Crítica Spotlight

Cine Verité por Rafaela Gomes

17 Diretores e seus atores favoritos

Todo cineasta possui suas peculiaridades e seu estilo de filmagem, que sempre envolvem um bom entrosamento com o protagonista da produção.

Crítica: Steve Jobs

Cine Verité por Rafaela Gomes

Brasil-e-Alemanha-bandeiras

60 impressões de um BRASILEIRO sobre a ALEMANHA

fernandoDOM

Gostamos tanto da ideia de “XX impressões de um brasileiro em algum outro país do mundo” que resolvi entrar em contato com alguns amigos que moram fora do Brasil para pedir novas contribuições.

Notei que os dois posts anteriores, sobre um francês no Brasil e um brasileiro na França, acabou gerando um certa polêmica. Gente se doendo, e até se ofendendo, por besteira. Menos pessoal, seria uma grande prova de inteligência saber levar isso como bom humor. Há aqueles ainda que gostam de contrariar e bate no peito dizendo “esse cara ta louco, aqui não é assim” ou “eu já tive em tal lugar e discordo totalmente. Não vi nada disso aqui”, importante ressaltar mais uma vez que as impressões é a visão particular de UMA pessoa. Impressões inclusive que podem mudar totalmente dependendo da região onde for morar. O francês Oliver se estivesse morando em Salvadora ou em Porta Alegre provavelmente teria feitos observações bem diferentes daquelas que fez por morar em BH.

Vamos às impressões do Fernando, que já contribui há algum tempo como Sedentário na sua coluna Hallo Leute! Fernando já mora a mais de 1 ano em Colônia, na Alemanha. Aguarde mais contribuições sobra a Irlanda, Inglaterra Japão e Itália.

_________________________________o___________________________________

Hallo Leute! Baseado nos posts do francês Olivier Teboul, que escreveu suas impressões sobre o Brasil, e do brasileiro Antonio Souza Neto, que escreveu as suas sobre a França, resolvi fazer também um post com um apanhado de curiosidades acentuadas entre a Alemanha e o país tupiniquim. Primeiro de tudo, quando me mudei para cá não tinha nenhum preconceito sobre o país. Conhecia apenas por documentários sobre a guerra e sobre o que aprendemos na escola, então minha única fonte de
comparação foi mesmo o Brasil e aos olhos de quem vê novidade em tudo. Após um ano vivendo por aqui formulei então 60 impressões sobre a Alemanha:

1. O que notei de cara, viajando entre norte, sul leste e oeste do país, foi a ‘regionalização’. O povo não é nacionalista (exceto quando o assunto é a seleção de futebol alemã), mas cada um acha que sua região é a mais bonita, que seu dialeto é o mais melódico e que seus castelos são os mais turísticos;

2. Toda cidade na Alemanha tem um castelo, mesmo que você consiga atravessar a cidade a pé em menos de uma hora e o castelo pareça uma kitnet da Av. Paulista;

3. Toda região e quase toda cidade tem uma fábrica de cerveja com marca própria e são todas ótimas, pelo menos as mais de 15 que provei até agora. Os alemães bebem cerveja em qualquer temperatura: Gelada, fria ou temperatura ambiente;

4. O que de longe mais impressiona, ainda mais para um brasileiro, é a regularidade dos alemães. Para eles os números do relógio entre os minutos redondos significam alguma coisa, então 13h47 é mesmo 13h47 e não 13h50 como é para os brasileiros;

5. A pontualidade também é um ponto forte. Se alguém marca de te encontrar às 18h21 a pessoa não chega nem um minuto antes nem um minuto depois e se acontece algum imprevisto ela sabe que provavelmente você tem um celular e que com certeza pode ser avisado do atraso;

6. Toda promessa é dívida, por isso se algum alemão te convidar para ir na casa dele, não espere que uma resposta como ‘vou sim, pode deixar’ seja aceita. Ele quer saber quando você poderá ir e qual será a programação. O mesmo vale se você combinar algum programa e ele aceitar, mesmo que a mãe dele morra ele aparecerá;

7. É comum levar um presente, mesmo que simbólico, para cada membro da casa quando se visita alguém;

