A Médium que Enganou Chico Xavier

“Eu vi ao nosso lado o espírito de Emmanuel, que naturalmente você conhece. Então, ele se referiu que a nossa reunião lembrava aquele grande dia de Jerusalém quando os discípulos, de portas fechadas (conforme a palavra indiscutível do Evangelho) receberam a visita de N.S. Jesus Cristo, plenamente materializado depois da crutificação. Então, disse o nosso Emanuel, que guardadas as proporções, muito longe de querermos comparar a reunião nossa com a reunião apostólica, disse que ele o fenômeno da recorporificação do Cristo lembrava o da Irmã Josefa e do nosso amigo dr. Alberto Veloso que foram os espíritos que se materializaram no consultório”. — Chico Xavier

O que você vê na fotografia acima? Eu vejo um homem com panos, como gaze, saindo de sua boca, amparado por outra pessoa totalmente coberta de véus, incluindo um capuz incluindo uma viseira — similar a uma burca. E ao lado das duas figuras, que a fotografia em nada sugere serem algo sobrenatural, está ninguém menos que Chico Xavier.

O próprio Xavier expressou uma opinião diferente dos fenômenos que presenciou, e é o que citamos através de Jorge Rizzini no trecho acima. Para Chico Xavier, ou melhor, a seu guia Emanuel, a seu lado estaria o espírito materializado da “Irmã Josefa”, em um feito, “guardadas as proporções”, lembrando a própria ressurreição de Jesus.

Emanuel, ou melhor, Chico Xavier, estava enganado.

Otília Diogo e a Irmã Josefa

Comecemos pelo final, e pelo fato que todos, independente de sua crença ou descrença, reconhecem. Em 1970, uma senhora chamada Otília Diogo foi pega no ato.

Conhecida por supostamente “materializar” espíritos diversos, notoriamente o da “irmã Josefa” bem como do “doutor Alberto Veloso” em sessões realizadas às escuras e que muito impressionavam aos crentes, ocorre que Diogo queria tirar as rugas de seu rosto. E para tal, confiou que um médico espírita faria o trabalho muito terreno em troca de algumas de suas fantásticas materializações.

Com o que Diogo não contava é que o médico não era tão ingênuo, e pouco convencido com o que viu, ficou desconfiado com a maleta que a médium levava. Resolveu abri-la. Lá dentro encontrou todos os apetrechos usados para as “materializações”, dos véus, passando pelos terços e até mesmo a barba postiça do “doutor Veloso”.

Exposta e confrontada, Diogo vociferou palavrões, mas ameaçada de ser levada à polícia, finalmente confessou a fraude. Era realmente tudo um embuste.

No entanto, a confissão veio com um detalhe: Otília só teria começado a fraudar em 1965. Antes disso, alega que realmente teria poderes autênticos, realmente materializaria espíritos.

Por que esse detalhe é importante? Porque é o detalhe que envolve as materializações de Uberaba e alguma das principais figuras do espiritismo brasileiro.

Louvado seja!

Em 1964 Otília Diogo protagonizou seu show na presença de muitos. E entre estes muitos estavam Chico Xavier e Waldo Vieira de um lado, e os repórteres da revista Cruzeiro de outro. A extinta revista dos Diários Associados tinha então uma influência que mesmo hoje nenhuma publicação pôde igualar, conseguida através de uma tiragem impressionante. E para vender tanto, podemos dizer que o Cruzeiro não mantinha um rigor jornalístico muito elevado. O primeiro e mais famoso disco voador da história de nosso país não sobrevoou a Barra da Tijuca, mas foi uma invenção das mentes e laboratórios fotográficos do Cruzeiro.

Com as materializações de Uberaba tendo Diogo como centro e Xavier e Vieira como ilustres coadjuvantes, pode-se dizer que lucraram todos: com a polêmica, o espiritismo ganhou projeção — como o próprio Vieira comentou posteriormente — e o Cruzeiro ganhou o que sempre lhe interessou, vendagem primeiro promovendo o mistério, e então o expondo. A polêmica se estendeu enquanto espíritas, representados principalmente por Jorge Rizzini, defenderiam as materializações de Diogo.

"Foto do espírito materializado Irmã Josepha, rara foto de rosto descoberto (Campinas - SP)"

 

Até hoje espíritas alegam que as fotografias das sessões de Uberaba, ao contrário do alegado pelos repórteres do Cruzeiro, não só não denunciariam truques, como comprovariam feitos sobrenaturais. Nisto, penso que a crença se sobrepõe à pura e simples observação. Apesar da publicação não ser notória por seu rigor e mesmo ética jornalísticos, as fotografias, analisadas mesmo por um verdadeiro perito, sim evidenciam que o espírito masculino do “doutor Veloso” apresenta os mesmos traços faciais de Otília, e mesmo o volume de um busto.

Imagens onde o “espírito” aparece rente às grades, com várias partes dos véus jogadas para o lado de fora da “jaula”, são promovidos como registros do espírito atravessando as grades. Mas é evidente que a pessoa muito sólida, que chega mesmo a segurar uma Bíblia entregue por Xavier e Vieira, não atravessa nenhum vergalhão. Simplesmente estende seus braços para a frente. Apenas a fé, e a fé cega, enxerga algo sobrenatural nestas imagens.

Confrontados com essas observações, apologistas das materializações de Uberaba alegam que as fotografias poderiam ter sido forjadas, ou mesmo que seriam ambíguas. Isto é, se não comprovariam nenhum feito sobrenatural, tampouco comprovariam a fraude.

O Fotógrafo dos Espíritos

Em um novo livro publicado postumamente, um dos fotógrafos e principais envolvidos com as peripécias de Otília Diogo divulga imagens inéditas. Nedyr Mendes da Rocha defende os fenômenos, mas as imagens que divulga, em minha opinião, só reforçam o que já deveria ser óbvio: nunca houve evidência de algo sobrenatural nessas sessões.

A imagem acima é descrita como “Nestor [pai de Nedyr] e o espírito materializado Dr. Alberto Veloso (Campinas – SP)”. Há alguma dúvida de que o que se vê claramente nas imagens é ao invés uma mulher, a própria Otília Diogo, com o volume de seu busto, usando barba postiça e uma touca que mal esconde o volume bem como a cor de seus cabelos?

Antes de Uberaba Otília já fraudava. Depois de Uberaba, Otília fraudava. As fotografias das sessões de Uberaba mostram a “Irmã Josefa” como idêntica a Diogo, bem como o “dr. Alberto Veloso”, sempre com o volume de seus seios. Que lógica levaria alguém a não concluir que as sessões de Uberaba presenciadas e garantidas por Chico Xavier e Emanuel também foram uma farsa?

Décadas depois, o próprio Waldo Vieira diria que as sessões realmente foram truques. Defensores das sessões de Uberaba alegam que Vieira estaria, hoje, mentindo, e que a palavra de Chico autenticando o caso deveria se sobrepor a todas as outras declarações, incluindo às fotos. Atacam Vieira, atacam o Cruzeiro. Lembram como as roupas de Otília Diogo teriam sido rasgadas, em uma história contada por Jorge Rizzini.

A história dramática dos repórteres tentando desmascarar a médium violentamente soa bem como um romance, mas contrasta com a “confraternização no encerramento da sessão com os repórteres e fotógrafos” registrada por Mendes da Rocha, e em verdade, mesmo entre aqueles que defendem as sessões de Uberaba não há confirmação ao evento. Pelo visto não foi apenas o Cruzeiro que se aventurou a dramatizar eventos.

Não há evidência razoável de que Otília Diogo realmente materializasse algo, a despeito de todo o endosso que recebeu e toda a legião de defensores que possui até os dias de hoje. A evidência aponta justamente, e muito claramente, a trucagens precárias e uma dissonância cognitiva através da qual toda evidência de fraude foi automaticamente interpretada como evidência de algo sobrenatural.

Chico Xavier, que atribuiu a presença de Emanuel e associou o caso à própria ressureição de Jesus, estava enganado. Muitos, ao defender o caso, continuam enganados. Tudo o que vemos nas fotos é tudo o que vemos nas fotos: uma mulher coberta de panos e por vezes uma barba postiça.

– – –

Leia Mais:

  • Guaipeca

    Cara, aqueles tempos eram muito inocentes. Claro que vamos ver muitas de nossas dúvidas expostas tão ridiculamente quanto essas no futuro, afinal, a tendência é evoluir a sabedoria e desbravar mistérios. Teoricamente. Daqui 50 anos vão olhar e pensar “como não tinham pensado em carros voadores” e “como eles acreditavam nessas explosões ridiculas que nem faziam as sombrancelhas queimarem ou tinham cheiro no cinema”.

