

0 Comentários

Ficou realmente legal. Os fãs da série irão gostar!

0 Comentários

Dum é uma banda da Califórnia que brinca com uma técnica divertida de inserir o rosto do vocalista em cenas.

Nesse clip da música On & On eles utilizaram filmagens de filme História sem Fim sobrepondo rosto e detalhes. Como não é a primeira vez que eles fazem isso, eu coloquei a versão de Game of Thrones e Star Wars também.

0 Comentários

A banda Postmodern Jukebox é capaz de fazer covers de altíssimo nível, como a sua versão de ‘Really Don’t Car’, da Demi Lovato, que contou com a participação mais do que especial e feliz do pandeirista.

No mais vale a pena visitar o canal da banda!

0 Comentários

Antes de mais nada, Brunnettes Shoot Blondes é uma banda da Ucrânia com um som definido por eles como “indie/electro/pop”. Agora, o clipe é uma animação usando smartphones e tablets como a plataforma da historinha, e tudo sincronizado em tempo real. O clipe ficou simplesmente perfeito. Ah, o nome da música é “Knock Knock”.

0 Comentários

Anthony Vincent é um músico/youtubber e ele pegou a música “In The End”, e a cantou em 20 estilos diferentes, incluindo Frank Sinatra, Guns n’ Roses, Bob Marley, The Doors e outros mais. Ele já fez outros vídeos assim como por exemplo “Dark Horse” da Kate Perry. O cara manda bem, ouça:

0 Comentários

Shane Bang é um gênio da percussão, capaz de fazer batidas e dubstep utilizando apenas canetas e réguas sobre a mesa. Aqui tem alguns vídeos de seu canal, feitos com o amigo Kevin Ke.

0 Comentários

O vídeo foi feito em um acampamento para surdos e fizeram uma versão bem divertida de “Happy”. ASL (American Sign Language) é a versão americana para o nosso LIBRAS (língua brasileira de sinais). Bem legal essa iniciativa e a tradução foi feita por Rosa Lee Timm e Azora Telford.

0 Comentários

Esta é uma aula de música no Jardim de infância onde o professor gaúcho Roberto Menezes interpreta uma versão Rock de uma canção infantil. E a gurizada interagindo é bem bacana também, quem dera se toda molecada tivesse um professor assim.

0 Comentários

Ele juntou umas sucatas em volta dele e fez um som espetacular. Mais uma performance incrível nas ruas.

0 Comentários

Edu Krieger e a resposta a todos esses “MCs” da ostentação, mostrando a verdade por traz do consumismo que suas músicas pregam.

Isso sim merece ser compartilhado, e não algo como “dom, dom, dom…”

Vi lá no perfil do Eden Wiedemann.

0 Comentários

Seu nome é Camille Rodrigues, é nadadora paraolímpica e um grante exemplo de superação. Mesmo com a infelicidade de ter tido uma das pernas amputada, mostra o verdadeiro samba brasileiro.

0 Comentários

Achei que era mais um vídeo “bebê fica triste/fica feliz” quando uma determinada música toca mas essa guria fica realmente alucinada com a música da Katy Perry, acompanhem a fofura e vomitem arco-íris!

0 Comentários

Ficou muito f*da essa versão alternativa de Thunderstruck feita por uma banda chamada Steve’n’Seagulls. Os caras são Finlandeses e usam instrumentos diferentes como violino, cello, banjo, bandolim, uma espécie de sanfona e tem até uma bigorna. No canal deles tem outros clássicos como Paradise City do Guns, The Trooper do Iron Maiden e muitos outros. O cover ficou sensacional, enjoy!

0 Comentários

Postmodern Jukebox é um projeto bem legal em que canções populares são repaginadas em gêneros inesperados. Coloquei Creep do Radiohead aqui, mas tem Madonna, Ke$ha, Guns n’ Roses e muitos outros.

BUT I’M A CREEEEEEEEEP, I’M A WEIRDOO!!!

0 Comentários