Internet

Comprar um cadeado nem sempre é garantia para não mexam na sua mala.

Inscreva-se clicando aqui.

T I F

0 Comentários

A clássica história do rock

Pobre menino pobre, desajeitado, desajustado, incompleto, incompreendido. Desleixado, preguiçoso, sem foco. Sem lar, sem família, sem nada. Quantas histórias já ouvimos com esse mesmo DNA ‘impuro’, mal visto e mal quisto, não é? Mas essa história não é uma dessas. Esta aqui atinge as profundezas da alma, dilacera o peito aberto, já ensanguentando por tamanha honestidade. Essa história até começa assim, mas termina diferente. Talvez pior, talvez mais sofrida, mais solitária, mais despedaçada. Mas não se trata do começo e do fim. Na história contada no mais recente documentário “Kurt Cobain: Montagem of Heck”, o ‘entre’ é o que importa. Não se trata de mais uma clássica história do rock, se trata da história definitiva sobre o maior ícone da sua geração. Um rei sem coroa, um rei sem querer.

montage of heck

Admitir que não há mais para onde ir em se tratando da complexidade de Kurt Cobain não seria exagero. De fato, não há. O documentarista indicado ao Oscar Brett Morgen mergulhou em águas tão profundas que cruzar qualquer outra fronteira seria impossível e por que não, desnecessário. Este é o documentário mais impactante sobre um artista. É até difícil mensurar sua simbologia com tamanha precisão, por trás da complexidade de Kurt Cobain trazida com tanta veracidade e voracidade para as telas. A brutalidade encanta, dói, incomoda, sangra. Mas o músico era assim. E afinal, qual seria a outra forma de contar isso?

“Montage of Heck” reúne a compilação mais completa e pura de um artista que até hoje gera fascínio por seu brilhantismo musical e psique delicadamente complexa e gritante. Absorto por tudo aquilo que seus fãs, apaixonados por música e curiosos sempre especularam a respeito do seu perfil, sua sensibilidade e genialidade incomum, Morgen foi à nascente mais pura sobre a história de Kurt Cobain, se privando de influências midiáticas e do que se espera de um ícone. Ele foi direto naqueles onde a verdade reside: a família.

kurt 2

Na teoria, o elo mais forte. Na vida de Kurt, o mais fraco. A fragilidade e pequenez sentida pelo artista ao longo dos seus 27 anos são oriundas da sua base familiar desestruturada. Tratado como “complicado demais”, o jovem passou a infância sendo encantador e a juventude toda sendo rejeitado, ignorado. E sua fragilidade está ali, na ausência de um lar. Coração partido pela terrível sensação de abandono, com feridas ainda doloridas. Sua música é reflexo desse não pertencer e a identificação com o público foi súbita. Sem querer, ele se tornou aquele cara que ele um dia quis seguir, mas não sabia. E quando chegou lá, percebeu que ainda era aquele garoto que queria pertencer. Que talvez não quisesse liderar, mas ser liderado na companhia de outros. Tudo a fim de romper com a solidão.

E o documentário nos leva para o cerne de Kurt, para a complexidade da sua fragilidade, para seu perfeccionismo artístico escondido por trás do grunge, que sempre fora sinônimo de despretensão. É como se colocássemos óculos que nos permitem enxergar o mundo pela perspectiva do dono do objeto. Ao ficarmos diante da tela, passamos a ver as coisas pela ótica dilacerada de Kurt Cobain. Folheamos seus inúmeros diários, percebemos seu romantismo inveterado, vemos de perto seu processo criativo como frontman do Nirvana, a cobrança de si mesmo e do mundo, sua arte, sua dor na arte e sua luta para tentar pertencer mesmo quando já é parte de algo.

Continue lendo…

0 Comentários

0 Comentários

O músico belga Stromae lançou ‘Carmen’ em 2013, mas só agora saiu o clipe da música. ‘Carmen’ é sua crítica a atual relação das pessoas com as redes sociais, de como nos tornamos reféns e alienados por causa delas.

A animação ficou por conta do desenhista e cenógrafo francês Sylvain Chomet, que chamou atenção no Brasil depois da sua versão de os Simpsons:

0 Comentários

Esses caras giram os CD’s a uma velocidade tão alta que eles começam a deformar até que explodem e ver isso em camera hyper lenta é demais! Confira:

0 Comentários

O que você escreveria?

20 mar 2015 | por em Internet às 0:19

Se você tivesse que escrever para o atual da sua ou do seu ex, o que você escreveria? Veja no vídeo duas versões e ideias completamente diferentes.