    Mas essas fotos são muito na cara, não tem como acreditar em algo assim, pra época devia ser algo de outro mundo, como os efeitos toscos de Guerra dos Mundos e as fotos de lobisomens, prefiro pensar assim. Ou pelo menos ficar indignado com o que a mídia faz e sempre vai fazer pra ganhar uns centavos a mais… Acho que é mais digno de nota isso que desmitificações religiosas.

  • Nossa, jura que ali não mesmo um espírito materializado? Puxa vida, que decepção! Descobriram tudo, que peninha… 🙂

  • bw

    Quem se importa?

    • Raimundo

      A vovozinha…

  • Muitos espíritas poderiam aprender um pouco de ceticismo (lembrando que Kardec sempre foi cético) e admitir que essa mulher, se é que um dia foi médium genuína, claramente fraudou vários “eventos” desse tipo… Assim pouparíamos a memória de Chico sendo constantemente associada a esse caso, um dos poucos (senão o único) em que, conforme bem demonstrado em “As vidas de Chico Xavier” [1], o pessoal da Cruzeiro conseguiu associá-lo a fraudes.

    [1] Do jornalista, cético e ateu – pelo menos o era na época em que escreveu -, Marcel Souto Maior. E que deu origem ao fime “Chico Xavier”.

    • Leonardo Borges

      Eu sou espírito e afirmo: creio na possibilidade do fenômeno de materialização. Mas não acredito NESTAS materializações.

      • Eduardo

        OH LORD! temos a prova que espíritos existem. E acompanham o Sedentário!

  • fala kentaro!

    mt bom o post! essa historia já está bem passada.

    mas se prepara pra chuva d pica mermão.
    abração

  • davidr

    Entao quer dizer se um dia eu errar um cálculo numa aula de matemática tudo o que eu aprendi terá sido em vão?
    Achei que tinham passada dessa parte de que se existe um unico charlatão, a lógica dita que todo o resto seria charlatão tb.

    Seria surpreendente analisarmos a vida dele sem achar um erro sequer, algo assim é absolutamente natural.
    Então como esse texto não vai mudar uma única vírgula na opinião de ninguém e o ganho real foi nulo, foi uma enorme perda de tempo coletiva.
    Mais eficiência por favor, porque com algumas exceções essa coluna realmente tá perdendo a linha e o crédito.

    • O Charlatão

      são pessoas como você que deixam meus dias mais felizes, davidr. continue assim! =D

    • Marcos A. S. Almeida

      Têm certeza que você leu o texto? Está escrito : “Até hoje espíritas alegam que as fotografias das sessões de Uberaba, ao contrário do alegado pelos repórteres do Cruzeiro, não só não denunciariam truques, como comprovariam feitos sobrenaturais”
      Errar sim,é natural. Negar um erro evidente,não.

    • Runnerba

      Todos charlatães, muito embora com “objetivos nobres”. TODOS.

    • André “Barbie” Garcia

      Não sei se o seu entendimento das coisas é maior (ou diferente) do meu, mas não achei que a imagem de Chico Xavier foi denegrida nesse post…

    • Mateus

      Davidr,

      Vc errar na vida é uma coisa, fraudar é outra completamente diferente. Ainda mais se tratando de um médium que recebe espíritos.

      Uma coisa seria o Chico vir e dizer que segundo sua crença é possível materializar um espírito. Outra coisa bem diferente é ele ter fraudado isso. Pois isso poe em descrédito tudo que ele disse a respeito do espiritismo, afinal Emmanuel tb atestou que isso era verdadeiro. E se foi falso? Como fica Emmanuel nessa história? Será que um espírito não consegue saber se o que ele está vendo é uma pessoa morta ou viva?

      Se Emmanuel atestou uma fraude como certa, então tudo o que ele disse ao Chico tb pode ser mentira. Ou pior, Emmanuel pode ser fruto da imaginação de Chico… Aí é que está.

      É bem diferente de se errar um cálculo de Matemática.

  • davidr,
    o Chico cometeu diversos plágios em suas obras, nunca psicografou nada. O Emmanuel sequer existiu. Acessa o blog “Obras Psicografadas”, há muitas provas lá: http://obraspsicografadas.haaan.com/

  • Emmanuel

    Tem uma história do querido Chico, contada por seus amigos que diz o seguinte: Uma vez um homem transtornado entrou no Grupo da Prece e vociferou contra o Chico que a reencarnação não existia, e colocou inúmeros argumentos. Todos esperavam um debate árduo do médium quando ele responde: Realmente meu filho, não existe reencarnação. Tudo feito para não irritar o pobre rapaz.
    Passado algum tempo, o rapaz retornou a Uberaba e encontrando o médium lhe disse: Chico, existe reencarnação, e expos inúmeros argumentos. Chico olhou para o rapaz e concordou: existe reencarnação.
    Chico era assim, não ofendia, não irritava. Vivia a vida para não magoar as pessoas.

    Quanto às fotos, recomendo o livro MATERIALIZAÇÕES LUMINOSAS, de Ranieri. Algumas fotos ali expostas não foram feitas na presença do Chico, bem como nem todos os casos de mediunidade são de fato espirituais.

    Atento ao que se comenta. Não misturar as materializações ocorridas em Pedro Leopoldo e em Uberaba com qualquer manifestação dita de materialização. Reitero: algumas fotos estampadas não ocorreram em nenhum desses dois momentos.

    • Felipão

      Pra mim, o que irrita em espíritas é essa aura de “ciência-religião” que eles dão para o ingênuo e farsante compêndio de crenças supersticiosas que eles promovem. Estudei em colégio espírita, tenho pais, primos, tios espíritas, frequentei centros e a minha opinião é que não diferencia de nenhuma outra religião. Conheço centros que mais parecem igrejas evangélicas e apesar de eu saber a ofensa que é pra um espírita ser comparado com um crente, eu sempre me impressionei com o pouco de ciência que encontrei no espiritismo. Não me levem a mal, eu sei que a maioria dos espíritas são pessoas legais com boas intenções, mas a sua religião como CIÊNCIA falha e falha epicamente. Você precisa crer (e muito) para poder afirmar que os fenômenos que vocês atestam são reais.
      E, ah, se vocês pesquisarem um pouquinho mais saberão que o profeta de vocês, Chico Xavier, foi uma farsa. Das brabas.

      • JANDIRO

        Falar, emtindo juizo do que não se tem o devido domínio, que no caso em tela trata-se da espiritualidade e religão como verdades absolutas, é pseu-senso de causar vertígem, haja vista que vias de regra raro é, uma autoridade religiosa ser um cientista ou vice-versa. Talvez seja mais prudente ter a espiritualidade e a religião como fatos que podem ser ou não apreciados por alguns no seu todo ou em parte, pois certamente a evolução é o caminho mais suave para a consciência plena de que muito e muito teremos que evoluir.

      • Ernesto

        Estude método Científico e use-o como Kardec usou, para depois falar de ciência.. No mais, sobre filosofia e religião….nada se comprovará nesse plano,portanto…Não tenha tanta certeza de nada…

        • Ernesto

          o comentário acima foi para Felipão!

          • Shunyatta

            Z. Estimado amigo, Kardec nunca usou o metodo cientifico nas suas analises. Não há nenhuma evidencia disso, nenhum documento, ou estatisticas. Para você, o que é metodo cientifico?

    • Mateus

      Emmanuel, acho isso uma bela desculpa, mas se nos remetermos à biblia, podemos tb citar Jesus que disse que veio ao mundo para confundir os homens… 

      Daí podemos afirmar que Chico fraudou à mando de Deus, para confundir as pessoas…

      Vc pode utilizar isso como desculpa para defender o seu querido Chico…

    • Joel

      Como disse o amigo Emmanuel, cada um crê em seu tempo.. Se o escritor deste post houvesse se preocupada em estudar o espiritismo a sério, e não através da internet, saberia a fundo a natureza das materializações.. Embusteiros existem aos montes, nas religiões, nas escolas, nas ruas.. Mas tomar um caso por todos, é sem dúvida maneira de errar. Se quiser estudar e conhecer com seriedade, leia as cinco obras de Kardec, estude os livros de Chico Xavier escritos por André Luiz, se depois de tudo encontrar uma só contradição que seja, volte a escrever para nos falar sobre ela

      • Shunyatta

        Eu estudei todos os livos de kardec e existem erros sim. O proprio metodo adotado por kardec é falho. O uso do metodo da “coerencia” ou bom senso deixou de ser ciencia no final do seculo XIX por ser subjetivo.

  • zerodoisum

    Cara, o pior é que as pessoas QUEREM ser enganadas e ficam PUTAS quando alguém tira delas suas ilusões.

