teoriaconsp1.jpg

Egrégoras, o segredo do “Segredo” – parte II

“Pois onde se acham dois ou três reunidos
em meu nome, aí estou eu no meio deles.”

Mateus 18:20

Olá crianças,

Quem está lendo esta coluna pela primeira vez, provavelmente pode ter alguma dificuldade em acompanhar o que eu vou explicar sobre egrégoras, afinidades energéticas e ressonância. Eu sugiro primeiro ler estas colunas AQUI, AQUI, AQUI, AQUI e AQUI sobre múltiplas dimensões, a formação de Egrégoras, Magia Sexual e Ordens Solares e Lunares antes de continuar.
Especialmente a primeira parte, porque eu vi nos comentários que teve muita gente que não prestou atenção ao que leu. Não se “abre uma egrégora”, mas sim “abre-se os trabalhos dentro de uma egrégora”. Da mesma forma que não se “fecha uma egrégora”, mas sim “fecham-se os trabalhos dentro de uma egrégora”. As egrégoras já estão lá antes de você nascer e continuarão lá depois que você morrer… você não abre e nem fecha nada!
Egrégoras, por definição, são fruto de DUAS ou mais pessoas. Visualizações de uma pessoa são chamadas construções astrais. Egrégoras também não são criadas do dia para a noite. São necessários MESES ou mesmo ANOS para se estabelecerem. Algumas já estão no planeta há MILÊNIOS.

E não pense que isto é algo “místico” ou “religioso”. Da mesma forma que Igrejas, cultos ou Ordens Secretas possuem suas egrégoras, qualquer faculdade de física, química, engenharia e qualquer laboratório de biologia, química ou física, seja ele da sua escola ou da NASA, possuem sua própria egrégora, que por sua vez estão conectadas a egrégoras maiores do mesmo tipo de pensamento.

egregora3.jpg

E qual a relação das Egrégoras com a nossa vida?
Toda. Quantas vezes não entramos em algum ambiente e nos sentimos desconfortáveis, com mal estar ou até mesmo ficamos com dores de cabeça após algum tempo? O que acontece é que nossos sete corpos, como geradores e receptores eletromagnéticos, ressoam com o ambiente e as pessoas ao nosso redor, onde quer que nos encontremos. Se o ambiente está carregado com uma egrégora que se comporta de uma maneira oposta aos nossos pensamentos, com certeza ocorrerá um choque entre elas e normalmente “os incomodados que se mudam” (claro que existem círculos de proteção pessoal e isolamentos psíquicos, mas isso é OUTRA história que eu comento outro dia… ).
Como já dissemos anteriormente, os planos mentais/astrais e espirituais também vibram em freqüências mais altas ou mais baixas. Conforme você está em ressonância com cada tipo de vibração, você atrai aquilo que você pensa. É a origem dos termos profanos “estar de alto astral” (que significa “o estado de vibração de meu corpo está em ressonância com as altas vibrações do astral”) e “estar de baixo astral”.
Quanto mais opostas as egrégoras, piores as sensações; quanto mais afinidade, melhores as sensações. Esta é a base científica da “Lei da Afinidade” que esses livros de auto-ajuda estão transformando em modinha por ai recentemente, mas não fazem muita noção de como tudo isso funciona.

acelerador.jpg

Fazendo uma comparação simples, seria a mesma coisa que eu escrever um livro chamado “Como operar um acelerador de partículas no CERN”. Meu livro traria passo a passo tudo o que um leigo precisa fazer para realizar com sucesso uma experiência em um acelerador de partículas. O livro diria “entre na sala, coloque sua fantasia de cientista, ligue o aparelho, calibre assim, assim, assado, digite XYZ, coloque os parâmetros tais e tais, blá, blá, blá e aperte o botão vermelho”. Pronto. O leigo fez uma experiência com o acelerador de partículas…
MAS isto não o torna um cientista, não o torna conhecedor de física e muito menos uma pessoa que realmente saiba operar um acelerador de partículas… e se acontecer uma vírgula de parâmetros fora do que está no livro, TODA a experiência vai dar errado, ou pior, em alguns casos, trazer conseqüências que, em último caso, podem ser catastróficas.

Mas os exemplos descritos no livro “o Segredo” funcionam? Em termos…
Mozart, Beethoven, Abraham Lincoln, Benjamin Franklin e outros exemplos ali eram Iniciados e sabiam o que estavam fazendo. Não estavam copiando “receitas de bolos”. Ganhar na loteria, ganhar carros 0km, o amor da sua vida e tudo mais o que estão prometendo não vão “cair do céu”. Além de Visualizar, você vai precisar BATALHAR por isso…

E a questão da crença?
Não há crença ou descrença… Perguntar para alguém “você acredita na Lei da Atração?” ou “você acredita na Lei do Karma?” é tão estúpido quanto perguntar “você acredita na Lei da Gravidade?”. Não faz a MENOR DIFERENÇA se a pessoa acredita ou não nestas leis, ela está sujeita à suas ações de qualquer maneira. O fato de alguém não acreditar na Lei da Gravidade não vai fazê-la voar da mesma maneira que o fato de uma pessoa não acreditar na Lei da Atração ou Lei do Karma não vai fazê-la atrair egrégoras diferentes das que está atraindo ou deixar de sofrer as conseqüências das ações que realiza.

Entrando em sintonia com as Egrégoras

jung.jpg

Como vocês já perceberam, estamos envolvidos a todo instante com dezenas, centenas, milhares de egrégoras de todos os tamanhos (de uma maneira análoga a um rádio que está envolvido por dezenas, centenas, milhares de freqüências ao mesmo tempo). Carl Gustav Jung chamou este mar de egrégoras de “Inconsciente coletivo”.
Para os iniciados, este mar de idéias é uma fonte inesgotável de inspiração, um universo de deuses, alegorias e mistérios a serem explorados, a fonte primordial na qual bebem todos os grandes artistas, inventores, cientistas e escritores.