0 Comentários

É um experiência social que uma agência de publicidade fez na Lituânia, pois como existem muitos relatos de racismo por lá (por exemplo: Paulinho, ex-jogador do Corinthians, sofreu racismo na Lituânia), fizeram esse vídeo para conscientizar a população.

Na “pegadinha”, um negro (ator) estava numa sala de espera, aguardando sua vez para ser entrevistado. Logo em seguida, chegava outra pessoa para esperar junto com ele. Então, o rapaz negro pede para traduzir um texto (em lituano) que escreveram no perfil do face dele, pois ele estava há pouco tempo no país e não sabia a língua local.

A reação das pessoas depois de lerem o texto, extremamente racista, foi de arrepiar.

0 Comentários

Apesar de todas as evidências, o que importa não é o ser humano, e sim interesses que nós não sabemos, e provavelmente não saberemos nunca. Eu mesmo, estou aqui a quilômetros de distância de Paracatu-MG e isto não atingi minha vida, mas e se fosse aqui do lado, o que eu faria? Se uma familiar meu morasse lá, o que eu faria? Este Brasil só vai mudar no dia que alguém começar a se mexer e fizer algo. Como seria lindo, se as pessoas de Brasília, que fica a 220km, fossem em peso, ajudar em uma manifestação, protesto, em prol de uma cidade inteira que em questão de tempo pode se extinguir. Mas não, isso não vai acontecer, porque estamos acostumado com o pensamento de: “O problema é deles, que moram lá!”. E, é assim como em qualquer guerra, qualquer terremoto em países distantes, que não estamos lá pra sentir na pele. Então, pra responder a minha pergunta, se isto acontecer aqui do meu lado, eu vou sim fazer algo, porque chega, chega de morar em um país injusto, de pessoas injustas. Já que existe um grupo de pessoas se beneficiando de forma irresponsável, e acabando com uma população inteira, existe também uma CIDADE inteira que pode lutar contra isso. Fica aqui a minha vontade e sonho de mudança e meus parabéns à equipe de jornalistas do CQC. Fiquem com o vídeo.

0 Comentários

Panelaço para Dilma

9 mar 2015 | por em Internet às 0:16

Em várias regiões do País, o nosso panelaço foi escutado. Realmente estamos cansados, revoltados e principalmente decepcionados com essas duas pessoas (Dilma e Lula) que tinham o povo na mão pra fazer o que ninguém fez em 500 anos. Infelizmente se eles não fizeram, então, ninguém mais vai fazer. Infelizmente!

Fiquem só com UM exemplo, do ínicio de algo que está pra acontecer…

0 Comentários

Banksy na Faixa de Gaza

4 mar 2015 | por em Internet às 8:25

Banksy, um dos melhores e mais críticos artista de rua do mundo, foi até a Faixa de Gaza recentemente e entre a miséria e os conflitos ele desferiu um ataque de stencil pintando crítica e esperança.

Se nós lavamos nossas mãos para o conflito entre os poderosos e os que não têm poder, nós ficamos do lado dos poderosos – nós não ficamos neutros”

0 Comentários

Essa sacanagem de proporções incalculáveis que pode deixar qualquer amizade por um fio,aconteceu nos EUA. A cara de indignação do gordinho foi épica.

0 Comentários

Esse cara resolveu botar em prática uma velha piada e o resultado foi hilário:

Minha reação:

0 Comentários

Meu pai mente pra mim

19 fev 2015 | por em Internet às 21:33

Comercial da empresa de seguros Metlife que emocionou muita gente e se tornou viral. Conta a história de menina que descobre que o pai esconde um segredo.

0 Comentários

“Out There” é um documentário da BBC de 2013 em que o ator e comediante britânico Stephen Fry percorreu o mundo inteiro coletando relatos sobre a situação dos homossexuais em diferentes países. No Brasil, o comediante entrevistou a mãe de Alexandre Ivo, garoto carioca de 14 anos assassinado em 2010 por skinheads e o deputado Jair Bolsonaro.

Sobre o parlamentar, Stephen Fry disse: “Um dos mais estranhos e sinistros encontros que já tive na vida”.

Assista abaixo o trecho do documentário com as respectivas entrevistas.

0 Comentários

A BBC fez um vídeo arrepiante com um drone sobrevoando o campo de concentração de Auschvitz-Birkenau, na Polônia. Essa filmagem é lançada em meio ao aniversário de 70 anos da libertação de Auschwitz-Birkenau pelas tropas aliadas, fato ocorrido em 27 de janeiro de 1945. A data da liberação se tornou o Dia Internacional da Lembrança do Holocausto. O local atualmente abriga um museu e um memorial.

Via: History

0 Comentários