colunas

A vantagem é que não precisa assar antes para comer.

0 Comentários

Aí está um problema comum a tantos casais, a rotina sexual do casamento. Veja algumas dicas com o Morê e a Neguinha.

0 Comentários

Hallo Leute!

Hoje vou mostrar pra vocês um pouco da Bierbörse, uma feira da cerveja que é realizada pelas principais cervejarias da cidade de Colônia. Além de trazer as cervejas já consagradas de cada marca, elas trazem também novos sabores e também barracas com cervejas do mundo inteiro.

 Bierbörse   Feira da Cerveja em Colônia

0 Comentários

Com vocês a 9ª lista de vines brazukas!! É o Top Vines Brasil, uma seleção dos melhores de vídeos de 6 segundos produzidos por brasileiros, sejam com humor, montagens, pegadinhas ou mesmo vergonha alheia.

Quer mandar o seu? Indicar o seu Vine? Utilize a hashtag #Topvinebr ou o espaço dos comentários no blog!

Aproveita e assina o nosso canal, é só um clique: TOPvineBR!

Seleções anteriores:
Os melhores vines do Brasil! #2
Os melhores vines do Brasil! #3
Os melhores vines do Brasil! #4
Os melhores vines do Brasil! #5
Os melhores vines do Brasil! #6
Os melhores vines do Brasil! #7
Os melhores vines do Brasil! #8

0 Comentários

O já consagrado “12 anos de escravidão”, vencedor do Oscar de melhor filme deste ano, é um épico baseado no livro autobiográfico escrito em 1853 por Solomon Northup, filho de escravos liberto e nascido em Nova Iorque, mas sequestrado em sua cidade natal e vendido como escravo para fazendeiros na Louisiana.

A partir daí, Northup, homem sensível e educado, afeito ao violino, desce rumo ao abismo do trabalho forçado, do destrato frequente, da anulação de sua personalidade, da violência física sem limites durante os 12 anos aludidos no título.

Um quadro de agonia descrito pela primeira vez com verve na página 30 do livro: “Cheguei a pensar que morreria sob o açoite daquele amaldiçoado bruto. Ainda agora minha carne estremece sobre os ossos quando me recordo daquela cena. Eu me sentia inflamar, e meu sofrimento não poderia ser comparado a nada menos do que as abrasadoras agonias do inferno”.

 Melhor filme já feito sobre a escravidão

O cineasta britânico Steve McQueen, como já é de seu feitio desde os ótimos “Hunger” — talvez sua mais crua e difícil obra, sobre guerrilheiros do Exército Republicano Irlandês (IRA) pegos nos anos de tolerância zero do império britânico e que encontram na greve de fome o único modo de resistência — e “Shame” — uma reflexão melancólica sobre o esvaziar dos sentidos e afetos de nossos tempos, na perspectiva de um homem viciado em sexo –, desce aos círculos infernais na companhia de Northup e carrega consigo eu, você e quem mais estiver à frente da tela.
Continue lendo…

0 Comentários

Summerjam!

4 abr 2014 | por em colunas, Hallo Leute às 4:58

 Summerjam!

Hallo Leute!

Vai acontecer em julho o Summerjam Festival. Serão três dias de Reggae realizado num parque público em Colônia na Alemanha. O festival acontece desde 1986, quando tinha o nome de Jamaica Reggae Sunsplash, e traz os maiores nomes do ritmo reggae e hip hop.

 Summerjam!

Contando com dois palcos ao ar livre e três dias de festival, o Summerjam 2014 contará com uma área de preparada para 30.000 visitantes do mundo inteiro.

A ideia dos organizadores é apresentar, além dos artistas de reggae clássico e do hip hop, os novos artistas do gênero da Europa e Caribe.

LINE UP

SEEED – MARTERIA – JIMMY CLIFF - CHINESE MAN – ANTHONY B – KONSHENS
DUB INC – LEFT BOY – BARRINGTON LEVY - TANYA STEPHENS – IRIE RÉVOLTÉS – NNEKA - TRYO – MILKY CHANCE – JAH9 – MAXIM - KABAKA PYRAMID – CHRISTOPHER MARTIN - STYLO G – JOHNNY OSBOURNE – RAGING FYAH
DIE ORSONS – DILATED PEOPLES – THE SKINTS - SAM – KID SIMIUS – NAÂMAN – GAPPY RANKS
IBA MAHR – MISS PLATNUM – LUTAN FYAH - DUBTONIC KRU – PERFECT GIDDIMANI
META & THE CORNERSTONES – MARTIN JONDO - iLLBiLLY HiTEC – MELLOW MOOD

AMBIENTES
2 palcos ao ar livre - Arena de dança – Bazar - Chillout zone Summerjam!

O Hallo Leute irá fazer a cobertura e mostrar para você tudo que acontece num evento desse tipo. Para mais informações acesse o site clicando no banner do evento (em alemão e inglês) ou pelo facebook e twitter.