Porém, a imensa maioria da população mundial está tão adormecida que suas mentes são um enorme depósito de poluição mental, ou seja, é como se o seu “rádio mental” estivesse o tempo todo com chuviscos, sintonizando dezenas de estações ao mesmo tempo. Preocupados em quem matou fulana na novela, que time está em qual divisão, que celular ele deve comprar, que cerveja deve tomar para conquistar as mulheres, ou sintonizado nas estações que as otoridades querem que você sintonize. Não é de se admirar que o planeta esteja um caos.
E como “sintonizamos” direito estas estações? Através da meditação e controle de nossos pensamentos.

radio-old.jpg

Da mesma maneira que sintonizamos um rádio: se queremos escutar futebol, colocamos na rádio que transmite futebol; se queremos escutar música, colocamos na rádio que tem a música que queremos; se queremos escutar notícias, colocamos na estação de notícias. Não ficamos mudando de estação a cada 5 segundos.
Existe uma máxima zen budista que diz “Esteja presente no presente”. As pessoas comuns ficam pensando no trabalho quando estão na cama com suas esposas, ficam pensando na praia quando estão no trabalho, ficam pensando no trânsito da volta quando estão na praia, ficam pensando no futebol quando estão fazendo prova, nos problemas da vida quando estão no cinema e na namorada quando estão estudando… ou seja… não fazem nada direito, nada rende e eles não sabem por quê não têm tempo para nada. Sem contar o stress.

Aprendendo como funcionam as egrégoras, nossa vida se torna muito mais produtiva: Quando estamos com uma amiga na cama, aquilo é a única coisa no universo que existe naquele momento; quando estamos almoçando, desligamos nossos celulares e apreciamos a companhia que está almoçando com a gente; quando estamos no trabalho, não ficamos batendo papo no msn ou internet; quando estamos no cinema, assistimos o filme, quando estamos em ritual, estamos em contato com o divino, quando estamos treinando, estamos esculpindo nossos corpos, e assim por diante.

Assim como o conhecimento de nossos chakras e do fluxo de energias internas, precisamos conhecer também o fluxo de energias externas que entram em contato com nossos corpos para estarmos sempre em equilíbrio. Através do auto conhecimento e do trabalho com as egrégoras, conseguiremos muitos prodígios.
Como a Liliancomentou comigo depois da palestra da semana passada: “quando o orador terminou de ler todo o seu currículo e você levantou para falar, eu achava que você era um daqueles professores de 50 anos… como você consegue tempo para fazer todas estas coisas?” Não há nenhum “Segredo” nisso. É tudo uma questão de abrir e fechar as portas de cada coisa que você for fazer. Qualquer pessoa que se dedique consegue.

Exemplos de abrir e fechar trabalhos no mundo profano
Todos devem se lembrar do costume de nossos avós de “dar graças” antes das refeições. Apesar de ter adquirido uma casca religiosa, este era (e é) um costume ocultista que os sacerdotes egípcios já tinham 6.000 anos atrás.

business_lunch.jpg

Quando uma pessoa senta à mesa, esta ação de dar graças a alguma divindade, seja ela externa ou interior, é o que abre os “trabalhos” desta refeição em conjunto com uma egrégora de tranqüilidade (seja ela budista, egípcia, nórdica, wiccan, cristã, católica, etc… ). O ato de comer é um ritual. O que não quer dizer que você precise comer em silêncio (a menos que você esteja sozinho, o que torna este momento o melhor do dia para meditar em silêncio) mas, se estiver acompanhado, aproveite este momento para conversas construtivas ou reuniões de negócios proveitosas (ao invés de apenas ficar falando mal das pessoas que não estão presentes). Ao final da refeição, agradeça ao seu deus interior e volte ao mundo profano.

Locais de Influência
Assim como todos os outros fenômenos eletromagnéticos, existem locais na Terra que intensificam estas vibrações e outros que as prejudicam. Círculos de Pedras, Pirâmides e Catedrais (que foram erguidas sobre Linhas de Ley) servem como potencializadores de determinadas egrégoras, em rituais que sejam realizados ali; o Vaticano ou uma igreja são centros de egrégora do catolicismo; um estádio de futebol é o centro de egrégora de um time; um terreiro de umbanda, um centro kardecista ou uma Loja Maçônica intensificam os trabalhos ali realizados; um presídio ou um laboratório também intensificam as idéias ali debatidas.

Todos os especialistas em futebol dizem que é mais difícil derrotar um time quando ele está “em casa”. Por quê? O campo é do mesmo tamanho, as traves estão no mesmo lugar, a bola é a mesma e ninguém além dos 22 jogadores e juízes está em campo… qual é a diferença, então? Mas as estatísticas fornecem dados incontestáveis de que é mais complicado vencer um jogo estando “no campo adversário”. Por quê? Por causa das influências de Egrégora. Como eu disse anteriormente, elas não são suficientes para ganhar, mas influenciam.

Da mesma maneira, quando médiuns escolhem locais especialmente preparados para manifestações espirituais, não é uma “desculpa”, mas sim uma preparação do ambiente para vencer as barreiras físicas/astrais e permitir estas manifestações no plano físico.

Quando o discípulo está pronto, o Mestre aparece

the_secret.jpg

Esta é toda a base do tal do “Segredo”. A ressonância entre egrégoras. Peça e receberá.
Da mesma forma que cada onda de rádio e TV viaja pelo espaço e tem uma freqüência característica de vibração, a onda de cada emissora tem uma freqüência própria, diferente da freqüência das demais emissoras. Sintonizar uma emissora significa fazer seu receptor de rádio ou TV entrar em ressonância com a onda da emissora.
Da mesma forma que ocorrem com as egrégoras. Se seus pensamentos ressoam de uma determinada maneira, mais cedo ou mais tarde você encontrará ondas provenientes de alguma egrégora que esteja vibrando nesta mesma freqüência.
E através da sincronicidade, o universo conspirará para que você e estas egrégoras se aproximem. E isto não tem absolutamente NADA a ver com bem, mal, céu, inferno, merecer, desmerecer, ocultistas, céticos ou religiosos. Funciona até mesmo se você for ateu! A palavra chave aqui é VONTADE (Thelema).