8. Mas essa regularidade também tem seu lado ruim. Se alguma coisa sai fora do padrão, os alemães ficam meio perdidos e não sabem o que fazer. Experimente pedir Apfelsaft (suco de maçã) sendo que no cardápio só tem Apfelschorle (suco de maça misturado com água gaseificada), eles vão dizer que não tem e se você
explicar que é só não colocar a água com gás eles vão continuar dizendo que não tem;

9. O transporte público extrapola os limites de alcance. Você pode ir de trem para qualquer cidade e qualquer país que esteja em volta da Alemanha por preços mais baratos do que um voo doméstico, mas dependendo do percurso demora o dobro do tempo;

61857_windhoek-christchurch

Você viaja para onde eles querem

61857_windhoek-christchurch

A imagem acima é da Igreja de Cristo em Windhoek, capital da Namíbia, um lugar que raramente aparece em alguma revista brasileira de viagens. E quando eu digo raramente é só para não usar as palavras nunca e jamais. O caso é que Windhoek não está sozinha na estatística do desaparecimento de destinos.

Entre janeiro de 2010 e abril de 2013, a revista de turismo mais lida do Brasil publicou 40 edições. Em todo esse período a imagem principal das capas abordou cenas de somente 11 países dos quase 200 existentes, todos localizados em apenas dois continentes (América e Europa). Não há sequer uma capa sobre locais na Ásia, Oceania ou África.

Evidências como essa mostram que as escolhas no campo do turismo são tarefas ilusórias. Achamos que tomamos decisões com base em nossos gostos pessoais, mas na verdade nosso imaginário foi construído de maneira limitada, quase em uma proporção de 11 para 200. É o resultado de ter como base esses guias de viagem e revistas especializadas, logo essas publicações que são feitas para vender pacotes.

É uma realidade de mercado: o destino com mais grana para investir será sempre o mais indicado nos textos, afinal as publicações impressas não vivem de brisa. Já os destinos sem verba – mesmo aqueles muito bons – simplesmente não recebem destaque em revistas e saem das listas dos viajantes brasileiros. A capital da Namíbia é um bom exemplo.

Resta então o trabalho do viajante comum, aquele indivíduo que gasta sua própria grana para conhecer o mundo e compartilhar suas experiências em um blog perdido em meio à imensidão da internet. No entanto, mesmo os textos escritos por esses bem-intencionados indivíduos podem ser enganosos.

Pedra, papel e tesoura não é mais uma brincadeira inocente

Isso sim é um exemplo de reciclagem de materiais descartáveis para as crianças, além de ter todo um aspecto de revitalização cultural de brincadeiras antigas tirando as crianças da frente da tv e desse monstro violento e desvirtuador de inocentes que é o vídeo game.

Basta uma garrafa pet para adicionar emoção ao velho jogo de pedra, papel e tesoura e… caramba o moleque de azul não ganha UMA!

Ana Maria Braga é atropelada por carro inteligente

A saga Exterminador do Futuro já nos avisava que tornar as tecnologias muito inteligentes não era uma boa, o que esse pessoal esperava de um carro que anda sozinho e está sendo obrigado a participar de um programa ruim. Não deu outra… Vai ao chão a Ana Maria Braga atropelada pelo carro inteligente.

Eita nóis!!! Agora vamos para um breakzinho…

Clique aqui para ver o Funk da Ana Maria Atropelada!

Via: Samurai LOL

Dove mostra que as mulheres se acham menos bonitas do que são (Já os Homens…)

Numa ação bem bolada a Dove contratou um artista forense, que trabalhou anos produzindo retratos falados pro Depto de policia, para desenhar retratos de algumas mulheres, primeiros elas descreviam a si mesmas e depois eram descritas por um amigo. O resultado foi foi uma diferença impressionante:

Agora enquanto as mulheres se acham menos bonitas do que são, quando se trata dos homens…

O segundo vídeo foi uma paródia muito bem sacada da galera do newfeelingstime.

Tradução por mvpetri

cantadas

Cantadas Insanas

Esses caras tem uma missão muito simples e ousada, tentar pegar as gatinhas com as cantadas mais insanas e absurdas. Veja o resultado:

Será que cantadas como essas funcionariam no Brasil?

Tradução: mvpetri

Especiais

Japão em 2 minutos

Parceiros

Ocioso Sweetlicious Papricast naointendo ahnegao naosalvo Jogos online

Newsletter

Não perca nenhum post do Sedentário & Hiperativo!

Mensagens semanais e pontuais.