Os Cinco Macacos

Um grupo de cientistas colocou cinco macacos numa jaula. Bem ao centro, havia uma escada e, sobre ela, um cacho de bananas. Quando um macaco subia na escada para pegar as bananas, um jato de água fria era acionado contra os que estavam no chão.

Depois de certo tempo, quando um macaco ia subir a escada, os outros o pegavam e enchiam de pancada. Com mais algum tempo, nenhum macaco subia mais a escada, apesar da tentação das bananas.

Então os cientistas substituíram um dos macacos por um novo. A primeira coisa que ele fez foi subir a escada, dela sendo retirado pelos outros, que o surraram. Depois de algumas surras, o novo integrante do grupo não subia mais a escada.

Um segundo macaco veterano foi substituído e o mesmo ocorreu, tendo o primeiro substituto participado com entusiasmo na surra ao novato.

Um terceiro foi trocado e o mesmo ocorreu.

Um quarto, e afinal o último dos veteranos foi substituído.

Os cientistas, então, ficaram com um grupo de cinco macacos que mesmo nunca tendo tomado um banho frio continuavam batendo naquele que tentasse pegar as bananas. Se possível fosse perguntar a algum deles porque eles batiam em quem tentasse subir a escada, com certeza a resposta seria:

– “Não sei, mas as coisas sempre foram assim por aqui“.

[Animação de Michael Basilisco via Kuriositas, texto via SCM]

  • Paulo

    Ainda bem que não somos macacos.

    • Anônimo

      Será?

      • Paulo

        Quem entendeu a mensagem que o texto passou é sapiens… O questionamento faz parte de nossa natureza. Não sou um macaco!

      • Claiton

        Não, o ser humano é muito pior que macacos, macacos respeitam a si e seus semelhantes, o ser humano não…

        • Paulo

          Você respeita outro ser humano?

  •  Porque isso me lembra a Religião?

    • Glaucio

      Porque simplesmente você tomou o caminho mais curto e atribuiu a algo que você, que imediato,  não gosta. No entanto a experiência reflete a sociedade inteira, não somente um um segmento dela. Pode ser atribuído a qualquer situação ou lugar, escola, trabalho, serviço público, política, relação de pais e filhos, etc. Normalmente as pessoas tem um olhar mais crítico àquilo que previamente já tenha desaprovado. o inverso também funciona. Por exemplo, muitos me chamarão de fanático religioso, mesmo eu não tendo escrito qualquer palavra pró religião.

      • Maycon

        “Normalmente as pessoas tem um olhar mais crítico àquilo que previamente já tenha desaprovado.” 
        Igual com as bananas!! rs

  • tiago alexandre Batista

    lembrei da faculdade!

    na minha faculdade enquanto eu iniciei o terceiro ano, iniciou-se um curso de enfermagem e por ser a primeira turma e por camaradagem dos outros cursos eles não receberam trote.

    quando chegou o segundo semestre onde se abriu mais uma turma de enfermagem teve um trote, um tanto quanto razoavel entre os alunos de enfermagem.
    quando eu terminei o curso, o curso de enfermagem o unico curso com o trote mais violento da faculdade.

  • Mac

    Essa experiência é antigaça… mas ela é interessante porque é assim que a sociedade funciona… e isso não é errado em 90% dos casos. Se algum macaco aventureiro se revoltar contra os outros e convencer eles de que é errado bater nos outros sem saber o motivo, eles vão voltar a perceber eventualmente que a razão é a água, e o ciclo vai se repetir indefinidamente, até que os macacos gostem de água fria. Assim funciona o preconceito em muitos casos.

  • Roger Tm

    Na raça humana isso é chamado de cultura.

    • Fernando Viana

      Rs… É isso ai, boa, a cultura local!

  • Lucas Garutti

    Conceito de Habitus, Pierre Bourdieu.

  • Fabricio_oteiro

    ?
    assim que o o segundo veterano foi trocado e ele subiu, o primeiro trocado levou água.. entao ele sabe do pq ele tava apanhando..
    qdo trocar o terceiro, o segundo vai levar agua assim que o terceiro pegar a banana e tambem, conseguentemente sabera pq tava apanhando…… não???

    • Anônimo

      a partir do 1 novato de test não tinha mais agua caindo só os macacos controlando quem subia as escadas na porrada

  • Felipehsjc

    Esse projeto feito por estudantes fala exatamente sobre o mesmo tema…em portugues do Brazil….Look 😀

  • Jota Oliveira

    Essa experiência é semelhante a Caixa de Skinner, que foi muito divulgada no LOST. Um indivíduo não precisa saber o por quê de fazer algo, quando são outros veteranos que dizem o que ele deve fazer.

  • Scias

    Teria sido muito mais proveitoso se todos os macacos se unissem para pegar as bananas, não?

  • demonoid

    É a tak da tradição.