Exercícios práticos

Meditação
Sente em um local qualquer, mantenha as costas eretas, coloque os dois pés no chão, ligeiramente afastados um do outro, e as palmas das mãos sobre as coxas. Ou se preferir, sente com as pernas cruzadas e coloque as mãos sobre os joelhos. Feche os olhos e respire devagar durante alguns minutos.

woman.jpg

Agora preste atenção nos seus pensamentos. Tente assisti-los passivamente, como se estivesse diante de uma televisão, prestando atenção na quantidade e qualidade de pensamentos diferentes que vagam pela sua mente neste pequeno intervalo de tempo. Tome consciência destas muitas freqüências que estão entrando e saindo dos seus pensamentos o tempo todo… que pensamentos ficam se repetindo? Analise friamente que tipo de mensagens você está atraindo, que tipo de pensamentos estão poluindo a sua cabeça…
Nas primeiras vezes que fizer este exercício, procure não interferir. Apenas observe friamente a si mesmo como se fosse um observador externo e veja o que está acontecendo. Adquira a consciência de separar e catalogar em que tipos de pensamentos você está imerso.
Em uma segunda etapa, comece a monitorar seus pensamentos, mudando os pensamentos indesejáveis… Quanto tempo você perde em pensamentos inúteis, fúteis ou perniciosos?
Quanto da sua mente você desperdiça pensando no que os outros estão fazendo ao invés de se concentrar no que você quer ou necessita fazer?
Na terceira etapa, comece a destruir estes pensamentos inúteis, afastando-os do seu campo vibracional. Tente reunir apenas pensamentos voltados para coisas úteis que você tenha de fazer ou focados para aquilo que você está almejando.

Exercício 2 – Apenas para mulheres
Este exercício deve ser feito SOMENTE depois que vocês fizerem pelo menos umas 20 a 30 vezes o Exercício dos Chakras, pois todo o canal pela qual a energia irá fluir precisa estar limpo e desobstruído, caso contrário, vocês poderão ter um desequilíbrio nos seus chakras, como dores de cabeça, náuseas, tonturas ou desequilíbrios emocionais.
Deite em algum lugar calmo, confortável e isolado, coloque uma música suave, incenso e garanta que não vai ser perturbada. Deite em decúbito dorsal com a barriga voltada para cima, de preferência totalmente nua. Comece a se masturbar delicadamente, mas sem imaginar uma contraparte masculina/feminina ou fantasiar… Concentre-se apenas na sensação, no seu corpo e no ato em si. Comece a imaginar o chakra básico sendo ativado e o fluxo de energia começando nas suas pernas e espalhando-se pelo seu corpo.
Quando estiver chegando ao orgasmo, você vai ter de sincronizar os últimos suspiros com o exercício anterior. Comece imaginando o chakra básico emanando energia, suspiro, esta energia subindo para o segundo chakra (Svadisthana), suspiro, subindo para o terceiro chakra (Manipura), suspiro, subindo para o quarto chakra (Anahata), suspiro, subindo para o quinto chakra (Vishuda), suspiro, subindo para o sexto chakra (Anja) e orgasmo, quando você deve imaginar o sétimo chakra (Sahashara) abrindo-se em seu leque de mil pétalas e espalhando esta energia pelo universo.
Este, apesar de razoavelmente complicado, é considerado ainda um exercício básico de magia sexual. Vai demorar um bom tempo até você conseguir sincronizar direito o tempo até o orgasmo com o fluxo de energia com as respirações…
Mas quando dominar, estará pronta para exercícios futuros sobre o que fazer com esta energia extra, além de orgasmos maiores, mais demorados e melhores (fisicamente e astralmente falando). Qualquer dúvidas, deixem seus emails nos comentários que o povo do Sedentário me repassa e eu respondo em particular.

Exercício 2 – Apenas para Homens
Assim como o exercício para as mulheres, NÃO tentem fazer este exercício antes de terem realizado pelo menos 20 a 30 vezes o exercício básico dos chakras. Este segundo exercício vai aprimorar o controle sobre o chakra Muladhara (Vermelho), dando mais vitalidade ao homem (sexualmente falando).

gravedad1.jpg

O homem deve assumir a postura conhecida como “Mapu” ou “Cavalo” ou “Postura do Cavaleiro”, como na figura ao lado. O ângulo das pernas deve ser o mais próximo possível de 90 graus (para testar, basta colocar uma carteira e um celular apoiados sobre as coxas e eles devem ficar parado, sem cair, durante o tempo do exercício).
Nesta postura, o homem deve respirar pausadamente, imaginando, a cada respiração, que a energia da Terra está sendo absorvida por seus chakras plantares, subindo através de suas pernas e se unindo no chakra Muladhara, fazendo-o girar e abrir suas 4 pétalas.
Procure repetir este exercício por cerca de vinte respirações pausadas e lentas. O tempo de postura neste exercício deve ser de, no mínimo, 1m30 a 2 minutos no começo. Este também, apesar de ser considerado básico, possui uma dificuldade razoável, mas você vai me agradecer no futuro…

Obs: A palestra vai ser o mesmo tema da outra, “Astrologia Hermética”. Será feita dia 8 de dezembro (sábado), as 15h00, na ARLS “Aleister Crowley”, na rua Ipanema, 422 (a duas quadras do metrô Bresser).

Marcelo Del Debbio

Twitter oficial do autor da Coluna Teoria da Conspiração.

  • Julia

    Parabéns pelo texto. Estou acompanhando a coluna desde o início e agora estas duas matérias sobre Egrégoras fizeram uma excelente conexão de tudo o que tu já tinhas escrito.
    Fica bem evidente que tu já tens um caminho a ser percorrido nos textos e que estes posts não são exatamente de “temas aleatórios”, mas já percebi que teremos de ler e reler as colunas antigas várias vezes, não é mesmo? (risos).