0 Comentários

 LÉO LINS quase apanhou no Japão

E aí pessoal? Tranquilo com vocês?
Recentemente, houve um tour de dez dias de shows de stand-up aqui no Japão organizado pelo comediante Luiz França. O show contou com a presença de Léo Lins que finalmente conseguiu vir ao território nipônico. Léo que foi alvo de muitas críticas e ameaças devido suas piadas. Ameaças acarretadas e influenciadas por um vídeo extremamente tendencioso publicado em uma página de uma comunidade brasileira no Japão que culminou na negação de seu visto (fato que eu também já comentei a respeito aqui nesta coluna há cerca de oito meses). Lins com o medo do ‘perigo’ iminente, seus amigos de stand-up se aproveitaram da situação dando-lhe uma trollada épica, gerando uma certa tensão e risadas ao final. Veja a “confusão” no vídeo em mais um Japão em 2 Minutos. Soca o dedo no play e assiste aew!

Bom vídeo a todos!

Siga-me no Twitter: @BrenoYudi
Forte abraço!

0 Comentários

Striptease para Iniciantes

2 abr 2014 | por em Mete a Colher às 18:04

Quase tudo o que você precisar saber para fazer um striptease como uma diva para o seu parceiro.

0 Comentários

 Sexual Personal Trainer

TEXTO COM CONTEÚDO ADULTO (+18 ANOS)

Na estrada conhecemos muitas pessoas, algumas delas sempre têm uma boa história para contar. De todos os relatos que já ouvi durante minhas incursões, o mais incrível chegou até mim em Hong Kong.

Cheguei lá no meio de uma tarde chuvosa e sem hospedagem certa. Vaguei no centro um tempo e me deparei com um lugar chamado Chungking Mansion. Basicamente um prédio comercial com cerca de catorze malandros por metro quadrado. Na porta eles ofereciam de tudo, de hotéis baratos a comida do Paquistão. Segui umas placas e achei no oitavo andar uma guesthouse de nome Beverly Hills. A estrutura era cômica a ponto do meu quarto não ter porta. Tive que aguardar uma hora até que um velho chinês instalasse uma nova. A essa altura já era noite, mas, mesmo depois do tempo no avião e de um banho quente, ainda não sentia sono algum. Provavelmente o fuso.

Resolvi conhecer as imediações. Os malandros continuavam lá em seus negócios, aparentemente algumas putas novas das Filipinas tinham chegado. Um deles era um malês de quase dois metros de altura. De alguma forma ele sabia que eu era brasileiro e veio puxar conversa. Pedi que me sugerisse um bar nas proximidades. Ele indicou o fim de uma rua a dois quarteirões de distância. Uma chuva fina insistia em sacanear, porém nada que pudesse ensopar meu casaco. Segui em meio à turba, me sentia num daqueles filmes cyberpunks. Em Hong Kong tudo é pintado de neon, tudo é multidão, há pessoas de todo canto do planeta.

O bar indicado pelo malês foi fácil de achar, um pub de estilo pretensiosamente inglês. Pedi uma Amstel e passei a observar a fauna. O ambiente era escuro e parecia vazio, exceto por um casal um tanto atípico ao fundo. O homem era um asiático alto e musculoso, muito bem vestido, traços de coreano. A mulher, uma loira da qual eu não via a face, mas podia perceber que era muito obesa. O cara a beijava com gosto, passava as mãos por tudo, ela estava por toda parte. O esfrega durou meia hora, até a moça partir pisando com desajeito em algumas poças d’água com letreiros refletidos.

O coréia acenou para a namorada e depois sentou-se comigo. Perguntou se eu falava inglês, guardava uma expressão de desabafo.

“O que achou da garota?”

Já com três cervejas no sangue e dominado pelo jet lag, respondi da maneira mais educada possível:

Continue lendo…

0 Comentários

“Hallo Leute! Acontece um evento na Índia um evento induísta chamado Holi. Também conhecido como o Festival das Cores e Festival do Amor, as pessoas saem às ruas jogando tinta umas nas outras no pico da primavera.
Como tudo que chama atenção gera dinheiro, um grupo comercial trouxe a ideia do festival para um evento de música eletrônica realizado em vários países pelo mundo.
No vídeo de hoje mostro pra vocês como foi o evento em Colônia, na Alemanha. Bom divertimento!”

0 Comentários

 Viajar para fora e voltar falando mal do Brasil

O brasileiro médio admira sobrenomes. Não estou falando dos tipos comuns como Oliveira, Carvalho, Santos ou qualquer um da Península Ibérica. Refiro-me a sobrenomes de pronúncia complicada, provenientes da Itália, Alemanha ou Japão, coisas como Brauer, Morin, Petrucelli, Leiko, Massini ou Kimura.

