Crítica Capitão América: Guerra Civil

Cine Verité por Rafaela Gomes

A vida é dinheiro jogado fora

Lúcio e Sandra não eram exatamente amigos, mas andavam com a mesma galera. Certa tarde o pessoal marcou um bar para colocar a conversa em dia e o papo rolava descontraído quando Lúcio notou que o pára-choque do meu Uno Mille estava amassado...

Batman-V-Superman-Dawn-Of-Justice

Crítica Batman vs Superman: A Origem da Justiça ≈ Cine Verité por Rafaela Gomes

Essa cena já se repetiu consecutivamente na mente de muitos, assim como na minha. Você a vê, revê, analisa outra vez e se permite ser levado pelo único fragmento contínuo que garante fundamento para visualizar esse momento na cabeça: as páginas da clássica graphic novel “O Cavaleiro das Trevas”. O entrave emblemático entre Batman e Superman foi, primeiramente, desenhado ali, pelas mãos de Frank Miller. E uma vez nas mãos do leitor, ele ganhou vida para além das páginas, se delineando dentro do imaginário de qualquer apaixonado por histórias em quadrinhos. Mas ganhar vida nas telas foi muito mais complexo. Mesmo com as versões animadas que acalentam o coração de quem sempre pincelou essa luta mentalmente, apenas um embate de carne e osso supriria as necessidades das crianças e adolescentes das décadas anteriores. Hoje, testemunhas da passagem do seu próprio tempo, elas contemplam o desenrolar de uma história que, ainda que acompanhe a “velhice” de seus leitores, nunca foi tão jovem e atual, na adaptação intitulada “Batman vs Superman: A Origem da Justiça”. 

11908328

A vida é dinheiro jogado fora

 

Lúcio e Sandra não eram exatamente amigos, mas andavam com a mesma galera. Certa tarde o pessoal marcou um bar para colocar a conversa em dia e o papo rolava descontraído quando Lúcio notou que o pára-choque do meu Uno Mille estava amassado.

“Você não vai arrumar isso aí não?”, disse com aquela cara de “estou lhe julgando”. Eu sempre tomo cuidado para não ser desleixado em excesso, mas o conserto podia esperar. O dano não era tão grande e além do mais eu precisava segurar grana para garantir a próxima viagem. “Por enquanto vai ficar assim. Minha prioridade é viajar no fim do ano”.

Para Lúcio aquela afirmação era o puro horror. Dirigir um veículo com qualquer grau de defeito era o fim dos tempos, mas ter grana para arrumá-lo e optar por viajar era um absurdo completo. Em seu modo de ver o mundo o dinheiro bem gasto era aquele usado para comprar coisas. A comparação entre nossos estilos de vida era piada entre os amigos. Ele até concordava que também um dia viajaria para algum lugar, mas ia esperar para quando já tivesse conquistado sua estabilidade financeira.

Nesse dia no bar Lúcio estava especialmente empolgado por ter adquirido um apartamento novo. “Aluguel é dinheiro jogado fora”, afirmava com propriedade. Descreveu o valor da entrada e o financiamento em décadas, mas não se importava com o longo período. “Pelo menos estou pagando algo que é meu”. A Sandra ouvia a ladainha com atenção. Eu a conhecia muito pouco até aquele dia, pois normalmente não conversava muito. No entanto naquela tarde ela fez um discurso que nunca esqueci:

Olha Lúcio, a vida por si só é dinheiro jogado fora. Não há como ser de outro jeito. A cerveja comprada vira urina. A refeição paga logo vira merda. As roupas acabam, a gasolina evapora, o carro enferruja e os móveis se deterioram. Mesmo o que gastamos para adquirir conhecimento e vivências nos será tirado pela morte. No entanto, pelo menos essas memórias nos acompanharão pela vida toda. Portanto seu raciocínio está errado. Você investe em porcaria.

Todos se olharam com espanto sem ousar dizer qualquer coisa. Sandra bebeu um gole de cerveja e terminou sua fala da melhor maneira possível:

Além do mais Lúcio, a gente sabe que você pagou duas vezes o valor do seu apartamento em juros para o banco, então não venha com essa história de não jogar dinheiro fora!

Pedro Schmaus

street

Street Fighter na Vida Real

Numa produção com edição e efeitos especiais incríveis, e muito bom humor, a galera do canal RackaRacka fez um fantástico vídeo que não é só mais um Street Fighter na vida real. Confira:

Via: RackaRacka

cuba

Cuba: 7 momentos antes da visita de Obama

SONY DSC

No próximo domingo o presidente estadunidense Barack Obama fará sua primeira visita oficial a Cuba. Até agora esse é o gesto mais relevante no processo de reaproximação dos dois países. É difícil prever o que acontecerá daqui para frente, mas certamente as coisas vão mudar na ilha de Fidel Castro.

Há seis meses estive lá e pude testemunhar os últimos momentos dessa velha Cuba que começa a ficar para trás. O tempo foi muito curto e eu não ousaria tentar explicar país tão peculiar baseado nas observações feitas em apenas uma semana. De qualquer forma – sob o risco de desperdiçar um contexto tão relevante – me permito narrar as cenas mais marcantes observadas nas duas cidades que visitei. Sei que a própria escolha dos recortes já configura um juízo de valor, mas creiam que escrevi com o maior grau de isenção possível.