    Se bem que “Egrégoras” é um assunto que renderia mais uma dezena de posts, de tão complexo e gigantesco que são estas influências em nossas vidas.

    Ainda estou na metade do primeiro exercício, mas pode ter cereza que vou fazer o segundo também, e postarei os resultados nos comentários.

    beeeeeeijos :love:

  • kruger

    Olá, DD!

    essa coluna ficou beem legal, trouxe várias explicações beem resumidas!

    só uma perguntinha:
    os esercícios que você passou na coluna “Chakras, Kundalini e Tantra – Parte III”, no link pouco antes de “kundalini” também podem ser realizados com o mesmo intuito, certo?

    ah, estou esperando a 1/2 da anterior!

    Carpe Diem

  • Alexandre

    Marcelo, mais uma vez obrigado….
    =)
    Agora sim eu estou de férias, vou poder participar desta palestra.
    muito obrigado Marcelo

    Abraços

  • Victor

    Marcelo, parabens por todos os textos, queria lhe fazer uma pergunta, já ouviu falar da Pró-Vida (http://www.provida.org.br/):) escola iniciatica, integração cósmica. Queria que se possível você falasse um pouco sobre ela, eu vou fazer nas ferias de janeiro e tudo que você disse se aprende la. 😉

  • felipedecoy

    valeu dd, ótima coluna a de hoje

  • !E!U!

    Muito bom seus textos, toda vez que termino de ler um nao vejo a hora de aparecer o proximo \o/

    Queria saber se tem algum problema fazer os exercicios 2 ou mais vezes no mesmo dia??

    Continue com o bom trabalho que continua a acompanha-lo o/

    Até a proxima o/

  • Rose

    Marcelo, ótima coluna!
    Esclareceu algumas dúvidas que eu tinha sobre o uso das egrégoras, e vou até tentar fazer uso delas pra estudar pro vestibular nessa última semana antes das provas =D
    Só uma pergunta, abrir os trabalhos de uma egrégora de estudo de manhã (quando eu estudo sozinha, em casa) e deixá-la aberta o dia todo até a noite (quando eu saio do meu curso preparatório) seria prejudicial ao aprendizado? Ou seria mais proveitoso usar a energia da egrégora apenas quando eu estou sozinha e usar meus próprios esforços no cursinho?
    Abraços.

  • Muito bom o texto, como todos os outros. Só o um comentário: ali onde você disse no exercício feminino para ela “se masturbar”, você indicaria uma palavra melhor? Pois se não me engano essa palavra vem acho que do grego e significa “pecar com as mãos” o que não tem nada a ver com a prática do “auto-erotismo” se posso chamar assim. (risos)

    No mais parabéns pela coluna.

  • aga

    Marcelo, voce comentou antes que as drogas em geral ‘expandem’ a mente.
    poderia desenvolver isto??

  • Felipe

    Bem, eu ja leio sobre ocultismo a algum tempo, mas essa coluna é realmente ótima, no começo nao tinha visto nada de novo, agora tem poucas coisas novas pra mim, mas de fato ajudou a organizar muitas coisas q eu ja tinha lido antes e as coisas passam a fazer mais sentido.

    Quanto a questão, é uma pergunta simples e talvez ate meio boba, mas, qual a razão da meditação ter tal posicionamento? eu poderia realizar a meditação simplesmente deitado? influenciaria em algo mudar a posição?

    abraço

  • Juliano

    Olá Marcelo! Ótimo post!
    Gostaria de fazer cinco perguntas sobre o assunto:
    1 – Sendo você um iniciado em várias ordens e tendo vários graus, suponho que consiga acessar os Registros Akashicos. Mesmo que porventura não consiga, você está em contato com várias egrégoras (e como você disse, “Para os iniciados, este mar de idéias é uma fonte inesgotável de inspiração”). Além disso, suponho que tenha um monte de gente “do outro lado” te ajudando. Então se você (Marcelo) quisesse ter uma idéia pra fazer dinheiro, por exemplo, você conseguiria isso?

    2 – Seguindo essa linha de raciocínio, os iniciados não poderiam criar, por exemplo, uma “fundação para acabar com a fome na África”, fazendo dinheiro com idéias como essa?

    3 -Seguindo a idéia da Mabel, que perguntou como você tem tempo pra fazer tudo isso, eu pergunto: Como você se sustenta? Você consegue trabalhar e ainda por cima estudar tudo isso?

    4 – Qual é teu objetivo de vida? Que caminho você indicaria para alguém que quer evoluir sem se filiar a ordens?

    5 – Por falar em ordens, como os membros avaliam se uma pessoa pode entrar ou não? Não existe o risco de alguém entrar pra alguma ordem e depois de aprender, sair usando os conhecimentos para o mal?

    Abraço!

  • Mais uma vez, sensacional.
    Agora, com mais exercícios práticos, a coluna está imperdivel.
    Parabens! :beer:

  • Renis

    Ok, RPG novamente. A respeito de egregoras, então quando um grupo de jogadores se concentra no que está sendo descrito e realizado em cada ambiente do jogo e todos entram em harmonia e conseguem pensar juntos o que esta sendo passado isso pode gerar forças? Mas, se for isso, você ja comentou sobre pensamentos ruins, e que acabam gerando sucubus e mais coisas, em alguns sistemas simbolos e forças obscuras (por assim dizer) são bem descritas, isso sendo mau usado (como tudo no mundo) não acaba gerando um campo ruim em volta dos jogadores?

    A mais uma, em alguns filmes tipo O PRINCIPE DO EGITO, Moises, um faraó, iniciado e tudo mais, faz em uma parte do filme (o do desenho) uma volta pra saber o que tinha acontecido com ele no passado. Isso é capaz depois de muito ensinamento e preparo, certo? Igual em Matrix, cheio de simbologia, onde Neo, na terceira parte da trilogia, se senta e fechas os olhos, se concetrando e entrando em contato com outro plano além daquele onde está… isso é os exercicios que voce passou, ou o que podemos fazer um dia, assim que obtivermos um ensinamento certo e meticuloso?