    Uma fraude RIDÍCULA dessas e ainda vem um dizer que isso não pode servir de parâmetro.

    As pessoas subestimam a capacidade do cérebro humano de imaginar coisas que não existem e criar um contexto de memórias falsas que justifiquem esses enganos.

    Continuam a ver rostos em marte, apenas por costume e conveniência.

    • Rafael

      100% de acordo

  • Betovis

    Se você errar um cálculo, quer dizer que você não prestou atenção no cálculo. Se alguém te mostra que você errou um cálculo, quer dizer que aquele cálculo estava errado. Talvez você não tenha interpretado direito.

    Bom post, serve pra nos lembrar que ter fé não significa fechar os olhos pra verdade… principalmente quando a verdade é ridiculamente óbvia.

    Parabéns mais uma vez pelo post.

  • Sepret

    Me impressionol o fato de até o espiríto guia do Chico ter sido enganado. Pelo visto depois da morte só há comunicação dos mortos com os vivos, entre eles reina a falta de informação mesmo.
    Muito bom o artigo.

    • Mateus

      Sepret, compartilho da sua opinião. Isso pra mim prova muita coisa. Prova que Emmanuel não existe, era fruto da imaginação de Chico. E se assim foi, todos os livros e cartas de parentes mortos tb foram imaginação…

  • mack

    a médium enganou chico xavier e chico xavier enganou terceiros, uhauhauha

  • Montalvão

    O texto está muito bem elaborado e esclarece o que muitos espíritas não querem ver: Otília era fraudadora e, o evento nos dá margem para afirmar que, materializações de espíritos não existem.
    .
    Apenas discordo da afirmação de que Chico teria sido enganado. Se fosse assim, não seria ingenuidade do homem de Uberaba, sim burrice. Não podemos esquecer que o próprio Chico possui histórico altamente suspeito no quesito materialização, pois durante certo tempo patrocinou a “materialização” de um espírito denominado “Sheila”, também esteve presente quando da alegada materialização de Emmanuel (como materializar quem não existiu?), e, ainda, “materializava” perfumes. Portanto, tudo leva a crer que CHICO SABIA DA FRAUDE e com ela foi conivente.
    .
    Quem tem ouvidos que veja e quem tem olhos que ouça…

  • Daniel

    Eu sou Espírita.
    E é óbvio que isso é uma fraude…

    Mas o espiritismo não se apega a “materializações” e outros “efeitos”, seu único e principal objetivo é o amor, caridade e a reforma moral, o resto sempre será o resto.

    Não se cobra valores, não perseguimos efeitos fantásticos, nem milagres e curas.

    Além de que, o espiritismo não “prega” a “fé cega”, e sim que seja possível raciocinar e pensar a respeito, ser cético desde o começo até que seja possível saber qual a verdade.

    Se o efeito pode ser reproduzido novamente, com o devido estudo, ficaria “comprovado” sua existência, se o foi feito de forma obscura, não tem valor algum.

    Mas enfim, esse é um dentre tantos os motivos que o espiritismo não almeja de forma alguma praticar efeitos físicos, ainda mais hoje que é muito mais fácil criar esses efeitos.

    Bom texto, mas nada demais, talvez para quem desconheça o espiritismo, cause certa repulsa, mas aí estariam caindo na mesma “fé cega”, ao acreditar fielmente no seu texto sem antes procurar conhecimento sobre o que está sendo discutido.

    • Kaliana

      Faço minhas as palavras de Daniel.

      O espirtismo cresceu juntamente com esses “milagres”- como alguns chamariam – demonstração de fatos inacreditáveis… Mas isso NUNCA foi a base do espiritismo, então, para quem é mesmo espírita, tanto faz essa matéria. Para quem ainda pensa que espiritismo se resume a mediuns, desencarnados, almas, comunicação com o outro mundo, a matéria pode ser útil…

      Pelo menos é assim que eu vejo, que eu sinto, a parte menos importante para mim em um centro espirita é a mediunica.

      • Shunyatta

        Kaliana, O uso e abuso destes truques propriciaram o descredito e a queda do espiritismo na europa e usa. Basta procurar um pouco para ver que na França, fotos como essas desacreditaram o espiritismo. Da mesma forma, as descobertas da ciencia foram enterrando as revelações dos livros doutrinarios escritos por volta de 1860

  • Paulo Victor

    Isso me lembra o caso das fadas de Cottingley, onde as duas meninas fizeram desenhos à mão de fadas e tiraram fotos, e até hoje tem gente que acredita que as fotos eram reais.

  • Iguaçuense

    E o Valdo Vieira? Que apesar de ter se afastado desta linha continua na ativa.
    A Conscienciologia empregada por ele de que maneira poderia ser comparada aos argumentos abordados nesta matéria?
    Viagens conscienciológicas para outros planetas, formas de evoluir a partir de treinamentos de projeção e etc….
    Pode parecer distante mas acho que valeria uma 2a Parte explanando as vertendes depois deste episódio.

  • Tiago

    Vocês já pararam para pensar na informação sendo, propagada hoje já e difícil de falar de mediunidade e espiritismos, imagina naquele tempo, Chico foi enganado ou deixou ser? Usou a mídia para levar informação abrir olhos levar curiosidades a busca de conhecimento.
    Sabedoria. E para poucos.

  • Anonimo

    Então agora, a coluna descobriu a roda?? “Dúvida razoável” do propósito de um post tão tendenciosamente desastroso, que como disseram alguns, coloca em dúvida não a crença numa religião ou algo do tipo, mas da própria credibilidade da mesma que apenas quer pegar carona na “onda espírita” para se autopromover. Lamentável.

  • João

    cadê os poderes mágicos e os amigos imginá… quero dizer os auxiliares espirituais nessas horas pra avizar ao Chico?

  • Adorei o post. Como espirita praticante, achei fantastico, bem escrito e traz luz a muitos fatos obscuros; que, realemente, parecem ser ignorados por muitos espiritas.

    Obrigado!

  • Jorge

    Percebo muita inocencia no amigo Kentaro. Um textinho falacioso, sem embasamento nenhum, tirando a foto do contexto para tentar vender uma bandeira pseudo-cética sem explicar nada. “eu vejo uma mulher de Burca”. Tá, e dai? voce vê o espírito materializado. Uma vez materializado, o espírito está envolto em ectoplasma, que é uma substancia material, e portanto, faz sombra (respondendo a pergunta da amiga inocente Gabriela), faz peso (embora seja leve) e esta sujeito as leis do Plano Material. Me pareceu apenas uma oportunidade de querer fazer polemica, da maneira que o amigo del Debbio faz às vezes com os evangelicos. Mas nesse caso, sem conteúdo, só uma critica que pode ser rebatida com argumentos simples de quem tem um minimo de conhecimento de espiritismo. É esperar as foquinhas céticas baterem palminhas, mas nao vai convencer ninguem com um minimo de estudo.
    Se o amigo Kentaro quiser mesmo criticar o espiritismo, primeiro precisa ter um minimo de conhecimento sobre a teoria, para nao falar coisas que farão com que os estudantes mais iniciantes de espiritismo riam da sua cara. Nao fique baseando seus textos em falacias de espantalho espalhadas por gente que acha que “kardec é racista” ou “fantasmas sao igual o filme do Ghost” porque o senso comum é ridiculo quando se trata de espiritualidade. Procure o embasamento teorico. Quer criticar? ok, mas critique a realidade da teoria, nao uma ilusao que os céticos acreditam que seja o espiritismo, baseado em vento.

    Respeitosamente,
    Jorge

    • CJ

      Amigo, o problema é que religiosos NUNCA se atém as explicações do fato, só falam: “você não deveria dizer esta asneira”, “você é infiel”, “deveria estudar mais” e outras coisas tais como você disse em seu post. Gostaria de ver ao menos um rebater argumentação com outras e PLAUSÍVEIS. Ficar dizendo “seu feio” e colocar os dedinhos no ouvido e sair pulando gritando “tra lá lá não estou ouvindo” não fará que seu comentário seja o certo ou bem quisto, acredite.

    • Montalvão

      As críticas de Jorge ao Kentaro são quase todas “ad hominen”, nenhuma delas demonstrou que possa haver o mínimo de legitimidade nas materializações de Uberaba. O artigo mostra mui claramente as falcatruas perpetradas por D. Otília Digo, digo, Diogo, com a conivência de Waldo Vieira, Chico Xavier e outros. O dileto comentarista tenta escudar-se na hipótese do ectoplasma, considerando que essa imaginosa substância explique as coisas. Ocorre que ectoplasma não existe! Se existe que nos tragam demonstrações claras e objetivas da realidade desse material.
      .
      Portanto, se a matéria que fomentaria as materializações é inexistente, a conclusão óbvia é que materializações não passam de sonhos. Ou, então seriam produzidas por outros meios e maneiras… se for assim, quais seriam esses meios e maneiras?
      .
      Entendeu?