Não sei onde surgiu esse entusiasmo, mas de fato o pessoal acha lindo. Ter um desses parece coisa de gente fina e educada. Há orgulho e um senso de diferenciação, como se os donos desses sobrenomes fossem portadores de uma nobreza que os meros Silva jamais possuirão. É como se tivesse uma “ascendência de primeiro mundo”, algo que os torna distintos do resto da massa miscigenada.

Eu tenho um colega assim, o Thomas Eichelberger. Ele é brasileiro, mas descende de alemães. Sempre que pode reclama do Brasil. Acha o país subdesenvolvido e maldiz o dia em que sua família deixou a Europa. É doido por um passaporte alemão. Não sabe porque ainda mora aqui, só fala em se mudar.

Certo dia estava caçoando de um senhor que falara “pobrema” em uma entrevista na TV. O sobrenome do homem era Silva e Thomas logo fez piada, dizendo que só podia ser “um Silva mesmo”. Nisso seu avô escutou a conversa e soltou o seguinte:

Thomas meu filho, entenda uma coisa. Nossa família deixou a Europa porque era paupérrima. Chegamos aqui no Brasil para ganhar a vida na roça, mal éramos alfabetizados. Para cá não veio gente bem-sucedida ou da realeza. Você já viu algum rei cruzar um oceano para vir criar galinhas ou plantar alface? Não seja bobo. Eichelberger pode parecer um sobrenome especial aqui, mas na Alemanha somos Silva como esse homem na TV.

Milhões sofrem do mesmo mal de Thomas e não importa se os seus sobrenomes são considerados diferentes ou não. São pessoas que sempre colocam o Brasil em uma posição de inferioridade se comparado com o resto do mundo, mesmo que isso não seja verdade. Gente tomada por um problema que Nelson Rodrigues chamou de complexo de vira-lata.

Continue lendo…

0 Comentários

Programa do Breno #1

21 mar 2014 | por em Japão em 2 Minutos às 11:30
 Programa do Breno #1

Faaaaala galera do Sedentário & Hiperativo! Tudo bem com vocês? Sentiram saudades deste gordo que quando aparece no feed do blog, te faz torcer o nariz? Bom, há dois meses, eu tive problemas no meu canal antigo com a minha network e tomei a decisão de parar de produzir vídeos para ele. Ainda está aberto com todos os vídeos, mas dificilmente será atualizado, pois eu abri este novo canal com um programa (quase que mensal). Neste programa, eu falo de vários assuntos, leio EMAILS do pessoal e é claro, o que não pode faltar, o JAPÃO EM 2 MINUTOS do xêrôzo e tesudo S&H.

Hoje, teremos dicas de aplicativos (03:08), opinião a respeito da música gospel infantil (BIZARRA) Deus Nos Amou (07:02), teremos também um comentário bem breve sobre o Orvalh… digo…  Olavo de Carvalho (10:22), leitura de EMAILS (13:34) e JAPÃO EM 2 MINUTOS (17:05).

SOCA O DEDO NO PLAY E ASSISTE AEW o/

::LINKS DE COISAS CITADAS NO VÍDEO:: Continue lendo…

0 Comentários

É sexta! A semana está acabando! Mas enquanto isso fiquem com o 8º vídeo do Top Vines Brasil, uma seleção dos melhores de vídeos de 6 segundos produzidos por brasileiros, sejam com humor, montagens, pegadinhas ou mesmo vergonha alheia.

Quer mandar o seu? Indicar o seu Vine? Utilize a hashtag #Topvinebr ou o espaço dos comentários no blog!

Aproveita e assina o nosso canal, é só um clique: TOPvineBR!

Seleções anteriores:
Os melhores vines do Brasil! #2
Os melhores vines do Brasil! #3
Os melhores vines do Brasil! #4
Os melhores vines do Brasil! #5
Os melhores vines do Brasil! #6
Os melhores vines do Brasil! #7

0 Comentários

Mais 15 perguntas sobre sexo

20 mar 2014 | por em Mete a Colher às 19:48

Quem responde melhor, Morê ou Neguinha? Você decide!

0 Comentários

Nosso correspondente internacional na Alemanha, Fernando Silva, segue agora para o Mittelalterlich Phantasie Spectaculum, o maior festival da Idade Média na Europa.

“Após merecidas e longas férias de fim de ano o programa está voltando com tudo. Pretendo postar com mais frequência e vídeos mais interessantes, não só com eventos internacionais, mas também com festas e curiosidades regionais que não são normalmente divulgadas na mídia.

Espero que gostem nessa nova temporada de vídeos. Ah, e a camiseta que estou usando no começo do vídeo é da NSFW. Acesse o site para conferir essa e muitas outras estampas.”

 Mittelalterlich Phantasie Spectaculum: Festival Medieval na Alemanha

0 Comentários