    Abraços. :thumbs: :bye:

  • Thai

    ah por que só elas podem masturbar?!?!
    heuaheuahuea
    essa posição “mapu” é a posição do cavalo no kung-fu
    não posso fazer pois meus joelhos estao bixados
    se tiver outros exercícios para o mesmo fim que este
    post por favor
    obrigado

    bom post novamente

  • Macaco de Tres Cabeças

    Muito bom !!!

    Sera que a massa bovina, ja parou pra pensar da onde vem as merdas que eles passam o dia pensando ???

    Infelizmente não tenho nenhuma pergunta inteligente pra fazer.

    Então não vou ficar rasgando seda, os numeros nunca mentem !!!

    Cheers !

  • Macaco de Tres Cabeças

    E tatuagens, explica sobre tatuagens, e adereços em geral e sua influencia nos corpos superiores !!!

  • Abenas

    Bom, primeiramente, desculpem à todos os leitores do blog e fièis seguidores do autor deste post, mas realmente acho incrível o rumo que certos acontecimento vêm tomando, então preciso manifestar minha opnião.

    Acreditem, já tentei de todas as formas possíveis esvaziar minha mente para não deixar-la influênciar no meu estudo envolvendo os assuntos debatidos pelo autor, mas simplesmente não consegui achar 1 missero ponto de conexão entre a realidade e a teoria relatada. Por favor, não apaguem este post, creio que certamente existem outros leitores que compartilham da mesma visão (realísta) e que se perguntam se estão certos ou errados, ignorância plena diante de tal assunto. Na verdade, a única razão que eu vejo, que afinal justifica todas as ‘teorias’ relatadas é a fuga completa da realidade em que vivem para explicar, mesmo que atropelando fatos que estão a sua frente, para que de tal modo convença que chegaram a uma conclusão sobre a vida. Há tempos correntes filosóficas vão corroendo as tais palavras biblícas, hoje a própria ciência é alvo destas ‘teorias’.

    Raramente me manisfesto quanto a este tipo de assunto, mas vendo o blog sempre postando esse tipo de matéria, resolvi intervir. Venho aqui para me divertir, e de certo modo, gosto de descobrir assuntos novos, mas gosto da verdade acima de tudo, não de informação que não agregue nenhum valor.

    Att,
    Abenas 🙂

  • Daniel Dynamo
  • Fábio

    Venho acompanhando esta coluna desde o começo e só tenho elogios.
    Gostaria de saber se você Marcelo já leu Duna de Frank Herbert tem muita coisa no livro que bate com o que você escreve dada as devidas proporções é claro.

  • Rodrigo

    Do jeito que as coisas estão indo, logo teremos outro post só de respostas, então aqui vou eu:

    Alguém perguntou no último post e reitero: por que para iniciarmos o trabalho/estudos temos de verbalizar, enquanto para o exemplo do copo de vinho e da maçã basta vizualizarmos?
    (Depois de ler esta coluna imagino que seja pelo fato de no primeiro caso estarmos nos conectando a algo que já existe, enquanto no segundo estamos criando sozinhos, a “construção astral”.)

    Ademais, sobre o “inferno astral”, que falam que a pessoa atravessa/passa nos 30 dias anteriores à data do seu aniversário, tem fundamento? Qual a explicação?

    Por fim, ultimamente estão faltando os links/referências bibliograficas nos posts :hehe:
    No mais é isso, parabéns pela coluna!
    Att,
    Rodrigo.

  • Alfredo

    Caro Marcelo,

    Conheço seu trabalho como escritor desde a época em que jogava RPG (Trevas), e tive uma agradável surpresa quando começou a escrever essa coluna aqui no sedentário. Quando li o Trevas, até então me considerava “ateu” e “cético”, se criou um mim um grande interesse pelas ciências e filosofias “ocultas”. A partir daí se iniciou, através do estudo de trabalhos de filósofos como Nietzsche, Sartre e Capra, minha busca por uma verdade oculta, por um conhecimento que me levasse a algo mais que exista além dessas “realidade” a qual me encontro imerso.
    Enfim, a dois dias atrás, acredito ter sido fortemente atraido por uma egrégora a qual já tive contato numa ocasião, porém devido aos caminhos da minha vida perdi completamente o contato. Gostaria de lhe relatar essa experiência mais detalhadamente por e-mail, por se tratar de algo muito íntimo e pessoal para mim. Estou cheio de dúvidas e inseguranças, gostaria muito de uma opinião sua sobre o caso. Meu e-mail é [email protected].

    Atenciosamente
    Alfredo

  • AcauaSilva

    Olá DD,

    Não sei se já te perguntaram isso…
    mas qual é o seu objetivo ao postar estas colunas?
    Qual interesse que você tem ao postar esse conhecimento?
    Já li que existem espíritos desencarnados que nos ajudam, mas não por simples caridade, como se prega por ai, mas por alguma razão oculta…

    ***

    mudando de assunto…
    quando você via falar sobre o ritual da missa católica. Pois todos os sites que visito, fala sobre ela, mas nunca de uma maneira profunda. Ela seria uma cerimônia de invocação, pois o sino, incenso, latim…?!?!

    outra coisa, sobre Frank Bardon. Existe alguns livros dele rodando pela internet, alguns com exercícios semelhantes aos seus, sobre represamento de energia e tals. Mas ele não fala nada sobre chackas, pelo menos nos livros que tenho dele… Posso usa-lo como um complemento dos seus exercícios? E outra, no grau 10 do livro de Iniciação dele, Bardon diz sobre se tornar-se deus, isso seria como você diz atingir o ego superior?

    Outro autor que roda na internet é JRR Abraão, no livro Curso de Magia, ele diz sobre as egregoras serem deuses menores… o que você acha sobre isso?

  • AcauaSilva

    DD,

    outra coisa que me lembrei de perguntar… mas esqueci (olha o pensamento flutuante!!!)

  • AcauaSilva

    DD,

    outra coisa que me lembrei de perguntar… mas esqueci (olha o pensamento flutuante!!!)