  • gabriela

    desde qnd espirito tem sombra??

  • Victor

    Realmente, do ponto de vista apresentado nessa coluna, parece que houve fraude nesses casos. E daí? Isso não quer dizer nada. Existem pessoas que se fazem passar por médiums para ganhar fama e dinheiro? Sim. Esse caso não prova nada contra o espiritismo, parece ser apenas mais um caso de charlatões que existem aos monter por aí.

    Quer a prova de que espíritos existem? É só procurar um centro Espírita e estudar um pouco. Qualquer pessoa é capaz de, com algum treino, incorporar espíritos. Basta só um pouco de dedicação da pessoa. Agora não venha dizer que “se me mostrarem eu acredito”, amigo, ninguém vai bater na porta da sua casa pra te provar nada, o primeiro passo tem que partir de você. Acredite, você está perdendo MUITO.

  • pedro

    Engraçado na verdade é a hipocresia de todos religiosos.
    Tenho um grupo de amigos bem grande (para um nerd) e cada um segue uma religião, quando o evangelico não ta por perto, todos eles metem pau, falam sobre a enganação, a crença maluca e assim por diante. Mas, quando alguem faz alguma critica a religião deles, agem como se fossem os tais evangelicos, se indignam a um ponto de não conseguirem mais pensar de uma maneira racional. Porem, devo admitir que de todas as pessoas de religiões diferentes que conheço, os espiritas são os mais racionais, e isso é fato.

  • Raptor

    E viva os ceticos…

    http://noticias.terra.com.br/ciencia/interna/0,,OI2984274-EI8147,00.html

    • CJ

      E não é só isso. A ciência está em mesmo pé de igualdade do que a religião. Aliás, a ciência é uma religião que tem livros com “exemplos” muitas vezes falhos. Todos os anos desmentimos coisas que a ciência “provava” outrora. Ou seja, somado com este link enviado por você, tão falha quanto.

  • Miguel

    As pessoas só acreditam nessas fotos e nessa história se quiserem acreditar. O próprio Chico pode, dessa maneira, ter sido enganado pela sua prórpria vontade. Participar dessas materializações é como agir como aqueles caçadores de fantasmas que acham que espíritos são como seres irracionais que fazem sempre a mesma coisa e não tem vontade própria, sendo submetidos às vontades alheias e repetindo seus movimentos durante anos.

    • Mateus

      Miguel,

      Uma coisa é o Chico ter se enganado… Outra é ele ter afirmado que Emmanuel estava à seu lado e atestou que realmente se tratava de uma materialização. Pra mim isso acaba com Emmanuel e consequentemente com tudo que Chico fez.

      Só não acaba, na minha opinião com as obras que ele realizou como caridade. Mas daí podemos chamalo de Robin Hood. Afinal roubou dos ricos para dar aos pobres…

      • SUPRA luca

        Ou, se usarmos de crença espiritual, foi também enganado por Emmanuel. Afinal, a doutrina espírita explica que espíritos maus podem passar até mesmo por anjos de luz (também diz o mesmo a bíblia)… se virmos através desse ponto, poderíamos dizer que Chico tinha um grande espírito enganador passando por espírito de luz o enganando e influenciando.
        Inclusive a doutrina espírita sempre diz que isso é muito comum, e que pode ter acontecido até mesmo com Allan Kardec enquanto recebia a Doutrina Espírita.

  • over

    ah para ow…..tudo é uma grande ilusao…..todos querem ser houdini…..o mágico!

  • Rafael

    ectoplasma? agora sim a gente ta entrando em argumentos serios, ne?

  • Chernobil

    Chico Xavier não foi enganada, fou um enganador charlatão.

    Seja charlatão e dê sopa aos pobres, ganhe o direito de ser charlatão.

  • joao

    Raptor, hj em todo canto existe casos de fraude a unica diferença é q na ciencia essas fraudes são desmascaradas rápido, pois qualquer experimento é repetido e testado inumeras vezes até obter-se o resultado, e se a ideia do experimento nao tem valor a ciencia o descarta, libertando a mente da confusao e do erro. Ja em relaçao as religioes( q nao possui laboratorios e nem experimentos para avaliar sua teorias) é exatamente o contrario, nao aceita erros e quando estes aparecem, tentam esconde-los embaixo do tapete divino com desculpas ou entao atacando os seus “demonios” ! Vivem seguindo um livro q ninguem sabe realmente a procedencia e em relaçao a essas apariçoes eu me pergunto: pq nenhuma dessas apariçoes revelou as entidades religiosas sobre a ideia erronea de a terra ser o centro do universo? ou preveniu a igreja católica sobre a cumplicidade com a alemanha nazista? pq sempre aparecem para uma e nunca para um grupo de pessoas? E por aí vai…Uma coisa é certa, se fosse pelas religioes a humanidade tava era fudida e atrasada, acho q nao estariamos nem debatendo atraves de um computador, apenas ajoelhados, rezando e implorando pela cura de um perente com variola (erradicada graças a ciencia) ou pela sua ilusoriia “salvaçao”! Vamos questionar mais as coisas, buscar mais educaçao e nos livrar dessas pseudociencias q so fazem atrasar a nossa evoluçao! vlw galera

  • flashq

    a verdade tem que ser sempre dita, mas graças a Deus que minha fé não é baseada na experiência alheia e sim em experiência própria… Continuo admirando da mesma maneira o bom Chico, que só provou ser humano nesta ocasião, graças a Deus. !

    Continuem com o bom trabalho!

    • Shunyatta

      Consolo baseado em mentiras é caridade?

  • Logos

    Parabéns Kentaro por não baixar a cabeça frente as massas-gado de “belivers” que se recusam a perceber que o mundo vai além de pretençõs egoistas, e, se realmente existir um mundo além deste, não é o mais importante.
    Que soprem os ventos; liberdade, igualdade e fraternidade são apenas palavras quando delegam as pseudoVontades de poucos o destino do Globo, ainda não passamos de primatas ignorantes de 10000 anos de idade, se desejamos durar 100 milhões, como os dinossauros, devemos antes conhecer a Vontade sob Amor
    O conflito de Idéias antes de certas imposições de pessoas que se acham “Fodões” essa arrogância é o que segura o progresso de todos.
    Your ancients were dust, and like you, they were blow do the dump.

  • Rocket

    Agora um detalhe. A ciência não tem nada de superior a religião, a não ser pelo fato de trabalhar com análise de dados (NÃO NECESSARIAMENTE MENSURÁVEIS, como um bom estudante de qualquer área acadêmica sabe – se não for tão cego quanto um crente………..).

    E para quem trabalha nos bastidores da ciência e em grupos de pesquisa (tipo eu!!!! Cadastrado no CNPQ, obviamente) sabe a podridão e a concorrência que é por bolsas, nomes em publicações e – pasmem!!! – manipulação de dados para se tornarem mais “publicáveis” – o famoso make-up dos dados. E isso feito por gente que vive com uma máscara de “tornar o mundo melhor” (geralmente fofoqueiros de marca maior cuja amizade é duvidosa).

    A culpa é da Ciência? Céticosn cientistas ou religiosos: QUEM SE ACHA DONO DA VERDADE É UM TOLO. Nem a Ciência, nem a Religião!!!. A palavra é bom senso e respeito alheio. Coisa que crente não tem. E céticos enfezadinhos idem.

  • Chernobil

    Lembro do Chico Xavier.
    Era chato, e tinha um jeito de bicha velha.

    Charlatanismo puro. Mas deu sopa pra muito pobre.
    Aparece aqui pra mim Chiquito, se tua fé te salvou, me escreve, manda um email… um scrap…

  • davidr

    Provas se existe “astral”, inclusive científicas, eu já tive mais de 50, a dúvida se é real ou não acabou faz anos. Se uma dúvida acabou (a da realidade astral), outras milhões surgiram, tipo, “o que é o que” no final das contas.
    Já cheguei a um estágio onde qualquer evolução da minha parte será sempre de esclarecimento sobre o que já foi aprendido. A questão não é se um dia conseguirão provar que eu to errado, porque mesmo que o façam externamente não o farão internamente, porém a questão que fica é qual seria a reação e opinião de vocês caso vocês tivessem visto o que eu vi, sentido o que eu senti e vivido o que eu vivi. Caso a empatia nesse caso fosse possível, qualquer resposta que permanecesse cética, seria, na minha opinião, simplesmente fanatismo.