    Você no início desta coluna escreveu que a o espírito vive por ai, olhando gente pelada e etc…
    Mas eu já li que a alma vive por cerca de 7 anos, antes que os elementos se deteriorem, igual ao corpo físico, vira pó.
    E que o espírito, que é imortal, volta para Deus, outros dizem que fica no astral, onde inconscientemente se agrupa (lei da afinidade?) com outros com vibração igual, formando ilhas no oceano astral… e dependendo da vibração pode existir o “inferno” ou “céu”!
    Ou seja, existe teorias ou não existe teorias sobre o que ocorre após a morte? não existe uma verdade absoluta! Você confirma isso?
    ou eu entendi tudo errado?!?

  • andre27

    Eu acho que o filme o Segredo nem é tão legal assim, tem outros mais interessantes por exemplo, o livro “A Profecia Celestina”, também já existe um filme desse livro, é bom também mas o livro é melhor.

  • João P.

    Marcelo

    Aproveitando as duas últimas colunas, queria que você aprofundasse mais sobre:

    I. O Princípio de Mentalismo.

    II. O Princípio de Correspondência.

    III. O Princípio de Vibração.

    IV. O Princípio de Polaridade.

    V. O Princípio de Ritmo.

    VI. O Princípio de Causa e Eleito.

    VII. O Princípio de Gênero.

    Não sei se estava na sua programação, mas aguardo uma coluna em especial.

  • Alow, dD! Excelente, como sempre!

    Só uma coisa me ocorre: você já começou a passar exercícios que dependem dos que passou anteriormente; entretanto, ao fazê-los, não tenho muita certeza de que funcionaram – refiro-me ao exercício de ativar/harmonizar os chakras.

    Você poderia explicar, mais detalhadamente, quais os indícios que apontam que o exercício realmente funcionou; que o objetivo realmente foi cumprido?

    Abraços!

  • MastGow

    Obrigado por responder minha ultima pergunta D.D.!

    Eu tenho GRANDES problemas de como programar meu dia, na academia eu estou pensando em chegar logo em casa pra jogar, no meu jogo eu penso em estudar, no estudo eu penso na academia, na facu eu penso em chegar em casa logo, em casa eu durmo….
    Hj mesmo foi um exemplo classico, tive prova na facu então quis ir na academia cedo, acabei nao indo e fui fazer a prova, cheguei cedo em casa pensando em jogar, nao joguei pq tinha q ir na academia, fui na academia, nao treinei direito pq eu queria chegar logo em casa p estudar, cheguei em casa joguei um pouco, mas nao consegui ficar nem 30mim pq tinha q estudar, sai do jogo e durmi, acordei tarde e to estudando agora, e o pior, pensando em durmir pois tenho prova amanha.
    Eu ando tentando me controlar depois de ler suas colunas, mas não estou me dando muito bem ainda hehehe, hj foi o dia classico q eu queria fazer tudo e não fiz absolutamente nada!!!

    E cont comigo na palestra, agora ela esta em um horário ótimo e eu poderei ir!

    Obrigado des de já D.D.!

  • Legend

    Olá Marcelo!
    Juliano tem a mesma dúvida que eu: vc já teve acesso aos registros akáshicos?
    Minhas leituras até agora não me esclareceram muito sobre eles. Assim que eu conseguir projeções conscientes, onde/o que devo buscar para alcançar os registros?
    Mais uma: quanto tempo vc levou para equilibrar e “controlar” sua energia nos treinos de kung-fu?

    Um abraço.

  • jean

    Abenas,

    Existem céticos aqui. Eu sou um cientista mas mesmo a ciência não vive apenas de ceticismo. O verdadeiro cientista deve manter a mente aberta e anlisar os FATOS. Focar seu pensamento em uma coisa de cada vez é um ótimo exercício independentemente de fazer isso com cunho místico, religioso ou seja lá qual for.

    Embora não concorde com várias coisas que o dd escreveu tento manter a mente aberta para os pontos positivos.

    A quem interessar, esta é minha egrégora:
    http://rapaduraazucarada.queroumforum.com/viewtopic.php?t=6212

  • preguiça

    coluna menos produtiva até agora. Só repetecos.. deu pro gasto, mas acho q uma 1/2 daria conta do recado.

  • Jonas Lobo

    S.:F.:U.:

    Grande Marcelo,

    Peço permissão para apresentar, de forma resumida, um trabalho sobre “Egrégora” em minha A.:R.:L.:S.:
    OK?

    TFA

    Jonas

  • Olá DD,

    Já que estamos na época, gostaria que nos falasse mais sobre
    as festividades do Solis Invictus.E o motivo que muitas pessoas, inclusive eu, se sente meio “triste” nessa época do ano.

    Tentei traçar os pontos das Linhas de Ley no Brasil e não consegui. Gostaria que nos fornecesse a fórmula para traça-las.

    Seriam, São Thomé das Letras, Ilha do Mel, Chapada dos Veadeiros algumas delas ???

  • Marcelo Santos

    Opa, Marcelo.

    O ocultismo não está fortemente ligado ao satanismo?

    “Sou” de uma igreja protestantes, e faz algum tempo li alguns livros sobre o Satanismo, não sei se você ja ouviu falar?

    Ele Veio Para Libertar os Cativos
    De Rebecca Brown
    http://www.minasdeleitura.com.br/livros/000002.php

    FILHO DO FOGO VOL1
    De Daniel Mastral
    http://www.lojadoguerreiro.com.br/guerreiro/product_info.php?products_id=74

    FILHO DO FOGO VOL 2
    De Daniel Mastral
    http://ebooksgospel.blogspot.com/2007/06/filho-do-fogo-vol2-isabela-mastral-e.html

    Mas sempre acreditei nestas teorias como cientificas. E não como é pregado nas igrejas como como teorias do “capeta”.

    Mas me diga, estas teorias estão ligadas ao satanismo?

    Sempre acreditei que ( em um tom irônico ) Deus de uma maneira ou de outra quis esconder isto da gente. (arvore do conhecimento do bem e do mal (adão e eva)).

  • Alexandre

    Marcelo qual é a influencia do numero 9 nas nossas vidas??

  • decio martins

    Olá. boas!

    Me diga… a egrégora da “minha religião” é forte, grande, etc. Eu bato as botas… na minha nova realidade, ainda não totalmente acordado eu, naturalmente, devo ser atraído para esta egrégora e na minha cegueira temporária (ou não) vou acreditar que realmente aquela “catedral” ou “paraíso” realmente existem (nos termos da egrégora) e tudo que foi pregado na terra realmente era absolutamente verdade!!! Certo? Errado?

    (mesmo fazendo parte de um grupo avançado de estudos ou algo semelhante à AMORC, eles devem ter- consientemente – um lugar para receber os simpatizantes.. Certo? Errado?)

  • vitor

    Deixa-me ver se entendi.
    Egrégoras são como “forças externas” que podem alterar o resultado de uma partida, o humor de uma pessoa, decisoes de uma empresa dentre outras variaveis?
    Eu poderia afirmar, por exemplo, que existe uma egrégora “dos” maçons, que quando entram na loja eles iniciam um trabalho em prol de todos para que essa egrégora possa ajudar a atingir o resultando desejado?

    Já agradeço desde agora, e desculpe pela minha ignorancia, mas comecei a ler este blog faz pouco tempo e estou me familiarizando com as teorias.

  • Macaco de Tres Cabeças

    Marcelo, qual o sentido da vida ?

  • Harlley Rodrigo

    Bom Dia!

    Parabéns pela coluna.
    É possível disponibilizar os seus textos em arquivo pdf ou uma referencia de onde os encontrar, principalmente os mais antigos que não estão disponíveis no site. Gostaria também da indicação de alguns livros.

    Obrigado!

  • Lucas

    Olá, Marcelo!

    Em primeiro lugar, parabéns pela excelente coluna.

    Tenho duas pequenas dúvidas:
    1. Uma egrégora é eterna, ou, uma vez que fique “inativada” (por ex. uma empresa que fechou), se dissolve com o tempo?
    2. Tu já ouvistes falar dos Sete Raios e da Chama Trina? Pretendes mencioná-los na coluna?

    No mais, muito obrigado pelo conhecimento que tens nos transmitido, que vem me dando uma nova visão da vida.

    Todas as bênçãos Divinas!
    Lucas

  • CacauPE

    E o padre “que-medo” quando vai aparecer??/

  • dfhdsjfsd

    muito gata aquela japa meditando :love:

  • Felipe

    Em primeiro lugar, parabéns mais uma vez pela coluna…

    Uma dúvida que já vi comentarem aqui e que também me chama a atenção… …Tatuagens, qual a influência delas sobre os corpos? Já ouvi comentários “negativos” sobre o assunto mas gostaria de saber de fato quais são as influências.

    Obrigado..

  • Adinaldo

    Olá Marcelo!

    Gostei de seu blog, pena que começou bem e terminou tragicamente com temas que confundem o Esoterismo, como por exemplo: Magia Sexual (Thelema) e esse personagem movido a LSD, Pó e outras substâncias químicas (drogas) chamado Aleister Crowley.

    A Fraternitas Rosicruciana Antiqua [fundada por Arnold Krumm Heller] e a Fraternitas Rosae Crucis [fundada por Reuben Swinburn Clymer] são exemplo de duas escolas rosacrucianas que ensinam “magia sexual” aos seus adeptos, mas existem outras que poderia aqui citar. No entanto, também existem escolas rosacrucianas que são contrárias à prática da “magia sexual”.

    Costaria de acrescentar mais alguma coisa. Pelo que sei, a FRA só há pouco tempo atrás adotou a chamada Lei de Télema que, entre outras coisas ensina a tal prática de Magia Sexual. Mas pelo que tenho conhecimento, tal fato dividiu os membros da FRA e não são todos que aceitam tal ensinamento, pois ele é considerado uma perversão e anti-cristão, quando se fala em misticismo e esoterismo. Tal prática começou mesmo a ser divulgada no Ocidente (embora possa ter origens anteriores) pelo famoso bruxo inglês chamado Aleister Crowley, bem conhecido por crucificar sapos e batizá-los com o nome de Jesus Cristo, fazer Magia Sexual e orgias com prostitutas e homossexuais, além de ser um inveterado consumidor de cocaína, ópio, LSD e outras porcarias desse tipo; prefiro parar por aqui, pois me causa asco falar sobre A Besta 666, embora eu tenha mais informações estarrecedoras sobre a conduta pérfida dele. Contudo, o que escreví já serve de alerta para aqueles buscadores sinceros que se iludem com as pregações desse falso e perigoso profeta e sua montanha de livros, que considero o lixo do lixo do pseudo-esoterismo. Por fim, reflita sobre esse alerta: “As verdadeiras e autênticas Ordens Esotéricas jamais ensinam ou estimulam seus membros a praticarem Magia Sexual”.

    Abraços,
    Adinaldo

  • :hug: :coma: :skull: 😎 :jump: :rolleyes: :zzz:

  • Pingback: Lugares em que se tem inspiração » article » Saladas e Derivados()

  • :beer:sim, eu ainda estou lendo seus tópicos.

    eu gostaria de diferenciar o conceito ‘egrégora’ do conceito ‘arquétipo’.
    qdo Jung lançou o conceito de ‘arquétipo’ e de ‘inconsciente coletivo’ – conceitos semelhantes, mas não iguais – o q ele fez foi alinhar o pensamento da Psicologia Analítica ao pensamento de Mitologistas (como Joseph Campbell) e de Antropologistas (como Marija Gimbutas) d q os mitos são, na verdade, reflexos desse ‘inconsciente coletivo’ que dão forma aos ‘arquétipos’.
    uma ‘egrégora’ não demanda tanto esforço para ser formada quanto um ‘arquétipo’, muito embora sejam conceitos confundidos.
    a grosso modo nós podemos fazer essa comparação de mitos e comparação de religiões, mas é um desrespeito aos povos, às culturas e às religiões q estes mitos, Deuses/Deusas e mistérios antigos representam.