    Então, como pessoas como eu (e nesse caso não é algo positivo) nunca mudarão de percepção em relação a sua realidade dos fatos, volto a repetir, vocês tão só perdendo tempo.

    • Rocket

      Putz, mandou bem. Queria eu ter dito isso! Complemento que aqueles que buscam “refúgio” (????) na Ciência, não sabem metade do que falam (eu t-r-a-b-al-h-o com isso…), desvirtuam conceitos tanto quanto um neo-pentecostal. Minha experiência já comprovou também, a ciência (analisada com bom senso) não me desmentiu, e agora me vêm um bando de pirralhos revoltadinhos com a crença dos outros querendo se achar o “gás da coca-cola”? Convenhamos, a evolução (que é uma realidade, por sinal….) produz cada tipo……..

  • Edu

    o Efeito quE estes Comentários terão nas pessoas espiritas é o mesmo efeito que faz nos crentes da igreja universal quando vem o video do Edir MAcedo contando grana e cagando de dar risada dos trouxas dizimistas….quer dizer , nada, adoram seu idolo, mesmo que vejas não acredites. LAVAGEM CEREBRAL

  • Waldemar

    Céticos… sempre precisam de algo como prova. Acha que está desmascarando alguma coisa, e o pior, acha que quebra todo um raciocínio e anos de dedicação do Chico.
    Você aponta um copo d’água, e as pessoas não param de olhar pro seu dedo.
    Abraço

    • Shunyatta

      Kardec pediu testar e comprovar. Nada contra. A fé baseia-se na ignorancia. Onde há conhecimento existe a certeza.

  • Logos

    Os tais autonominados ocultistas usam suas (pseudo)”experiências pessoais” apenas para se colocar acima das outras pessoas tal qual seu mundinho que possivelmente é imáginario, fruto de alucinações coletivas e individuais, nada mais que um super sugestionamento, ir todos os dias dizendo ao seu inconsciente que terá uma experiência supra-corporal, não pode resultar em outra coisa que não na própria (em sonho é claro), alguém já ouviu falar de hipnose?
    Não digo isso porque sou chato (embora o seja), mas o que encontrei até hoje (até aqui no sedentário) é esta casta de gente que se acha melhor que os outros pelos seus “dons espirituais”.
    A multidimencionalidade como uma teoria ainda não foi refutada de forma efetiva, mas o “mundo astral ” (provavelmente projeções do inconsciente coletivo da humanidade [sim considero está teoria também] ) é reduto de literatura de alucinados egocêntricos ultra-conservadores, que vêm na Índia e no Egito a resposta de todas as perguntas.
    Mas ainda tenho esperança na Ciência, pois ela é a unica filosofia (putz!) humana que busca generalizações, o que serve pra mim serve pra ti, se não for assim só vamos encontrar pessoas que acham que são o Sol e o resto os planetas, quando o objetivo deveria ser tornar cada homem e mulher uma estrela.

  • ACN

    Meus caros Kentaro e demais participantes deste blog; sem dúvidas que o ceticismo é de imenso valor para a humanidade. Infelizmente os dias de hoje (desde sempre) trazem grandes armadilhas que fazem do ceticismo valiosa ferramenta de defesa para todos nós.

    Porém o ceticismo não é a única, nem a mais importante, ferramenta em nossas vidas. Não preciso descrever aqui todos os males que nosso mundo tem. Igualmente, senão mais, valiosas ferramentas são o amor, a fraternidade…..a Fé.

    Senão, gostaria que vocês me apresentassem uma única mãe que, tendo perdido o filho, teve seu coração consolado, ou pelo menos abrandado pelo ceticismo (frase de Bezerra de Menezes). E não me diga que isso não é importante. Se este mundo tem inúmeras fraudes e imensa ignorância, também tem muita dor.

    Repito, o ceticismo é de valor fundamental a nossas vidas, porém se alguma filosofia pode mudar este mundo em que vivemos, é o Amor. E este amor meus caros, jorra em locais onde a Fé é praticada desinteressadamente. E antes de escreverem que o ceticismo ainda não achou nenhum lugar assim, reflitam sobre o real significado de Fé.

    Um abraço a todos.

  • Samuel Ritter

    É bom saber que Emanuel atestou esse fato, pois ele tb atestou o livro “Brasil – Pátrica do Evangelho”, ditado por Humberto de Campos, que na minha humilde opinião, era um espírito envaidecido que queria continuar aparecendo, mesmo depois de morto. Ninguém questiona o grande exemplo de vida que foi Chico Xavier, mas mesmo ele, mesmo os espíritos que o guiavam, estão sujeitos a falhas como qualquer ser humano.

  • Marcus

    Seguindo essa linha de raciocínio, eu poderia muito bem investigar a vida do autor do post, encontrar um único desvio de conduta, expô-lo públicamente e descreditar toda sua obra, inclusive esse post. E aí, a verdade estaria onde?

    Errar uma vez não te faz estar sempre errado, acertar uma vez não te faz estar sempre certo. Deve-se manter sempre ceticismo perante qualquer fato até que se tenha evidência empírica, inclusive perante um texto cético.

    O fato de alguém ter promovido uma fraude não deve desencorajar aqueles que acreditam e mesmo os que duvidam, de buscar um experiência.

    Assim como a falta honestidade dessa mulher a levou cometer esta fraude, a falta de experiência do autor pode levá-lo cegar-se para outras evidências que a ciência moderna não explica.
    Questionem, investiguem, experimentem, mas não levante como bandeira da verdade a opinião de um simples ser humano(nenhum ser humano, nem o autor do post e nem mesmo Chico), cheguem as suas próprias conclusões baseados na sua própria experiência.

    @Mori: É triste que alguns, na defensiva, automaticamente presumam que sou um radical. Em nenhum momento se afirmou, e penso que nem mesmo chegou-se a insinuar no texto que escrevi que esse engano de Chico Xavier deveria ser o parâmetro pelo qual tudo que ele tenha feito deva ser julgado. É, evidentemente, apenas um elemento. Importante, mas não absoluto. Há muitos outros elementos tanto bons, quanto outros também negativos, sobre as muitas facetas dessa figura a serem considerados.

    • ACN

      Além do quê, até agora se tratou apenas como um engano. Quem pode afirmar? Como saber se não houve alguma outra intenção em calar diante de um fato aparentemente grotesco?

      Não esqueçamos que o Chico era espírita e vivia segundo uma conduta completamente diferente do pensamento simplesmente lógico.

      Existe uma série de motivos que poderiam levar um cristão espírita a calar….”Não violentar consciências”…”O escândalo é necessário mas ai daquele por quem vier o escândalo”…

      Me parece um tanto leviano julgar pela simples concepção de que foi engano, visto que o post coloca apenas esta possibilidade. Infelizmente ninguém questionou o Chico enquanto ele estava vivo para responder. Este acontecimento foi narrado pelo Waldo Vieira 8 anos depois da morte do Chico, depois de se manter calado durante toda a sua vida.

    • Montezuma

      Concordo com o Marcus.

    • Mateus

      Marcus, acontece que tem um porém nisso tudo… O Chico Xavier teve o aval de um Espírito. O Próprio Emmanuel confirmou que se tratava de uma materialização. Das duas uma ou o Emmanuel também foi enganado ou o fato aconteceu. Só que, se comprovada fraude todo o legado de Chico cai realmente por terra, afinal mostra que Emmanuel, esse que foi seu mentor durante toda a sua vida, na verdade não existe. E isso vai desencadeando tudo pela frente. Se Emmanuel não existe, os livros escritos por ele são falsos, sua mediunidade é falsa e as cartas que todos os familiares receberam de seus entes queridos também são falsas…

      • SUPRA luca

        Ou Emmanuel é também um espírito enganador… coisa que a doutrina espírita diz existir por aí aos montes, inclusive assediando grandes mestres.

  • davidr

    Só pra responder pro Logos, que foi até bem inteligente e sensato.
    Porém o que te faz crer que tu é mais competente pra julgar os eventos da minha vida melhor do que eu mesmo? Não é isso que o ceticismo faz, chamar todos de mentirosos, alucinados ou fanáticos? Afirmar qualquer coisa a respeito de outro, sem apresentar as mesmas provas que se pede, é tão fanatismo quanto qualquer religião.
    Os céticos tem fé, uma fé devastadora, maior do que a de muitos religiosos. Uma fé tão grande, que os faz acreditar que nasceram com o dom da verdade e o poder de julgar a qualquer ser humano, e obviamente, o poder de acreditar estar certo em qualquer discussão. E isso é FÉ;
    Me chamem de alucinado, louco ou fanático, mas eu ainda tenho algo que esses que me atacam não têm, que são as minhas experiências, e falar delas sem as ter vivido e/ou experimentado e/ou estudado é fanatismo.
    E eu preciso de poucos dessas mais de 50 provas que eu digo ter, pra deixar muito neguinho encucado e de boca aberta, mas no final não vai mudar em nada, porque o objetivo nunca é conhecer a verdade, o objetivo SEMPRE é vencer a discussão.