  • yoe lenon

    VALEU!!!!!!!!!e boa sorte!!!

  • Paulo Craici

    Tio Del Débbio, só tentando leigamente juntar idéias das colunas..

    Na parte que fala: “Durante o ato sexual, o homem assume o papel de Shiva e a mulher de Shakti.” Isso acho que é só “mitologia” pois não existiram tais Deuses certo?!, MASS.. ao fazer essa “simbologia”, naquele tempo, estariam compartilhando este pensamento(egrégora) e por isso tendo “resultados”.

    nota* só estou tentando formar um exemplo de como este fato(assumir/concentrar em um Deus inexistente) pode ter fundamento, e o porque passaria a ter “forças” este rito.

    VIAJEI D+???

    abraços

  • nay

    Olah descobri sua coluna a pouco e estou adorando!!! E gostaria de agradece pelos esclarecimentos, porém estou tentando continuar lendo as colunas que vc indica no começo da pag mas acho q o link esta quebrado, pois qdo clico aparece a msg de q naum existe!!! eu parei no 3° “aqui” . rsrsrsrsrrs
    si for possi vel reparar ……..
    Agradecemos e novamente parabéns.
    bjinhux bye

  • nay

    corrigindo!!!!!!!!!!!!! consegui acessar a pag !!!!! srsrs de qlqr forma agradeço

  • Pingback: Rafael Roman()

  • Pingback: Rafael Roman()

  • Muaricio Oliveira Mercadante

    Ora, onde por acaso, aprendeu Magia Sexual, caro Del Debbio?, Na O.T.O, não foi pois ninguém que pertenceu passou do quarto grau, alem do mais a Lojinha aleister Crowley, que deveria mudar para ARLS EXU MOR 3632, não é OTO, e a SOTO ao qual o Senhor Pacca pertence não é reconhecida nem pelo Califado e nem pela OTOF, ao qual eu pertenci, e que eu sabe nem da OTO tú es, agora se fala tanto de Magia sem saber porque obdece ao um elemental?, ao qual o magista deve subjuga-lo a sua Vontade, isso que você faz não passa de brincar com imaginação de gente estúpida e cretina que acha isso bonito mais Magistas como eu acha apenas que isso é alimentar o pior demonio que existe EGO, e você tá precisando de um Exorcista!
    Magus Baphometus CoS, e Frater Luciferi (O.T.O.F)

  • Explicando como os “camelôs da fé” realizam (em três etapas), a “Lavagem cerebral”, “Estupro da Mente” ou “Reeducação Ideológica” do místico, segundo a técnica criada em 1735 pelo presbiteriano Jonathan Edwards:

    1- Inicialmente, no chamado “Colapso forçado” ou “Descondicionamento”, rompe-se os laços do indivíduo com o seu passado e apaga-se o que possa prender o individuo as suas origens…
    2-Depois que o “Colapso forçado” desconectou a mente do místico do que vinha moldando as suas ações/reações; é feita a “Submissão e identificação”; onde o místico é estimulado simpatizar com o Pastor e achar que o Pastor seria o seu “Grande benfeitor” ou libertador.
    Pois o Pastor ou “Grande Irmão” o emanciparia de um passado tenebroso e lhe ofereceria a imperdível oportunidade de “Renascer”, poder levar uma “Nova vida” e de acreditar num amigo imaginário.
    Sendo que ao adotar o modo ensinado pelo Pastor, o místico se tornaria um dependente psicológico que funcionaria segundo as “orientações” do seu manipulador.

    3- Durante o “Recondicionamento” psicológico, o Reeducador “Reconstrói” a mente do místico segundo a ideologia que ele professa. E o místico uma vez “Reeducado” ou “Robotizado” passa a agir de forma teleguiada e segundo as diretrizes que lhe são transmitidas.

    A programação infiltrada pelos religiosos no cérebro mágico do místico, consiste em sugestionar o subconsciente do místico de maneira forte, constante e emocional; afim de que o místico termine acreditando nas versões mais absurdas; desista de querer contestar; e se torne uma maquina de repetição inconsciente.

    As técnicas usadas pelos grupos religiosos são semelhantes às que foram usadas por Hitler e as que os Chineses vêm usando com os que se atrevem contestar as regras do regime comunista.
    Pois a lavagem cerebral desses facínoras explora diversos instintos do psiquismo humano, tais como: O “Instinto de submissão ao líder”, o instinto do “Quem vem lá”? O instinto de conservação. O instinto gregário, os Conflitos emocionais, etc.

  • Essa matéria, realmente me ajudou muito na época que li, para o meu novo livro que será lançado neste ano: http://omundodeavalon.blogspot.com/

    Parabéns por fazer algo tão prazeroso, Marcelo! Os seus conhecimentos são fronteiras para abrir qualquer caminho, apenas deseje com que conseguirá. Até!

  • Renato” DM

    Olá Marcelo ! Gostaria de saber se você é Maçon ou DeMolay,porque vi algumas abreviaturas que são caracteristicas de lojas maçonicas (A.’.R.’.L.’.S.’.) e a propria palavra loja maçonica em negrito…Abraço !

  • Está aí uma coisa que preciso aprender: “calar” os pensamentos. Um dia chego lá e me junto a uma boa egrégora. =D

  • Está aí uma coisa que preciso aprender: “calar” os pensamentos. Um dia chego lá e me junto a uma boa egrégora. =D

  • Está aí uma coisa que preciso aprender: “calar” os pensamentos. Um dia chego lá e me junto a uma boa egrégora. =D

  • Fran

    Muito bom Marcelo!
    Sempre dou uma relida nos seus textos antigos…
    🙂

  • Ery

    Bom dia.
    Marcelo vlw mesmo, muita coisa ficou clara agora com esta otima coluna.

  • Pingback: #016DESCTRL – TEORIA DA CONSPIRAÇÃO | Descontrole Podcast()

  • Thathyany