    Vamos ir em busca da verdade, que talvez o próximo post tenha mais LIKES que o post da mulher soluçando.

  • Marcos Arduin

    Cá comigo eu não afianço que os fenômenos em questão teriam sido comprovados de alguma forma. O meu problema é que há tantas pontas soltas nessa história que não sei até onde avaliar o papel que cada um teve por aí. Explico.

    1 – Os médiuns de efeitos físicos, e isso não é incomum, houve muitos casos no passado, sofrem a tentação do ganho. Pensam em cobrar por sessões e fazer a vida em cima disso. Acontece que o médium não é o dono do fenômeno. Ele é um agente, mas não o único. Daí então, quando o fenômeno de deveria produzir não é produzido, o jeito é improvisar alguma coisa. Daí então se explica porque médium sob rigorosa fiscalização foram validados (sim, pois então produziram fenômenos autênticos) e numa sessãozinha boba qualquer acabaram sendo flagradas numa fraude boba e infantil. E só fico um pouco ressabiado é quando o pessoal cético quer pegar a fraude boba e infantil e usá-la para desmentir todo um trabalho bem fiscalizado feito por pessoas ao menos conhecedoras do riscado…

    2 – A tal Otília era uma mulher pobre, analfabeta e ambiciosa. Facilmente entrou nessa de fazer sessões pagas e quando sua mediunidade decaiu, aí só restou-lhe mesmo o teatro.

    3 – Vendo as fotos no Cruzeiro de 8 de fevereiro de 1964 (só um aviso: apesar da data, essas revistas eram disponibilizadas nas cidades próximas do Rio de Janeiro cerca de 3 semanas antes – a data muito adiantada era só porque demorava para chegar lá no raio que o parta e assim não dava a impressão de que era revista velha), SERIA IMPOSSÍVEL a médium fraudar, pois estava fazendo as coisas sob iluminação e à vista de todos. Se houve fraude, então TODOS estavam mancomunados com ela.

    4 – Ninguém conseguiu me convencer até hoje de que os repórteres do Cruzeiro foram a Uberaba apenas com UM propósito: juntar material para fazer reportagens escandalosas. Claro, o Cruzeiro vivia de sensacionalismo barato e não da verdade. Então não era a verdade o que queriam ver e sim o que pudesse fazer vender revista. Isso eu deduzi por uma série de coisas que vi nas reportagens publicadas, inclusive por aquelas “não escritas”, assinadas pelo Mário de Moraes.

    4a – Os repórteres, embora já tivessem visto fotos e soubessem das formas de controle sobre a médium, NÃO TROUXERAM nada nesse sentido. Usaram as algemas, correias e cadeados fornecidos pelo pessoal do Chico. Isso não foi sem interesse: na reportagem mesmo indicaram que alguém poderia ter as cópias das chaves…

    4b – Os repórteres examinaram o ambiente, os bolsos e até os saltos dos sapatos… Mas justamente a maior suspeita, a própria médium, NÃO FOI REVISTADA. Eles já sabiam que o médium era uma MULHER, então deveriam ter trazido uma colega de confiança, que a revistaria mais minuciosamente. A essas duas falhas clamorosas (clamorosas se pensarmos que buscavam a verdade), seus defensores argumentam: _ Mas na próxima sessão eles iam trazer… Que piada!

    4c – Antes de iniciar a sessão, a médium foi revistada superficialmente por dois dos médicos, que então convidaram os repórteres a fazerem o mesmo (falaram eles de um “volume suspeitoso”, e certamente, mesmo tocando por fora, dar-se-ia para sentir frascos de perfume, crucifixo ou outro objeto mais rígido…). Porém o que os repórteres disseram? _ Demo-nos por SATISFEITOS. _ É mole? Não revistam a maior suspeita, mas se dão por satisfeitos com uma revista superficial feita pelos médicos.

    4d – Durante a sessão, a fantasma Josefa falou que não podia apertar a mão de um dos repórteres, pois só materializara UM DEDO na mão direita por falta de ectoplasma. Putzgrila! Essa era a hora dos repórteres dizerem:
    _ Sério? Beleza! Já que sabemos que a médium não é meio-maneta, então vamos tirar uma foto dessa mão direita com apenas um dedo. Isso prova que o fenômeno é verdadeiro e já vale a reportagem.
    Só que aí vem a coisa gozada: NENHUM dos repórteres pensou nisso. Esse detalhe tão estranho passou despercebido.

    4e – Lá em suas reportagens não escritas, Mário de Moraes se justifica porque não agarrou a médium, nem tentou nada para desmascarar a fraude: _ Não vou dizer que todos lá eram farsantes, A MAIORIA não era, mas era MUITO MAIS PERIGOSA porque eram fanáticos. _ E lembra ele do caso de Angola, onde fanáticos tribais iam só de facão em punho contra as metralhadoras dos soldados portugueses. Mas que gracinha! Ele conheceu aquelas pessoas NAQUELE DIA e já SABIA quem eram os farsantes e quem eram os inocentes úteis e que esses eram FANÁTICOS PERIGOSOS? Tá, que achem muitos por aqui que Chico Xavier & Cia Bela não merecem ser levados a sério, eu compreendo, mas levar a sério esses repórteres, também não me parece lá muito sábio…

    5 – Infelizmente a maioria dos que testemunharam esses fenômenos agora virou fantasma. Assim há pouco que saber por quem vivenciou o caso. Só posso dizer que Waldo Vieira NÃO MERECE crédito algum pelo que costuma falar. Ele quer ficar bonito na foto e daí vem com sim e não ao mesmo tempo quando fala do caso. Exemplo: _ Ela era de fato ectoplasta, mas fraudava. _ E quem descobriu a fraude? Ele e os colegas já haviam feito seis sessões antes daquela com os repórteres. Uma fraude tão simples e tão tosca quanto a Otília se disfarçar de fantasma já teria sido descoberta logo na primeira sessão (lembrem-se de que o Waldo posa de muito científico). Se não descobriram nada ou era porque os fenômenos eram reais ou foi porque eram burros demais para descobri-la. Só isso explicaria terem aceito dar acesso aos repórteres.

    6 – Waldo é vítima de covardia moral. Quando saíram as reportagens, ele e Chico se esconderam no mato. O Chico eu até entendo, pois ele não é do tipo polêmico e do que me disseram, ele não ajudava em nada: – Só ficava de olhos fechados, vibrando e rezando. Mas o Waldo não tem desculpa: era o líder do grupo e por isso devia ter dado a cara a bater. Mas não. Nas suas próprias Tertúlias ele confessa que “foi ordenado por um repórter amigo do Cruzeiro para que se escondesse, que não ia enfrentar aquela empresa, pois tinha muita gente graúda e até um senador no meio…” Por isso não confio no que ele costuma dizer sobre o caso. Parece que por ter sido finalmente flagrada em fraude em 1970, ele preferiu não defender nem a ela, nem a sua pesquisa. Os repórteres em 1964 tiveram TODAS as chances de darem o flagrante, mas aí ia vender uma revista só…

    É isso.

  • Guest

    Se tem uma coisa que realmente me dá medo, no Brasil, é que realmente não se pode falar nada sobre espiritismo sem que milhares de pessoas “caiam matando” em seguida. Particularmente não tenho nada a favor do espiritismo, mas não identifiquei nada no texto que visasse destruir a doutrina espírita, como parece ter sido o que foi entendido pela maioria aqui… o texto expõe algo que claramente era uma farsa e que, por algum motivo, foi aceito como verdade por uma das figuras mais importantes do espiritismo. E só isso… o resto, é conclusão de cada um…
    Tenho uma religião, aceito que outras pessoas tenham pontos de vista diferentes, que argumentem até mesmo contra minha fé (nessas discussões é que a fé cresce / ou não)… e toda vez que converso com algum amigo algo que questione o espiritismo, tenho q baixar a voz, se não vai ter alguém (no metrô, ou em qualquer outro lugar… mais ainda na internet) que vai tentar desqualificar meu raciocínio e me “acusar” de ser várias coisas que não sou…
    Não concordo com tudo o que o Kentaro escreve, mas gostaria de manifestar aqui o apoio a liberdade que ele (e todos) possui de expressar seus pontos de vista… (e poderia dizer a mesmissima coisa do Del Debbio…)
    []’s

  • Adilson Profício

    O espiritismo é uma farsa. Seus “ideais nobres” são uma vestimenta religiosa. Eu me preocupo com a verdade, e as religiões, todas elas, são mentirosas. O cristianismo cresceu sob uma farsa – a do cristo – e o espiritismo, em que pesem seus “nobres” objetivos, deve ser desmascarada sim.

  • Avilalopes

    A fraude é por demais grosseira. As tiras de gaze saindo boca, O véu que deixava entrever o rosto de Otília, Chico Xavier estava muito próximo de tudo isso, ele sabia se tratar de uma fraude, a não ser que fosse um idiota. Sabemos que ele era muito inteligente. Ele sabia de tudo.

  • LMoura

    É longo pacas, mas se alguém tiver saco pra ler ficarei feliz :).

    Fico impressionado como as pessoas tomam as suas certezas como verdades. Quem aqui pode afirmar que não existe vida após a morte? Quem aqui pode afirmar que existe vida após a morte?

     Acho perfeitamente natural e salutar em ser cético. Assim se dá a evolução humana. Acho compreensível acreditar somente no que o nosso conhecimento prova. O que me incomoda é arrogância cometida a séculos de pessoas que afirmam como verdade absoluta que deus não existe sendo que a ciência não prova a sua existência da mesma forma que também não prova a sua não existência. Quantas descobertas a nossa ciência faz por ano que retifica a si própria? O que não é nem o caso aqui mencionado pois nunca foi provado absolutamente nada a esse respeito. Portanto ninguém pode ser prepotente utilizando a ciência pois esta é limitada e tá sempre em franca expansão. O que não invalida o fato dela no futuro provar a inexistência de deus.

      Hoje, não consigo enxergar a possibilidade de alguém afirmar como verdade que não exista nada além dessa vida, sendo que, partindo da premissa que deus não existe, antes do nosso nascimento e depois da nossa morte éramos e seremos um nada. Então só poderemos provar essa teoria enquanto vivos. O que até agora não aconteceu.

      Em contrapartida, a possibilidade de alguém afirmar como verdade que já viu deus, ou seja lá o nome que for, que exista anjos, espíritos enfim, uma vida pós-morte, é admissível. Ninguém aqui pode ter certeza que essa pessoa esteja inventando. Repito a possibilidade existe.

      Dito isso, o que eu quero dizer é que a minha fé não é 100% em nada. Eu prefiro acreditar que exista um Deus, prefiro acreditar que essa nossa vida tenha uma profundidade maior. Me consola mais acreditar nisso. Me faz viver melhor. Me causa um nó no estômago quando penso que não existe mais nada do que isso.

      Agora, não fecharei meus olhos pra todas as possibilidades existentes. Não defenderei com tanto ardor a minha crença como eu vejo pessoas aqui fazendo sem ter comprovação verdadeira e de forma desrespeitosa.

       Não sigo fielmente nenhuma doutrina mas das que tenho conhecimento, a doutrina espírita é a que mais me agrada. É o que mais responde as minhas perguntas mesmo tendo ciência de que as respostas podem estar erradas.

       Concordo, como plausível, com todas as vertentes aqui apresentadas desse episódio mencionado com o Chico Xavier. É possível que ele corroborou com a encenação e de todas as outras que participou. De que seus livros foram tudo uma invenção. É possível, também, que ele tenha corroborado com essa encenação específica por algum motivo maior não fraudulento que preferiu dizer que era verdade. Mas que o resto da sua vida possa ter sido ilibada.Vai lá saber. De novo me incomoda as certezas das pessoas. O que tá posto não prova nada pra nenhum dos lados. Nesse caso, de novo, é questão no que você prefere acreditar.

      Pra terminar, como alguém já disse lá embaixo, não interessa a sua crença. Seja cético, de qualquer religião ou não segue religião alguma e apenas acredita em Deus, resumindo, é humano rsrs, a filosofia mais engrandecedora é a do Amor. O amor traz todos os bons valores consigo e não permite a falta de respeito de algums aqui nesse fórum. Que pra defender no que acredita tem que atacar os outros. Amem meninos rsrs

    • Sergio

      Maravilhoso o que você colocou.

      Perdemos muito tempo procurando saber quem está certo e quem está errado.
      Por que sempre um tem que estar certo e o outro errado?

      Se cada um procurasse fazer o melhor de si, independentemente de suas crenças pessoais, teríamos um mundo bem melhor.

      Respeito pelos outros, amor para com os nossos irmãos em humanidade (não irmãos de crenças, afinal estamos todos juntos aqui) e auxílio aqueles que precisam tanto ou mais que nós.

      Independentemente do que acreditamos, da forma com que acreditamos, vamos nos unir e fazer um mundo melhor para vivermos, com mais fraternidade e menos misérias (materiais e morais)…

      Abraços a todos.

    • Rsavassi

       Caro LMoura,

      Concordo com você. Eu sou médium da Umbanda (já adianto que isso para a doutrina não me faz diferente ou mais importante que ninguém) e mesmo incorporando, não posso sequer afirmar que exista uma vida após esta.
      Também não posso afirmar que as entidades que baixam em mim e dão conselhos, os quais eu sequer imaginaria, são espíritos, pois não cheguei a essa conclusão, uma vez que  tenho apenas 3 anos de caminhada.
      Diferente do que muitos pensam , não mandam matar galinhas e acender velas na encruzilhada como resolução  dos problemas  que lhes são apresentados, apenas tratam a todos como iguais, merecedores de atenção e consolo em suas dores.E tem sempre uma orientação sensata a dar ao que lhes é apresentado.
      Se são estados alternados ou não de minha mente, pouco importa. O que importa é  que são eficazes no que se propõe a fazer e não fazem mal a ninguém, nem a mim nem a quem com eles vão se consultar.
      A fé não pode ser cega. Um espirito de luz ou qualquer nome que se queira dar ,não se tem seus “brios” maculados com questionamentos e estão aí para toda prova.
      A espiritualidade é de Deus. O tratamento dado à mesma é do homem.
      Se Deus não existe, então não existe a espiritualidade e sobra apenas o homem e seus símbolos.
      Agora, eu não tenho que pedir licença a ninguém para exercer minha religião, faço simplesmente porque amo.

      Paz.
       

  • Quem realmente e espirita sabe que akilo é uma Materializaçao real.
    Naquela época nao tinha como mecher em fotos como hj prestem bem atençao olhem bem para as fotos e vao perceber que nao é uma coisa material.

  • Marcos Paulo

    A bíblia moderna também é um fraude. Bispo Macedo curte uma orgia, RR Soares rouba milhões, Malafaia é gay, isto é, e daí?
    Do seu ponto de vista os outros são os pecadores. Julgo as pessoas pelas ações e não pela palavra.
    Árvore má não dá bons frutos assim como árvore boa não dá frutos ruins.
    Chico não vivia de cultos exteriores, cântigos e nada esperava das pessoas, só trouxe conforto e esperança.
    Esses pastores e padres travestidos de árvores boas não conseguem esconder a podridão de seus frutos: estelionato, corrupção, pedofilia. São Fariseus.

  • Arnaldo Ferreira
  • Claudio Tollin

    Não sei porque se deve acreditar no que o Waldo esta dizendo agora do que à época. Só sei que ele não inspira confiança. Fala coisas que lê na internet e as interpreta como sendo sérias (vide os comentários que ele fez sobre o Corcel a álcool do Lula). Se ele tem realmente qualquer possibilidade de fazer o que diz, como se deixa enganar por coisas banais e facilmente refutáveis por quem não tem o suposto dom que ele alega ter.
    Quanto à 3ª foto desta matéria, fiquei curioso para saber onde estava escondido aquela cruz enorme na mão do “espírito”. Pelo que li no artigo ela escondia tudo debaixo do vestido. Mas aquela enorme cruz…. sei lá.
    Também li um dos links postados que remeteu a um jornalista que vivenciou o episódio e pelo que pude ler ele explicou muito bem o caso.
    Internet é isso, um local onde cabe de tudo. Fala-se muita, mas muita bobagem e tem pouca coisa em que se pode realmente acreditar. Agora não dá para dizer que a internet não é verdadeira só por causa das montanhas de besteiras que nela é veiculada.
    Temos que usar do bom senso sempre e não ir assinando embaixo de tudo o que publicam.

  • viniciuslagedo

    Sou leitor de vocês a algum tempo e siceramente não entendo qual o proposito deste post.

    Talvez seja pra atingir o espiritismo ou simplesmente mostrar fatos.
    Mas a questão é que existe uma quantidade informação muito maior que não está disponibilizada nesta postagem e torna o texto um tanto manipulador.

    Outra coisa importante a se levar em conta é que se formos levar de exemplo o erro de uma pessoa dentro de certa religião, para dizer qual religião é certa ou não, não seguiríamos nenhuma. O proposito de qualquer religião está muito além do que é certo ou errado, é para o consolo próprio e base de vida.

  • Lendo os comentários e o post digo que é muito simples se basear nesta matéria, principalmente de uma revista como esta (que não é confiável) para tentar dizer que Chico Xavier não é uma pessoa idônea só porque aconteceu esse fato relatado no post “Ahhh se Chico Xavier está errado nisso, então nos seus outros livros ele pode ser uma fraude vamos pesquisar mais e ficar com um pé atrás” é isso que dá a entender, é claro que não devemos aceitar tudo e assinar embaixo, cada um acredita no que quiser afinal somos uma pluralidade de criaturas com livre arbítrio e pensamentos próprios outra quero dizer que o espiritismo não se baseia no que foi colocado no post, acham que os espiritas são só isso aí que colocaram no post, alguns totalmente ignorantes e ainda falam mal. O espiritismo prega o amor ao próximo, caridade, desapego total do material ou seja das coisas pereciveis deste mundo enquanto outras religioes evidenciam muito mais os bens materiais do que outros valores morais.

  • luiz

    O problema dos céticos é a necessidade que sentem em agredir, ofender os seus irmãos. Com certeza o rancor presente em seus corações lhe impôem a própria dor que os corroe por dentro. No dia que tiverem amor no coração sentirão também a presença de Deus, independentemente de fazerem parte de alguma religião. A ciência nem sabe explicar como surgiu o mundo, o que é materia escura, energia escura, buraco negro e aí vai. Quando pensa que descobriu o bólson de rigs, descobre também que desvendou somente 5% da origem do universo. E o cético ainda tem fé na ciência como única forma de explicar o mundo. Quanto mais pensa que sabe, mais descobre que nada sabe.

  • nilton moraes

    verdade

  • pcgalmeida

    Acho que o blogueiro puplicou apenas aquilo que lhe convém e esquece ou desconhece que os laudos apresentados pelo perito carioca sr.Carlos Ebol a favor da revista de David Nasser foram plenamente desmentidos pelo sr.diretor Egas Muniz e Carlos Petit ambos peritos da Polícia Técnica de São Paulo que deram as fotografias como absolutamente verdadeiras e na época, assim como hoje São Paulo tem muito mais recursos e o evento foi “manchetado” em primeiras páginas por diversos dias a favor dos espíritas por um grande periódicol do período em questão, O JORNAL DA NOITE .Caso não saiba a figura de Chico Xavier foi reconhecida pela enquete televisiva do SBT, como nosso expoente de todos os tempos,aclamado pela maioria do povo brasileiro.
    Assim sendo o Chico,quer queira ou não, junto com suas obras, é uma entidade imortal ao contrário da imensa maioria,composta de meros mortais passageiros..É tudo 1

  • Rafael

    O pior de tudo é que os “espíritas kardecistas” se auto-denominam racionais ou até como religião mais avançada. No entanto cometem os mesmos erros de todas as outras religião, como não admitir quando errou ou corrigir seus parâmetros de acordo com novas descobertas.

  • Karl Marx

    Prezados, eu sou Ex-Católico, Ateu e Marxista e minha esposa é Espirita Kardecista. Apesar de minha descrença tenho total respeito pela sua crença e valores religiosos. Toda religiâo é baseada em Mitos e a religião espirita não pode ser diferente. A fé transcende qualquer realidade e a crença humana é muito mais complexa que qualquer formulação científica. Talvez Chico Xavier tenha sido usado neste episódio montado por essa revista burguesa e sensacionalista que lambia as botas ensanguentadas do regime militar que controlava a ditadura que prendia, torturava e assassinava no Brasil. Mostrei isso a minha esposa e ela concorda de forma serena e conciente que é uma farsa e que se existem materializações de verdade, um espírito não precisaria se esconder atras de vestimentas e rolos de gazes de aparência mortuarias. Esse tipo de exploração e total ausencia de ética e transparencia jornalistica somente poderia ocorrer numa época obscurantista e veiculada por um órgão de imprensa venal, sensacionalista e titere com concenso da Ditadura criminosa que tolhia a liberdade de questionar e pensar.

  • Camilo Barbosa da Silva

    O pior é que a falsa materialização da irmã Josefa, “enganou” até o “espiríto” Emanuel…

  • Ricardo Barros

    Agora vamos atrás das gangues dos evangélicos. Pimenta nos olhos dos outros é refresco. Temos que passar o Brasil a limpo.

  • edimar

    agora,qual seria o motivo de praticar fraude?que lucro teve o Chico com tudo isso?sinceramente,ele,o Chico, e o espiritismo não precisam de nada disso para obter lucro.Seria doentio e tenho certeza que o Chico nunca foi um doente.As orações e a solideriedade praticadas por ele supera tudo.Aqui por exemplo é muito dificil alguém ter desprendimento material que ele teve.

  • Marcello Papa

    Sou espírita e sou cético, não há nehum paradoxo nisso. Tenho clara noção de onde termina o que conheço e começa o que acredito (só pra pontuar, não acredito nestas fotos). Leio sobre ciência tanto quanto sobre religiosidade. Não precisamos de rótulos que nos impeçam de crescer em ambos os sentidos, não precisamos aderir a um dos dois lados, como se toda discussão fosse necessariamente um embate. O maniqueísmo limita. O pseudoceticismo é tão limitante quanto a fé cega. O ceticismo legítimo e a fé raciocinada, ao contrário, libertam. Neste sentido, já alertava schopenhauer: “A descoberta da verdade é impedida mais efetivamente não pela falsa aparência das coisas presentes que nos leva ao erro, e não diretamente pela fraqueza dos poderes do raciocínio, mas sim pela opinião pré-concebida, pelo preconceito.”

  • Thiago

    gente, espiritos se materializam é uma forma de dizer que ‘incorporam’. Essas pessoas com véus brancos não são os espiritos e nem tentativa de fraude, são mediuns incorporados com os espiritos ‘materializados’. Santa ignorância!

  • Roberto de Araújo

    Depois que a pessoa morre aparece um monte de coisas sobre ela, tentaram provar isso a vida inteira dele, agora isso mas, não se esqueçam que ate nosso senhor jesus cristo foi morto por não acreditarem nele…

  • Rico

    Mas as pessoas são cegas mesmo por que querem! O chico xavier nao foi “enganado” pela farsaria Otilia, ele era parceiro dela, comparsa, chralatão junto com ela! Poxa, ta ai na foto, ele do lado dela com as gazes enroladas saindo da boca do cara sentado, toda a foto foi arranjada e deu trabalho pra fazer e parecer autentica e todos na foto estvam envolvidos na farsa,para poder funcionar! O chico xavier era só mais um farsário ali no meio. Além do mais ele foi desmascarado mais tarde por um reporter, mas o povo se recusa a aceitar que o homem era um pilantra enganador e preferem se iludir…
    Acorda Brasil!

  • Tato de Morais

    Essas fotos são montagens, atestada pela Policia Civil da época para denegrir a imagem de Chico Xavier.Como esta entrevista afirma: http://www.youtube.com/watch?v=9Zq1rRoXE6Y Simples. O maior milagre do Chico foi ter proporcionado ajuda material para tantos pobres. Este é o verdadeiro legado de Chico, a CARIDADE. E ele mesmo dizia isto. O resto é insignificante. O espiritismo não prega salvação na crença espirita, mas sim no ato da caridade. Então amigos ateus e cientistas, continuem com suas crenças mas pratiquem o ato da caridade. Ela é importante. O resto é ruido. Inclusive um memorável cientista experimental do comportamento chegou a mesma conclusão que Chico acerca da necessidade da Caridade no comportamento para a não extinção da raça humana através do método cientifico. Este cientista é Sidman Murray. E estas conclusões estão em seu livro Coerção e suas implicações. Então irmãos, caminhemos juntos nos digladiando intelectualmente acerca de nossas crenças mas concordemos com a seguinte máxima “Fora da Caridade Não Há Salvação” E esta máxima não é meramente espiritualista. Mas sim o único caminho para vivermos harmoniosamente sobre a Terra.

  • MARCOS PAULO

    Em todo o Tempo Ouvimos Muitas Bobagem, que não leva a nada temos que crer que tudo que vem de Deus vem cem mascaras vem naturalmente. o homem que inventam historinhas e filosofia barata e cem fundamentação.

  • RONEY BORGES

    https://www.youtube.com/watch?v=0c155294d5c

    Dificuldade de olhar nos olhos – Autismo e esquizofrenia – Caso da revista cruzeiro